Licitação do transporte coletivo: ônibus da Capital serão bicolores e terão letreiro ampliado.Resultados da concorrência foram homologados na tarde de hoje

Licitação do transporte coletivo: ônibus da Capital serão bicolores e terão letreiro ampliado.Resultados da concorrência foram homologados na tarde de hoje

Cidade Destaque

O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, homologou o resultado da licitação do transporte público, na tarde desta segunda-feira, na sede da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). No ato, a prefeitura apresentou também o novo layout dos ônibus da Capital, que passarão a ter uma cor mais homogênea e não mais o “eletrocardiograma”, utilizado desde 1994.

Os novos ônibus serão bicolores, com o cinza na parte de baixo do veículo e outra cor predominante – vermelho, azul, ocre e verde – na parte superior. Assim como é hoje, a cor vai indicar a bacia a qual a linha atende: vermelho (Norte), azul (Sul), ocre (Centro/Carris) e verde (Leste).

De acordo com o presidente da EPTC, Vanderlei Cappelari, a mudança do padrão das cores vai facilitar a identificação dos ônibus e a vida dos usuários do transporte público, evitando confusões. “Hoje o nosso ônibus é muito poluído na questão de cores. Isso ocasionava, às vezes, um problema de identificação do usuário”, afirmou.

Outra mudança significativa vai ser o aumento no letreiro da identificação das linhas. “Ampliamos o tamanho do letreiro, que foi uma demanda do orçamento participativo, com luzes leds mais visíveis, para que a visualização seja bastante distante”, ressaltou o presidente da EPTC. (Correio do Povo)

Fortunati garante sanção a projeto que proíbe Prefeitura e Câmara de contratarem empresas doadoras de campanha

Fortunati garante sanção a projeto que proíbe Prefeitura e Câmara de contratarem empresas doadoras de campanha

Cidade Direito Negócios Notícias Poder Política

O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati (PDT), confirmou que vai sancionar o projeto de lei que proíbe o Executivo e o Legislativo municipal de firmarem ou prorrogarem contratos com empresas (incluindo consórcios) que tenham financiado campanhas eleitorais, por quatro anos, a contar da data da doação. Foi o que confirmou, no fim da tarde desta sexta-feira, a assessoria de imprensa do Paço Municipal, após a reportagem da Rádio Guaíba veicular que leis semelhantes já entraram em vigor em Santo Antônio da Patrulha e Pelotas – nessa última, em função de um projeto de um vereador do PDT, legenda de Fortunati.

Na Capital, o prefeito já entrou em contato com o presidente da Câmara, vereador Mauro Pinheiro (PT), solicitando o recebimento do texto para que possa ser sancionado. Desde a metade de junho, o vereador Marcelo Sgarbossa (PT), autor do projeto, pretendia enviar a matéria para a análise de Fortunati, em audiência no dia 22 de junho. Com o prefeito alegando falta de agenda, o vereador previa realizar um ato com a presença de políticos e representantes de entidades em apoio à iniciativa, a fim de pressionar Fortunati.

Sgarbossa ficou sabendo pela Rádio Guaíba que o projeto vai ser sancionado. “Nós só temos a comemorar. E também saudar a atitude do prefeito Fortunati, num entendimento elevado de espírito público, já se manifestou pela sanção do projeto”, brindou.

A matéria havia sido aprovada na Câmara Municipal com placar de 13 votos a favor e 10 contra na última sessão de 2014. O resultado de votação foi questionado pelo líder do PDT no Legislativo. Márcio Bins Ely acabou, porém, retirando requerimento que pedia realização de uma nova votação, e a Câmara, enfim, ratificou aprovação da matéria em metade de junho.

Em Pelotas, um texto similar foi vetado pelo prefeito Eduardo Leite (PSDB), mas a Câmara derrubou o veto nessa quinta. (Lucas Rivas/Rádio Guaíba)