Semana ARP da Comunicação: Para Letícia Remião, estamos perdendo a capacidade de olhar.

Semana ARP da Comunicação: Para Letícia Remião, estamos perdendo a capacidade de olhar.

Comunicação Cultura Notícias Porto Alegre prefeitura Publicidade
FotoGlaucoArnt_Sem_ARP_2015-0691(1)
Semana ARP de Comunicação. Fotos: Glauco Arnt

“O excesso de informações e conteúdos que recebemos faz com que as pessoas não prestem atenção no detalhe. Estamos perdendo a capacidade de olhar e temos que cuidar para não perder a capacidade de ouvir”, declara Letícia Remião, na Semana ARP da Comunicação. Durante bate-papo com Beto Callage, no Projeto Inspirações desta quarta-feira, 18, a fotógrafa também admitiu que parte de suas inspirações está no saber olhar e ouvir. Famosa por suas obras conceituais, como um dos motivadores dos seus trabalhos, a fotógrafa também falou de pessoas. “Olhar para o outro me inspira muito. Eu não quero iguais ao meu lado, eu quero pessoas diferentes. Adoro encontrar e observar os outros”, destaca.

Sobre suas técnicas de trabalho, Letícia revelou que é refém do acaso. “Eu não sou de planejar e costumo usar sempre a luz natural dos ambientes. Gosto quando eu chego nos lugares e não sei quem vou fotografar, a pessoa não me conhece e não sei que tipo de luz terei”, completa a fotógrafa. O Projeto Inspirações é conduzido pelo publicitário Beto Callage durante a Semana ARP da Comunicação, sempre ao meio-dia, na Casa Destemperados (Rua Marquês do Herval, 82, bairro Moinhos de Vento).

Semana ARP de Comunicação: Não deixe a CRIAnça morrer

Semana ARP de Comunicação: Não deixe a CRIAnça morrer

Cidade Comunicação Notícias Publicidade

O bate-papo desta terça-feira do Projeto Inspirações, comandado pelo publicitário Beto Callage, foi com o psiquiatra Paulo Sérgio Rosa Guedes e o diretor de cinema José Pedro Goulart. Os profissionais contaram ao público, em uma conversa leve e divertida, sobre o que estimulou a coprodução do livro “É preciso viver no mundo da Lua (de lá se enxerga melhor a terra)” e o que move as demais produções de suas vidas.

FotoGlaucoArnt_Sem_ARP_2015-8720
Semana ARP de Comunicação.Fotos: Glauco Arnt

A criatividade e a importância de mantermos viva essa chama foram fatores destacados pelos profissionais como norteadores de suas motivações. Para Paulo Guedes, nossas inspirações estão baseadas na criança que fomos e, muitas vezes, naquela que não fomos. “Criança é o ser que cria e não podemos nunca nos distanciar dela. Ela que vai nos levar a uma inspiração maior do que a do senso comum. A criança que temos dentro de nós vai sendo ensinada de que é errada e, ao entender isso, vamos perdendo nossa criatividade”, completa o psiquiatra.

O cineasta reforça o pensamento de Guedes e afirma que o pensar e a monotonia da responsabilidade nos tira a possibilidade de sermos criativos. “Quando somos avós, por exemplo, ativamos nossa criatividade e nosso lado lúdico, porque não temos a responsabilidade dos pais de ensinar”. Pelé foi lembrado como um bom exemplo de que precisamos agir antes de pensar para ser criativo. “Pelé não pensava antes de criar seus passes e dribles, ele simplesmente fazia. É dessa forma que temos que ser”, completa o psiquiatra.

O Projeto Inspirações é conduzido pelo publicitário Beto Callage durante a Semana ARP da Comunicação, sempre ao meio-dia, na Casa Destemperados (Rua Marquês do Herval, 82, bairro Moinhos de Vento).

Semana ARP da Comunicação: Para Claudia Tajes, precisamos estar mais próximos das pessoas e dos nossos sentimentos. A escritora e publicitária falou hoje sobre suas inspirações

Semana ARP da Comunicação: Para Claudia Tajes, precisamos estar mais próximos das pessoas e dos nossos sentimentos. A escritora e publicitária falou hoje sobre suas inspirações

Cidade Comunicação Negócios Notícias Porto Alegre Publicidade

A escritora e roteirista Claudia Tajes deu start ao projeto Inspirações, nesta segunda-feira, 16, como parte da Semana ARP da Comunicação 2015. Com intermediação do publicitário Beto Callage, Claudia declarou ao público que as relações estão mais vazias nos dias de hoje. “Às vezes, tenho a impressão de que as pessoas não gostam mais de gente. Nada contra os cães, mas precisamos nos aproximar uns dos outros”, completa a escritora. A publicitária também confessou suas dificuldades em converter a linguagem livre, fundamentada na imaginação que utiliza nos livros, para as representações concretas das produções filmadas. “Para a TV, temos que transformar todas as cenas em imagens reais. Os cursos que fiz e minhas conversas com Jorge Furtado me ajudaram a

Semana ARP 2015 Fotos: Glauco Arnt/ARP
Semana ARP 2015 Fotos: Glauco Arnt/ARP

adaptar as linguagens dos dois mundos”, garante.

Claudia é publicitária e autora de romances como “Amores” (L&PM Editores, 2000); “Dores, Amores & Assemelhados” (L&PM Editores, 2002) e “A Vida Sexual da Mulher Feia” (2005). Além de escritora, é roteirista da Rede Globo e, em 2011, teve seu livro “Louca por Homem” adaptado para a série “Mulher de Fases”, do canal HBO.

O Inspirações acontece até a próxima quinta-feira, 19, sempre ao meio-dia, na Casa Destemperados (Rua Marquês do Herval, 82, bairro Moinhos de Vento).