Governo do Estado lança nota de esclarecimento sobre tomada de contas do exercício de 2015

Governo do Estado lança nota de esclarecimento sobre tomada de contas do exercício de 2015

Notícias Poder Política

Diante das situações apontadas pelo MPC (Ministério Público de Contas), no tocante ao exercício fiscal de 2015 e que ainda serão objeto da devida apreciação dos Senhores Conselheiros que integram o Pleno do TCE (Tribunal de Contas do Estado), o Governo do Estado reafirma que todos os atos adotados na execução orçamentária do ano passado ocorreram dentro dos ditames legais e dos princípios da transparência.

É de amplo conhecimento da sociedade gaúcha que a Lei Orçamentária de 2015 elaborada pelo governo anterior estava distanciada dos fatos reais, com previsão de receitas fictícias e despesas subdimensionadas, descompasso este que ficou ainda mais agravado pela maior crise econômica que o país já enfrentou nas últimas décadas.

Diante deste cenário com forte impacto em suas contas, desde o primeiro dia o atual governo adotou uma série de medidas em busca do equilíbrio financeiro. Para contrapor à queda na arrecadação provocada pelo cenário econômico, as ações de cobrança dos créditos tributários e de combate à sonegação tiveram os melhores desempenhos dos últimos anos.

Ao mesmo tempo, o governo do Estado buscou um rígido controle dos gastos públicos, reduzindo o número de secretarias e as indicações para Cargos de Comissão (CCs), e cortando despesas correntes, como viagens, diárias e horas-extras.

Todas as iniciativas de contingenciamento dos gastos tiveram, porém, o cuidado de preservar os serviços mais essenciais prestados aos 11,2 milhões de gaúchos. Tanto que o Governo do Estado registrou em 2015 a marca histórica de 33,7% de sua receita corrente líquida reservados à Educação e cumpriu com a destinação mínima de 12% para os serviços de saúde.

Igualmente, avançou-se nos aspectos da transparência pública, colocando pela primeira vez à consulta da cidadania informações detalhadas sobre a remuneração salarial dos servidores do Poder Executivo. Aos próprios órgãos de controle externo foram disponibilizadas informações sobre a gestão fiscal até então inacessíveis, fato este reconhecido pelo próprio MPC.

Ao mesmo tempo, o governo do Estado buscou medidas importantes ao ajuste financeiro e estrutural, boa parte delas com respaldo da sociedade representada na Assembleia Legislativa. Destaca-se neste esforço o enfrentamento ao histórico e crescente déficit previdenciário e ao elevado peso que representava o serviço da dívida pública.

Por fim, o Governo reafirma sua determinação em seguir agindo com a máxima transparência e lisura no trato das finanças públicas, ciente de sua responsabilidade diante do momento econômico que o Brasil atravessa. Mas, acima de tudo, consciente do compromisso de persistir trabalhando para que tenhamos um Estado com equilíbrio fiscal e capaz de atender às expectativas de todos os gaúchos.

Governo do Estado do Rio Grande do Sul

SAIBA MAIS: MPC recomenda que Tribunal de Contas não aprove contas do primeiro ano de Sartori

Jornalista Guilherme Gomes cria a Duo

Jornalista Guilherme Gomes cria a Duo

Cidade Comunicação Economia Negócios Notícias Poder Política Porto Alegre prefeitura

Um dos mais talentosos jovens jornalistas com quem trabalhei foi o Guilherme Gomes. E olha que eu trabalhei com muita gente que ainda estava na Faculdade – evito usar o termo “estagiários”, porque eles acabam trabalhando igual ou mais que os formados – , com medo de esquecer alguém, vou citar apenas cinco que considero grandes profissionais e apesar da distância física segue o carinho e a admiração inabalável pelos profissionais que se tornaram: Fernanda Zaffari, Carolina Aguaidas, André Silva, Jonas Campos e Diego Casagrande. O Guilherme faz parte desse grupo, começou um menino na Band, se transformou em um grande produtor de rádio e depois em um excepcional repórter de política. Saiu da Band para a Gaúcha e lá rapidamente consolidou a carreira.

13318550_1784395535129639_1912351953_nEm meio aos debates pré-eleitorais de 2010, chamou a atenção de várias pessoas, entre elas de João Ferrer, que desejava alguém sem vínculo partidário para acompanhar a agenda de imprensa de Tarso Genro. Guilherme aceitou o desafio, desempenhou bem a função e depois da eleição durante quatro anos de governo acompanhou o então governador fazendo o “meio-campo” entre Tarso e a imprensa nacional e estrangeira. Tenho grandes amigos que foram assessores de imprensa de presidentes, governadores, parlamentares e figuras públicas como empresários, sindicalistas e artistas… Todos repetem a dificuldade que tiveram para trabalhar em função da demanda de serviço que é muito grande, a falta de horários e regras. Mas, também todos falam da experiência enriquecedora em função do acúmulo de serviço, dos cuidados com a imagem pública do cliente e de aprender a trabalhar no “fio da navalha”.

Por isso, fiquei muito contente em saber hoje através das redes sociais que o Guilherme resolveu empreender e criou a Duo. Vão trabalhar com ele, a fotógrafa Caroline Bicocchi e o publicitário Fabrício Dornelles, os dois com passagem respectivamente pelo Palácio Piratini e Assembleia Legislativa. Em um post, publicado no Facebook, ele escreveu: “19h e na “firma”. Em breve, todo o processo preparatório para a criação de uma empresa estará concluído e iremos inaugurar oficialmente a Duo Comunicação Estratégica. Projeto que está contando com o apoio e confiança de pessoas muito importantes e que serão destacadas nas próximas semanas.” Não resisti e em uma troca de mensagens perguntei sobre o projeto. “Será a minha agência de comunicação e assessoria de imprensa. O foco inicial era apenas a área política, mas também entrei no ramo do futebol, através da Dornelles Assessoria Esportiva – que representa, entre outros jogadores, o Taison – e o Esporte Clube Pelotas, meu Clube do Coração e que mesmo eu morando em Porto Alegre, me convidou para ser diretor de Comunicação e Marketing.”

Perguntei sobre área de atuação e os primeiros objetivos de trabalho: “Com nossa estrutura inicial, estamos preparados para realizar campanhas eleitorais de alta qualidade.”.

Porque Duo, se você é o dono? “Duo no sentido de não ser apenas um mero prestador de serviço, mas um parceiro do cliente. Nosso princípio é atuar em sintonia com outros prestadores de serviços. Com a rede de relações que construímos ao longo desses anos de atuação, temos as pessoas certas para bater o escanteio e as pessoas certas para cabecear. Trabalho conjunto!”.

Conhecendo o Guilherme, não tenho medo de afirmar que nasce um projeto bacana e de futuro. Sucesso para a Duo, que na real já é TRI !!

BM isola área em frente à Assembleia e ao Piratini

BM isola área em frente à Assembleia e ao Piratini

Notícias Poder Política

Cerca de 250 policiais militares cercam a área com uma grade em frente à Assembleia Legislativa e ao Palácio Piratini, no Centro de Porto Alegre. A intenção é impedir o bloqueio do Parlamento pelos servidores estaduais e garantir a entrada dos deputados nesta manhã. O Centro de Policiamento da Capital confirma a presença do efetivo isolando a área desde o início da madrugada de hoje. Os trabalhadores estão concentrados na Praça da Matriz, onde está montado acampamento. A rua Duque de Caxias está bloqueada ao trânsito, entre a rua General Auto e a Praça da Matriz.

Na manhã de ontem, funcionários públicos protestaram bloqueando os acessos ao Legislativo e impediram a votação dos projetos que o governo do Estado quer aprovar para sanar a crise financeira. Funcionários que chegaram para o trabalho foram impedidos de ingressar no prédio do Legislativo. Os manifestantes utilizaram cadeiras de praia para bloquear a entrada da Casa e chegaram a entrar em confronto com seguranças do prédio.

A confusão começou no momento em que o presidente, deputado Edson Brum (PMDB) tentou deixar o Parlamento, mas foi impedido por alguns manifestantes. Os ânimos exaltados motivaram um empurra-empurra, que só foi contornado quando outros servidores decidiram separar colegas e evitar um tumulto ainda maior. A Brigada Militar (BM) e o Batalhão de Operações Especiais foram acionados e acompanharam a situação até a metade da tarde.

Entre os projetos com potencial de gerar mais polêmica estão os que instituem o regime de Previdência Complementar para servidores e os que pedem a extinção das Fundações de Esporte e a Fundação de Pesquisa em Saúde. (Rádio Guaíba)