“Se o governo vai ficar ingovernável ou não,(Dilma) deveria ter pensado nisso antes.” Osmar Terra diz que PMDB vai entregar cargos no governo Dilma.

Direito Notícias Poder Política

 

Conversei hoje com o deputado Osmar Terra (PMDB-RS), um dos integrantes da comissão especial do impeachment.  Para Terra, o julgamento do impeachment na Câmara será político diante de um quadro gravíssimo no país gerado pela falta de governabilidade e competência. Disse que a economia está se esfacelando e o desemprego aumenta, bem como faltam recursos para educação, saúde e segurança, além da crise moral e ética instalada no país. Em entrevista ao Programa Agora, disse que, se vai ficar na pedalada ou se a Comissão aceitará a delação de Delcídio, trata-se de uma questão irrelevante diante o cenário de caos instalado.

Osmar Terra justificou que o julgamento de Dilma seria mais condescendente se não houvesse uma crise tão severa no país. Ao ser questionado sobre um pré-julgamento dos deputados em relação a Dilma, o deputado disse que está sendo julgada politicamente uma conjuntura, mas uma avaliação do que é mais importante para o país agora. Disse que até agora não viu nada que o convencesse do contrário, pois hoje a maioria da comissão é favorável ao impeachment.  O parlamentar refutou a ideia de que o PMDB estaria articulando um golpe para colocar Michel Temer no poder, pois uma decisão como essa precisaria ter apoio de 2/3 do Congresso Nacional. Disse não ver outro caminho hoje a não ser a saída de Dilma, “Se o governo vai ficar ingovernável ou não,(Dilma) deveria ter pensado nisso antes.”