Sartori publica cópia de extrato bancário com salário parcelado

Sartori publica cópia de extrato bancário com salário parcelado

Notícias Poder Política

O governador José Ivo Sartori publicou nesta quarta-feira, no Facebook, cópias dos seus extratos bancários provando que recebe salários parcelados, como os demais funcionários do Estado do Rio Grande do Sul. Confira a íntegra do post:

Caro Marcelo Rodrigues, como esse assunto é ventilado há muito tempo, hoje pedi para fazerem cópia do meu extrato bancário. Como todos os servidores, recebo parcelado, tanto minha aposentadoria, quanto o salário do governador. A mesma situação vale para secretários e cargos de confiança que recebem do Executivo. E sobre o salário do governador, lembro que uma parte do valor é descontada, porque decidi não receber o aumento que passou a vigorar em 2015.

Faço isso em respeito a ti e a todos os gaúchos, especialmente os funcionários públicos. Prezo muito pela transparência. O parcelamento não é questão de vontade, mas um problema estrutural do Estado. Tudo o que quero é que não tenhamos mais que passar por esse constrangimento. Não há milagre, mas de mim podem esperar todos os esforços possíveis para buscar o equilíbrio financeiro – sem promessas fáceis e demagogias. Um forte abraço, Sartori”, escreveu Sartori. (Correio do Povo)
Juiz americano anula medidas contra a Argentina e país deixa a moratória

Juiz americano anula medidas contra a Argentina e país deixa a moratória

Economia Mundo Negócios Notícias Poder Política

O juiz federal dos Estados Unidos, Thomas Griesa, suspendeu nesta sexta-feira suas medidas contra a Argentina, tirando o país da moratória, depois de o país ter pago seus credores por títulos públicos vencidos desde 2001. “Tendo revisado de maneira cuidadosa as apresentações da República, o tribunal encontra agora que as condições precedentes foram cumpridas. Desse modo, as medidas cautelares ficam anuladas em todos os casos”, afirmou Griesa em um texto divulgado pouco depois de ter recebido as provas de que a Argentina recebeu esses pagamentos.

A Argentina notificou nesta sexta-feira o juiz federal americano Thomas Griesa sobre o pagamento aos fundos “abutres” e outros demandantes da dívida em default desde 2001. O governo argentino pediu ao juiz a suspensão definitiva das medidas que impedem que o país tenha acesso mercados financeiros.

Em uma carta enviada por seu advogado Michael Paskin, o governo do presidente Mauricio Macri informou que “a República realizou o pagamento completo conforme os termos específicos de cada acordo” com os demandantes com os quais se comprometeu até 29 de fevereiro.

Depois de cumprir com este requisito final, a Argentina pediu ao juiz Griesa que assine uma ordem para confirmar a “suspensão das cautelares em todas as causas” contra e deixe definitivamente o default de 2001, ficando livre para voltar aos mercados financeiros sem qualquer restrição. A Argentina pagou aos fundos “abutres” NML Capital e Aurelius e outros demandantes com dinheiro proveniente de uma emissão de 16,5 bilhões de dólares autorizada por Griesa. (Correio do Povo)

Justiça Federal irá pagar mais de R$ 18 bilhões em precatórios da União em 2016

Direito Economia Notícias

O Conselho da Justiça Federal (CJF) divulgou o cronograma deste ano de liberação financeira aos tribunais regionais federais (TRFs) para o pagamento dos precatórios dos órgãos e entidades da União, no valor estimado de R$ 18.061.082.925,00, atendendo às diretrizes estabelecidas pela Secretaria do Tesouro Nacional.

Os precatórios serão pagos de acordo com a sua classificação. Primeiro os de natureza alimentícia e, em seguida, os de natureza comum (não alimentícia).

Os alimentícios, com valor estimado de R$ 9.225.603.110,00, devem ser pagos em novembro. Esses precatórios são originados de salários; vencimentos e vantagens dos servidores públicos federais (ativos, inativos e pensionistas); benefícios previdenciários e assistenciais; aposentadorias e pensões.

Estão incluídos no montante dos alimentícios, os precatórios de responsabilidade do Fundo do Regime Geral da Previdência Social e do Fundo Nacional de Assistência Social, no valor estimado de R$ 3.815.182.037,00. Sendo assim, os demais precatórios alimentícios totalizam o valor de R$ 5.410.421.073,00.

Já os comuns, com soma global de R$ 8.835.479.815,00, devem ser depositados no mês de dezembro. Esse lote compreende os precatórios cuja 1ª parcela tenha sido paga nos anos de 2007 a 2011, e os pagos em parcela única em 2016. Tantos os precatórios comuns, quanto os alimentícios, serão depositados em contas abertas pelas instituições financeiras responsáveis em favor dos beneficiários.

O CJF esclarece que cabe aos TRFs, segundo cronogramas próprios, fazer o depósito desses valores. A informação do dia em que as contas serão efetivamente liberadas para saque será informada no portal do tribunal regional federal responsável.