Manifestantes fazem protesto em frente à casa de Jair Bolsonaro, no Rio

Manifestantes fazem protesto em frente à casa de Jair Bolsonaro, no Rio

Notícias Poder Política

Manifestantes fizeram, neste domingo (24), um protesto em frente à casa do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC), na Barra Tijuca, Rio de Janeiro. Os ativistas seguiram pela orla, chamando o deputado de “Bolsomonstro”. Um dos manifestantes estava fantasiado de Hitler.

No ato, os manifestantes cantavam: “Bom dia Bolsomonstro, como vai? Bom dia Bolsomonstro, como vai? Não aceito retrocesso, muito menos seu fascismo. Bom dia Bolsomonstro, como vai?”

O deputado se manifestou pelas redes sociais, escrevendo: “Minha propriedade privada é sagrada. Se um dia invadirem, não sairão”. “Bolsonaro ameaça o Levante [Levante Popular da Juventude]. Não nos intimidaremos!”, responderam os manifestantes.

Bolsonaro prosseguiu: “LPJ – Levante Popular da Juventude a serviço das ditaduras comunistas!”, dizia um dos posts do deputado. Ou ainda, na sua conta no Twitter: “Meu condomínio está cercado por simpatizantes do PT. Estão ameaçando invadi-lo! Espero que não cometam essa loucura!”. O ato terminou por volta das 12 horas.

Bolsonaro causou polêmica no dia da votação do impeachment, na Câmara de Deputados (domingo, 17), quando dedicou seu voto a favor ao coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra – chefe do DOI-Codi acusado de tortura durante a ditadura militar. No momento do voto, Bolsonaro exaltou a ditadura e a memória de Ustra.

A manifestação ocorreu sob o forte calor que predomina na cidade neste domingo. No ato, os integrantes do grupo seguraram uma grande faixa com a frase “Bolsonaro Golpista”. Havia ainda um retrato do deputado com o símbolo nazista (suástica) carimbado na testa.

Na última terça, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RJ) anunciou que iria ao Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir a cassação do mandato de Bolsonaro após sua homenagem. (JB)