Porto Alegre: Reunião encaminha parceria entre entidades empresariais e a Brigada Militar

Porto Alegre: Reunião encaminha parceria entre entidades empresariais e a Brigada Militar

Cidade Destaque Poder Política Porto Alegre Segurança Turismo

Foi encaminhada, nesta quinta-feira (15/09), parceria entre entidades empresariais e a Brigada Militar, com o objetivo de unir esforços para contribuir com a atuação da polícia. As entidades manifestaram interesse em trabalhar em conjunto e colaborar com as necessidades do efetivo. O encontro foi uma continuidade das ações em benefício da segurança pública do estado. Na terça-feira (13), as entidades encontraram com o secretário de Segurança Pública do RS, Cezar Schirmer, para declarar apoio à instituição. “Também queremos ser porta-vozes da Brigada Militar e suas necessidades, como forma de apoio a sua atuação”, ressaltou o presidente do Sindilojas Porto Alegre, Paulo Kruse.

agenda-bm2Uma das ideias é a criação de um comitê permanente com a participação da Brigada e representantes das categorias para discussão de ações efetivas. O Comandante-Geral da Brigada, Cel. Alfeu Freitas Moreira, destacou a importância da participação da Sociedade Civil Organizada na construção de convênios, como a Operação Avante. Ele apontou como exemplo, a necessidade de mais eficiência na comunicação e a carência de tecnologia. “Podemos construir projetos que atendam essas necessidades”.

O presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de POA e Região, Henry Chmelnitsky, fez questão de reforçar que as entidades empresariais estão juntas com a Brigada para construir soluções que se transformem em medidas para a sociedade. “Para sermos mais eficazes, a ideia é implantarmos as ações, em um primeiro momento, de Porto Alegre e Região”.

Ficou acertado que uma nova reunião será agendada para que seja definido de que forma as entidades poderão atuar para contribuir. “Queremos identificar uma necessidade da Brigada Militar que possa ser encampada e suprida pelas nossas entidades para fortalecer a segurança pública”, completou o presidente da CDL POA, Alcides Debus.

Fazem parte da iniciativa as entidades que integram o Fórum Permanente da Segurança Pública: Sindha, Sindilojas Porto Alegre, CDL POA, Setcergs, Sinepe/RS, SHPOA, Secovi, Fecomércio, Sindiótica, ACPA, Federasul, Agas, FCDL-RS, CRC-RS, OAB RS, Sindigêneros RS, Ajorsul, Sescon-RS, Porto Alegre Convention & Visitors Buerau, Lide, Sinprofar RS, IEE, Sincodiv RS, Fenabrave, Sicopeças, Sinprofar e Sindiatacadistas.

Dólar e baixas temperaturas podem aumentar vendas no Dia dos Pais, diz presidente do Sindilojas POA

Dólar e baixas temperaturas podem aumentar vendas no Dia dos Pais, diz presidente do Sindilojas POA

Cidade Destaque Economia Negócios Poder Porto Alegre prefeitura Publicidade Turismo

As vendas relacionadas ao Dia dos Pais devem movimentar R$ 56,7 milhões no comércio de Porto Alegre neste ano, de acordo com estudo feito pelo Sindilojas e pela CDL POA. O número significa praticamente o mesmo saldo de 2015, quando foram vendidos R$ 56,5 milhões.

O presidente do Sindilojas, Paulo Kruse, disse que igualar o patamar do ano passado pode ser considerado bom para os lojistas, devido à inflação. No entanto, Kruse acredita que alguns fatores, como a queda do dólar e as baixas temperaturas, podem fazer as vendas atingirem até R$ 60 milhões.

paulo
Paulo Kruse

“É um número que se manteve do ano passado (R$ 56,7), então há um decréscimo em função da inflação. Mas é uma pesquisa apenas. Ela pode não se confirmar. A venda nessas datas se manifesta nos últimos dias. A temperatura, por exemplo, altera muito as vendas. Existe ainda um clima de otimismo. O dólar está caindo, as pessoas estão mais propensas a pensarem diferente, o comércio está preparado para o que vai acontecer nos próximos. Isso dá um viés de otimismo para que a gente possa esperar até R$ 60 milhões”, afirmou.

Conforme o presidente do Sindilojas, a principal dica para os compradores é pesquisar os preços, principalmente porque há grandes diferenças nos valores devido a promoções e ponta de estoque. De acordo com o levantamento feito pelo Sindilojas e pela CDL POA, os principais presentes comercializados serão calçados, itens de perfumaria e objetos decorativos. O valor médio do presente deve ficar em torno de R$ 132,00. (Eduardo Paganella / Rádio Guaíba)

Febravar 2016 começa hoje em Porto Alegre. Presidente do Sindilojas se mostra otimista com o crescimento do evento varejista

Agenda Cidade Notícias Poder Política Porto Alegre Tecnologia Turismo

Começa hoje e segue até sexta-feira(8), a 4 Febravar – Feira Brasileira do Varejo, no Centro de Eventos do BarraShoppingSul. A iniciativa é do Sindilojas Porto Alegre e a expectativa é de receber 6 mil visitantes. Este ano, serão 60 estandes, contra 44 no ano passado, o que já demonstra a expansão da Feira, que promete ofertar ao lojista tecnologia e inovação, propiciando parcerias e integração junto aos representantes do segmento.

Em paralelo acontece o Congresso Brasileiro do Varejo, somado a visitas técnicas a empresas, repassando aos participantes modelos de excelência em atendimento, numa parceria com o Sebrae-RS.  Entrevistei, o presidente do Sindilojas, Paulo Kruse, ele está otimista com a consolidação da Feira, que receberá delegações de todo o País. Kruse acrescenta que todo o interior gaúcho está mobilizado para a visitação à Feira, inspirada no maior evento setorial do cenário mundial, a NRF, que acontece em Nova Iorque.

NRF: Principal convenção mundial de varejo recebe empresários gaúchos

NRF: Principal convenção mundial de varejo recebe empresários gaúchos

Agenda Direito Direito do Consumidor Economia Mundo Negócios Notícias Segurança Turismo

Direto do país que ostenta o título de maior mercado consumidor do mundo, micro e pequenas empresas gaúchas buscam inspiração e conhecimento para bem atender e encantar seus clientes. Entre os dias 15 e 22 de janeiro, um grupo de empresários apoiados pelo SEBRAE/RS, em parceria com a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL/RS) e o Sindicato dos Lojistas do Comércio de Porto Alegre (Sindilojas Porto Alegre), vai participar do principal encontro mundial de varejo, em Nova Iorque. Trata-se da 105ª Convenção Mundial do Varejo, organizada pela National Retail Federation (NRF), a federação nacional do varejo americano, que reúne mais de 30 mil visitantes anualmente.

A importância da visitação e da participação em palestras oferecidas pelos norte-americanos ao longo da convenção pode ser medida pelo fato de que muitas tendências, inovações e estratégias para o sucesso de lojistas e prestadores de serviços de varejo são lançadas e debatidas por especialistas e empreendedores dos mais variados cantos do planeta. O coordenador de projetos da Gerência Setorial de Comércio e Serviços do SEBRAE/RS, Fabiano Bassani Zortéa, argumenta que não é por acaso que esse evento chama-se “Grande Show do Varejo”. “Durante os dias de visitação é possível não só aprender sobre as novidades, mas experimentar sensações e ideias para a implementação de inovações que fazem a diferença para o crescimento dos negócios”, afirma.

Para o presidente do Sindilojas Porto Alegre, Paulo Kruse(foto), a NRF é a grande vitrine das principais tendências e soluções para o varejo gaúcho acompanhar as mudanças em nível mundial e ser competitivo. “Não existe mais comércio local e internacional e precisamos entender isso para incorporar em nossas lojas o mesmo padrão de atendimento e inovação que encontramos em 2014_01_31_16_43_10_1_01 sindilojas poagrandes redes”, aponta. Kruse, explica, ainda, que um dos objetivos da ida da entidade para Nova Iorque é trazer para a Febravar 2016, que acontecerá de 6 a 8 de julho no Centro de Eventos do BarraShoppingSul, as novidades que serão apresentadas na NRF. O grupo que embarca esta semana a partir de Porto Alegre é bastante heterogêneo em perfis varejistas, incluindo prestadores de serviços, como arquitetos focados em projetos de comércio. “Todos os participantes da comitiva gaúcha terão apoio técnico das entidades organizadoras durante e também depois da viagem para absorção e implantação de algumas das propostas aprendidas nos mais variados campos da gestão de varejo: merchandising, design de lojas, marketing, comércio eletrônico, atendimento, gestão financeira, recursos humanos, tecnologia da informação, etc.”, complementa.

Em 2016, há um tema eleito pelos organizadores como sensação para os visitantes. Segundo Zortéa, trata-se da inclusão de conhecimento da área de hospitalidade nas estratégias de engajamento e vendas. “Teremos palestras e informações sobre a absorção de serviços e ideias que hotéis e restaurantes usam para serem adaptados aos lojistas. Isso significa que uma venda em uma loja não deve se restringir só a escolha do produto pelo cliente. É também toda uma experiência que ele vive dentro do estabelecimento e que poderá fazê-lo voltar e recomendar aos amigos”, antecipa.

No dia 16 de janeiro, o Sindilojas Porto Alegre vai promover uma edição especial do Café com Lojistas direto de Nova Iorque. O evento vai abordar os destaques do varejo americano e será transmitido via Periscope, a partir das 11h. O painel contará com a presença de especialistas em gestão, design estratégico e comunicação visual. Serão apresentados diversos cases de lojas que são referência nos Estados Unidos e no mundo. O coordenador do SEBRAE/RS será um dos intermediadores.

Preparação e gerenciamento da expectativa

No último mês de dezembro, em Porto Alegre, os empreendedores selecionados pelo SEBRAE/RS para a missão a Nova Iorque receberam material de estudo detalhado e programações completas para que pudessem planejar e estudar suas agendas no evento. “Conseguimos orientar e direcionar os integrantes da comitiva porque sabemos quais as necessidades deles. Um dos exercícios que solicitamos antecipadamente foi, justamente, o de descreverem seus pontos de interesse de acordo com as carências que enfrentam, seja de conhecimento ou de experiência”, explica Zortéa, lembrando que o trabalho pós-convenção continua com o acompanhamento para implantar as melhorias pretendidas, bem como gerar resultados da expectativa criada no embarque rumo ao evento.

É interessante observar, conforme o gestor, o reconhecimento dos empresários sobre os investimentos realizados para participar da NRF. “Muitos nos relatam que somente com a interação entre si, no grupo, conseguem efetivar negócios que cobrem os custos necessários”, conta. Os integrantes foram selecionados por meio de chamada pública e terão 35% da viagem custeada pelo SEBRAE. “E, mesmo assim, há participantes que não puderam se enquadrar no edital, porque perderam o prazo, por exemplo, e resolveram compor a missão a Nova Iorque”, anima-se.

Entre as participantes, Sílvia Lemos, franqueada de uma loja da marca Contém 1g, está embarcando pela primeira vez. Mesmo tendo uma franquia e cumprindo as regras de seu próprio contrato, percebe que o aprendizado na área de atendimento poderá dar fôlego para suas vendas. “Atuo com cosméticos e perfumaria, incrementando cores e produtos de acordo com a estação do ano e exigências das consumidoras. Entendo que, além da venda em si, preciso oferecer algo mais, como ensinamentos e formas agradáveis de tratar com as clientes. Ensinar o público feminino a fazer seu próprio make é fundamental”, acredita. Atualmente, possui seis colaboradoras e pretende crescer em pontos de venda.

Na programação conjunta para a missão empresarial gaúcha também estão previstas visitas guiadas e técnicas aos principais endereços de varejo na cidade de Nova Iorque.

CDL lança campanha por “redução da sensação de insegurança” na Capital

CDL lança campanha por “redução da sensação de insegurança” na Capital

Negócios Notícias Política

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre lançou campanha, nesta quinta-feira, para reduzir a “sensação de insegurança” entre os consumidores da Capital. Para a entidade, a impressão da população gaúcha é maior do que a real situação de criminalidade nas ruas e isso tem prejudicado o comércio. O mote da campanha é o #ReageRS, já de olho na divulgação pela internet.

“Nosso movimento é um apelo para que as pessoas voltem a transitar nas ruas e a consumir com tranquilidade”, destacou o presidente da CDL Porto Alegre, Gustavo Schifino. “Queremos coibir o medo, que teve início quando a segurança pública mostrou fragilidade no momento das paralisações contra o parcelamento dos salários. Na mente das pessoas estamos vivendo em uma Medellín dos anos 80, mas a realidade não é essa”, enfatizou.

O presidente da AGV, Vilson Noer, garantiu que as entidades estão otimistas em reverter essa situação de extrema gravidade, quebrar esse gatilho de insegurança. “Queremos conscientizar as pessoas de que, se elas ficarem em casa, as coisas tendem a piorar. Sem girar a economia, seus familiares podem perder o emprego”, ponderou.

O presidente do Sindilojas Porto Alegre, Paulo Kruse, destacou que os representantes do #ReageRS se reuniram com a Secretaria de Segurança Pública e com o Governo do Estado para solicitar providências contra a insegurança. “Eles se comprometeram a fornecer um policiamento mais ostensivo e um efetivo mais visível para a população”, adiantou. Por sua vez, Simone Leite, vice-presidente da Federasul, comemorou a união das entidades. “Juntamos nossos esforços para ter a indústria produzindo, o comércio vendendo e os prestadores de serviço com casa cheia”.

“Estamos lidando com o psicológico. Devemos quebrar a questão do medo com atitudes, não com palavras”, observou Henry Starosta Chmelnitsky, presidente do Sindha. “Temos que ser proativos na questão da segurança e mostrar para a população que ela pode transitar com tranquilidade pelas ruas. Mais do que a crise econômica, é a insegurança que impacta negativamente no consumo”, afirmou. (Correio do Povo – Foto: Mauro Schaefer/CP Memória)