Comandante da BM garante que alguém será responsabilizado por PMs baleados por colegas.  Tiros atingiram soldados que estavam em viatura discreta em Porto Alegre

Comandante da BM garante que alguém será responsabilizado por PMs baleados por colegas. Tiros atingiram soldados que estavam em viatura discreta em Porto Alegre

Cidade Comportamento Destaque Direito Entrevistas Porto Alegre Segurança Vídeo

 

 

 

 

O incidente que terminou com dois soldados do Serviço de Inteligência (P2) do 20º Batalhão da Brigada Militar (BM) feridos à bala na zona Norte de Porto Alegre está em processo de investigação. O caso ocorreu nesse domingo na Avenida Bernardino Silveira Amorim. Dois PMs do 20º BPM foram baleados por colegas do 26º BPM, de Cachoeirinha. Conforme informações preliminares, os policiais do 26º BPM estavam perseguindo um veículo Hyundai HB 20 com suspeita de furto. O comandante-geral da BM, coronel Alfeu Freitas, disse que as ações necessárias para apurar o episódio foram tomadas e garantiu que alguém será responsabilizado.

“O que nós temos é que houve um problema de comunicação entre duas guarnições e todas as medidas foram tomadas para nós buscarmos as circunstâncias e os responsáveis. Queremos saber o que motivou os disparos e se as viaturas ostensivas e discretas adotaram os procedimentos corretos na ação. Houve um problema e alguém deve ser responsabilizado”, disse Freitas.

O coronel destacou, no entanto, que não se pode julgar a situação de maneira precipitada. “Há uma série de problemas acontecendo e, quando soubermos de todo o cenário esclarecido, aí vamos solucionar. Nunca houve ordem para atirar antes e perguntar depois. Não vamos condenar ninguém antes de esclarecer o que aconteceu”, explicou Alfeu Freitas.

Freitas tentou tranquilizar a população ao argumentar que a BM é preparada para qualquer tipo de abordagem. “Não sei o que houve e, talvez, para os policiais que estavam na viatura ostensiva, as pessoas que estavam no outro carro discreto pareciam ‘meliantes’. Houve um problema e um erro, mas a BM não sairá atirando em qualquer um. Não podemos é julgar com antecipação”, reiterou. (Rádio Guaíba e Correio do Povo)

Entrevista de Dilma para Rádio Guaíba repercute nos principais sites, jornais e telejornais

Entrevista de Dilma para Rádio Guaíba repercute nos principais sites, jornais e telejornais

Comunicação dilma Notícias Poder Política

Impressionante a repercussão da entrevista que a presidente afastada Dilma Roussef concedeu à Rádio Guaíba nesta segunda-feira. Telejornais como o Jornal Nacional, da Rede Globo e Jornal da Cultura, TV Cultura/SP deram destaque ao que disse Dilma. O mesmo aconteceu com sites como: Globo.com, Revista Exame, R7, IG, Estadão, Folha, UOL, ZH, El País…

A  entrevista exclusiva à Rádio Guaíba foi concedida no programa Esfera Pública. Dilma falou em primeira mão, que a perícia do Senado comprova que ela não cometeu crime. Na conversa com  os jornalistas Juremir Machado da Silva e Taline Oppitz. Ela destacou o espírito democrático da Rádio Guaíba desde sempre e agradeceu a oportunidade para explicar todo o processo que levou ao seu afastamento da presidência. A presidente afastada revelou ainda que estuda a possibilidade de se defender pessoalmente diante da Comissão Processante do Senado.

Sartori e demais governadores têm nova negociação com Temer sobre dívidas. Governador fala sobre negociações com Cpers, Judiciário e LDO

Sartori e demais governadores têm nova negociação com Temer sobre dívidas. Governador fala sobre negociações com Cpers, Judiciário e LDO

Economia Entrevistas Notícias Poder Política Vídeo

 

O governador José Ivo Sartori (PMDB) e o secretário estadual da Fazenda Giovani Feltes (PMDB) estão em Brasília para participar, nesta segunda-feira, de reuniões sobre a renegociação da dívida dos estados com a União. Sartori e demais chefes de executivos estaduais se encontram preliminarmente às 10h com o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, em sua residência oficial de Águas Claras. No mesmo horário, Giovani Feltes e demais secretários estaduais da Fazenda se reúnem com a equipe do Tesouro Nacional.

À Rádio Guaíba, nesta segunda-feira, Sartori declarou que tanto o estado de Minas Gerais quanto o do Rio de Janeiro registraram perdas de receita em função da falta de regulamentação das explorações de minérios e de petróleo, respectivamente. E o Rio Grande do Sul, em função das desonerações nas exportações de produtos primários desde 1996, quando entrou em vigor a Lei Kandir, também registra perdas significativas na arrecadação de ICMS.

Estupro Coletivo: “Ela não pode ser vitimada de novo”, diz secretária de Direitos Humanos sobre adolescente vítima. Flávia Piovesan falou sobre esse e outros assuntos ao programa Agora/Rádio Guaíba

Entrevistas Notícias Poder Política Vídeo

Após a repercussão sobre o caso de estupro coletivo sofrido por uma adolescente de 16 anos, a secretária de Direitos Humanos do governo federal, Flávia Piovesan, condenou a forma como a vítima foi interrogada, inicialmente, pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. Em entrevista ao programa Agora da Rádio Guaíba nesta segunda-feira, a secretária apoiou a transferência da investigação para uma delegada mulher. Para Flávia, advogada especialista na área de Direitos Humanos, o caso é emblemático por refletir uma cultura sexista que tende a responsabilizar a mulher pela violência sofrida.

“Não há como aceitar essa hipocrisia fruto de uma mentalidade sexista, machista, que temos de enfrentar na ótica dos Direitos Humanos. É realmente lamentável essa atitude hipócrita. Eu também entendo que a vítima que sofreu essa barbárie, violada da forma que foi por mais de 30 homens, não pode sofrer a violência institucional. Ou seja, quando ela vai acionar o aparato de segurança, ela não pode ser vitimada de novo. Fiquei realmente perplexa com as perguntas feitas pelo delegado”, declarou.

Para combater o estupro e qualquer tipo de violência de gênero, Flávia Piovesan se compromete a lutar pela prevenção como principal desafio. Em reunião marcada para a manhã desta terça-feira no Ministério da Justiça, a secretária pretende propor campanhas de sensibilização que envolvam a capacitação de agentes de segurança e da Justiça. Ela também reforça a importância de construção de uma rede de apoio à adolescente no caso investigado.

“O drama da violência contra a mulher requer que enfrentemos uma cultura. Esse é o desafio: enfrentar, repudiar, desconstruir uma cultura de violência contra a mulher para evitar que se perpetue. É triste que tenhamos uma situação tão calamitosa como essa para que o grito seja efetivamente ouvido”, avaliou.

Sem nenhuma ministra nomeada até agora, Flávia é a mulher a assumir o posto mais alto no governo interino de Michel Temer. Ela garante que aceitou o convite pelo comprometimento de lutar pela causa que defende há duas décadas. “Não tenho vinculação partidária com qualquer partido. Entendo que essa é uma política de Estado e não de governo. Estou na área há 20 anos como pesquisadora, professora e militante. Tudo o que fiz na profissão vou continuar defendendo e farei de tudo para dar uma contribuição. Estou em paz com a minha decisão e a minha consciência”, afirmou.

Quanto à revisão sobre os crimes contra os Direitos Humanos durante a ditadura militar, a secretária parabeniza o resultado da Comissão Nacional da Verdade e se compromete a manter os trabalhos previstos na área. “Eu aplaudo os trabalhos da Comissão Nacional da Verdade, aplaudo o relatório histórico e notável lançado no final de 2014. Já estava previsto e vamos manter a criação de um grupo de trabalho para a supervisão das conclusões. Eu, pessoalmente, entendo que há o dever do Estado de investigar a responsabilidade civil dos crimes contra a humanidades, tortura, entre outros. Mas devo salientar que isso foge à minha competência. O que eu posso fazer e farei é tocar essa agenda porque considero um trabalho essencial”, disse.

Ainda, sobre o apoio à comunidade LGBT, Flávia garantiu que vai tentar combater qualquer projeto que retire direitos já conquistados, como o nome social. Ela contesta o projeto com essa intenção apresentado por deputados federais, nos últimos dias, e assegura que já elaborou um “arcabouço jurídico” para defender o direito adquirido. A secretária assegurou que o “direito de ser” para desenvolver a personalidade humana de forma livre, autônoma e plena de transexuais e travestis deve ser prioridade. Além disso, a titular da pasta garante que também tem o apoio, na causa, do Ministério da Justiça. (Rádio Guaíba)

Secretário da Segurança reafirma ato de bravura dos policiais que mataram quatro criminosos em frente ao Cristo Redentor

Secretário da Segurança reafirma ato de bravura dos policiais que mataram quatro criminosos em frente ao Cristo Redentor

Cidade Comportamento Comunicação Direito Negócios Notícias Poder Política Porto Alegre prefeitura Segurança

Um dia após o governador José Ivo Sartori ter condecorado os policiais militares que atuaram no confronto que terminou com quatro criminosos mortos na sexta-feira passada, em Porto Alegre, o secretário estadual da Segurança Pública, Wantuir Jacini, voltou a destacar como correta a conduta adotada pelos PMs. Nessa quinta-feira, durante evento na Academia de Polícia, Sartori homenageou os quatro PMs que trocaram tiros com os suspeitos em frente ao Hospital Cristo Redentor.

Nesta sexta, em entrevista para o programa A Cidade é Sua, da Guaíba, Jacini ressaltou a bravura dos policiais que conseguiram conter o bando, armado com fuzil e pistolas com dispositivos para rajada. “A viatura da Brigada Militar ficou toda furada de tiros, dados pelos bandidos. A polícia, no cumprimento da lei, usou da energia necessária para conter a agressão que sofria”, frisou.

Wantuir Jacini também avaliou a situação da Segurança no Estado e considerou que os efetivos da Brigada Militar e Polícia Civil vêm realizando prisões de forma sistemática. Ele criticou, porém, a legislação que permite a soltura de parte dos suspeitos capturados em ações de policiamento. Jacini apelou para que a população cobre da classe política medidas para alterar as leis em vigor. Segundo o secretário, apenas uma ofensiva da BM resultou na prisão de quase mil pessoas. Ele lembrou, além disso, que a PC detém mais de cem pessoas semanalmente no Rio Grande do Sul.

Investimentos

Jacini adiantou, também, que a Pasta da Administração já realizou um levantamento de prédios e terrenos pertencentes ao Piratini, aptos a irem a leilão. A ideia, com isso, é reforçar o caixa do Estado e viabilizar investimentos em Segurança Pública. O montante que pode ser arrecado não foi informado pelo secretário. Os leilões devem ocorrer ainda em 2016. (Lucas Rivas/Rádio Guaíba)

Rádio Guaíba comemora hoje 59 anos

Rádio Guaíba comemora hoje 59 anos

Cidade Comunicação Educação Notícias Porto Alegre Publicidade

Nesta sexta-feira, 29, a Rádio Guaíba comemora 59 anos no ar. Para celebrar, a programação completa do dia será apresentada diretamente do estúdio Cristal, na Esquina da Comunicação, na Rua dos Andradas com a Rua  Caldas Júnior, no Centro Histórico.

Durante todo o dia, a emissora receberá convidados especiais, além de parceiros comerciais e autoridades, como o governador do Estado, José Ivo Sartori, e o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati. A direção da Rede Record também estará presente, bem como o Diretor-Geral da Rádio Guaíba, Luciano Araújo, e o Gerente-Geral Nando Gross.

“A Guaíba comemora o seu bom momento, tanto em audiência como em faturamento, que segue em crescimento em relação a 2015. Hoje será o dia para receber amigos e confraternizar”, diz Nando Gross.

Quadro político e econômico pode dificultar discussão sobre dívida, diz Feltes. Secretário da Fazenda afirma que Governo vai cumprir lei e pagar 13º Salário do funcionalismo

Economia Negócios Notícias Poder Política

 

Um dia depois do Supremo Tribunal Federal (STF) suspender o julgamento sobre solução de dívidas dos Estados com a União, o secretário da Fazenda, Giovani Feltes, comentou a decisão dos magistrados e disse que o quadro político e econômico do Brasil pode dificultar a negociação. No entanto, Feltes afirmou que o Rio Grande do Sul saiu vitorioso do processo ainda que a discussão não tenha sido concluída.
“Os estados irão assumir uma posição de interlocutores para encontrar medidas para facilitar a vida financeira do País. A expectativa é de que a isso ocorra o mais rápido possível. Mas é preciso considerar que tudo isso, aliado aos problemas econômicos e a um quadro político conturbado, pode produzir efeitos negativos e criar dificuldades para essa negociação”, disse Feltes em entrevista ao Agora/Rádio Guaíba nesta quarta-feira.
 
Feltes destacou que o Rio Grande do Sul foi “altamente vitorioso” neste processo que levou a discussão da dívida ao STF. “Já fizemos com que a União sentasse com governadores e secretários de Fazenda para construir algo que fosse remetido à Câmara dos Deputados, até que porque há um projeto tramitando na Casa, que não é a nossa solução, mas melhora um pouco a condição dos Estados, em especial a nossa. O projeto alonga a dívida em 20 anos e nos concede um prazo de carência de dois”, explicou.
 
O secretário gaúcho declarou que somente a liminar referente à renegociação dos juros fez com que o Estado poupasse R$ 42 milhões. “Com 60 dias de negociação, nós entendemos que não precisamos pagar e não teremos as contas bloqueadas. Pela nossa interpretação, também não vamos precisar pagar a parcela da dívida”, acrescentou.
 
Parcelamento de salários
 
Ainda que não tenha confirmado o parcelamento de salários para o mês de abril, Feltes relatou que a receita passou por modificações por conta das decisões em relação à dívida do Estado. “Nós teremos que avaliar todas as questões que, desde terça-feira, se alteraram em relação à receita. Isso pode significar mudanças, embora não estejam diretamente ligadas às faixas de pagamento. Talvez possamos cuidar de quem ganha menos, dos servidores de ativos e inativos”, explicou.
 
Feltes argumentou que o governo do Estado não faz o parcelamento em nove vezes. “Nós fizemos a divisão em nove faixas porque é o limite que possuímos e para que a gente possa juntar dinheiro e pagar, de forma antecipada, os salários, principalmente daqueles servidores que menos ganham”, declarou. “Outros estados anunciam limite para pagamento da folha e não conseguem cumpri-lo”, completou.
 
13º de 2015
 
O secretário garantiu ainda que o pagamento das parcelas atrasadas do 13º salário do ano passado vão ocorrer em dia, a partir de junho, com os juros e correção monetária previstos. Segundo Feltes, esta será a prioridade de pagamento durante os meses em que as parcelas precisam ser pagas. Os servidores que optaram por receber o 13º salário de 2015 ainda em 2015, tiveram que recorrer a empréstimos no Banrisul, que ofereceu linha de crédito específica. A preocupação dos sindicatos que representam o funcionalismo é que o Estado atrase o repasse das parcelas do 13º atrasado e os servidores acabem inadimplentes. (Rádio Guaíba e Correio do Povo)
Plantão Guaíba mescla jornalismo e esporte

Plantão Guaíba mescla jornalismo e esporte

Cidade Comunicação Esporte Notícias Poder Política Porto Alegre

A partir da próxima segunda-feira, 2 de maio, a Rádio Guaíba contará com uma nova atração na programação noturna. O programa Plantão Esportivo passará a se chamar Plantão Guaíba, e será veiculado das 22h às 00h, mesclando jornalismo e esporte. A apresentação será de Cristiano Oliveira e Franklin Berwig.

O programa será uma revista informativa com os principais fatos do dia, além de um resumo do que foi apresentado na programação da Guaíba, como entrevistas, os melhores momentos dos debates do Esfera Pública e do Ganhando o Jogo, e os comentários de Felipe Vieira, Jurandir Soares e Carlos Guimarães.

As notícias sobre a Olimpíada, o futebol mundial, as informações da dupla Gre-Nal, o diário do impeachment e da política local também serão tema da atração noturna. O programa contará ainda com a interatividade do público, trazendo a opinião do ouvinte da Guaíba.

Segundo o gerente-geral da Rádio Guaíba, Nando Gross, a equipe conversou com ouvintes e sentiu a necessidade de um programa híbrido, com esporte e jornalismo geral no fim da noite, trazendo um resumo para quem não pode acompanhar toda a programação da Guaíba ao longo do dia. “Para os que sintonizaram desde cedo na emissora, terão a oportunidade de uma atualização e de ouvirem mais uma vez o que de melhor foi apresentado durante o dia, com o enfoque de uma dupla bastante afinada, como o Cristiano Oliveira e o Franklin Berwig”, explica. (Coletiva.net)

“ The Panama Papers”: Nomes de gaúchos aparecerão na lista. Revelação foi feita por André Shalders um dos repórteres que investiga o escândalo

Direito Economia Mundo Negócios Notícias Poder Política

 

 

A “Panama Papers”, reportagem investigativa que começou a revelar nesse domingo nomes de políticos e personalidades que possuem empresas offshores em paraísos fiscais, deve chegar ao Rio Grande do Sul nos próximos dias.  Entrevistei hoje o jornalista André Shalders, um dos 376 repórteres responsáveis pela investigação mundial. Segundo ele, não há políticos do Rio Grande do Sul, mas nomes de empresários gaúchos vão aparecer em reportagens nos próximos dias. Eles estão na lista de pessoas envolvidas com contas bancárias ou companhias abertas fora do Brasil com a ajuda do escritório Mossack Fonseca.

“Nós chegamos a nomes de gaúchos, mas eles não são políticos, são empresários. Eu não posso revelar nomes porque eles devem aparecer nas próximas reportagens. Ainda teremos mais 10 dias para a publicação de matérias relacionadas a este caso”, explicou Shalders na entrevista ao Agora/Rádio Guaíba nesta segunda-feira.

Conforme Shalders, o consórcio de jornalistas conta com pessoas de 76 países diferentes e que trabalham em 109 veículos de comunicação. Ele explicou como o grupo de repórteres conseguiu redigir as matérias em conjuntos e revelar um suposto esquema. “Quando tivemos acesso ao material, fizemos uma varredura e um cruzamento de dados chegamos, em âmbito brasileiro, aos nomes de 513 deputados, 81 senadores, ministros de estado e juízes federais para não deixar passar nada”, disse.

Shalders salientou que a simples afirmação de que pessoas possuem offshores não significa que elas estejam envolvidas em atos criminosos. Segundo ele, é possível usar este método de maneira legal e legítima. “É o caso de alguns políticos que foram citados e que deram uma resposta sobre a citação de seus nomes. Alguns justificaram, como foi o caso de Luciano Lobão, filho do ex-ministro Edson Lobão, que pagou todos os impostos devidos”, acrescentou.

Barbosa e o imóvel em Miami

Shalders relatou que o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa foi citado no Panama Papers depois de adquirir um imóvel em Miami, nos Estados Unidos.

Felipe Nabinger reforça equipe de Esportes da Rádio Guaíba

Felipe Nabinger reforça equipe de Esportes da Rádio Guaíba

Comunicação Notícias

A partir de abril, o repórter Felipe Nabinger passará a integrar a equipe de Esportes da Rádio Guaíba. o comunicador irá se atuar ao lado dos narradores Marco Antônio Pereira, Mário Lima e Orestes de Andrade; dos comentaristas Nando Gross, Carlos Guimarães e Cristiano Oliveira; dos repórteres Cristiano Silva, Geison Lisboa, Flávio Dal Pizzol, Rafael Pfeiffer, Gutiéri Sanchez e Ananda Muller; dos plantonistas Franklin Berwig e Rogério Boelke; e dos produtores João Vitor Ferreira, Vivian Leal e Léo Jorge.

O gerente Geral da emissora do Grupo Record contou que trabalhou com Nabinger na Gaúcha, onde foi produtor, repórter e apresentador. “É um grande profissional e contribuirá muito para esta nova etapa da Guaíba, que está se modernizando e investimento cada vez mais em talentos. Tecnologia é importante, mkas nada substitui a qualidade de um bom profissional”, disse.

Felipe Nabinger iniciou sua carreira em 2009 na Rádio Gaúcha, onde permaneceu até 2015, participando da cobertura da Copa do Mundo de 2014. De 2015 até o momento, estava atuando na Bandeirantes AM/FM. (Coletiva.Net)