Fraport dá início a ampliação do aeroporto e deve contratar mil trabalhadores; por Mauren Xavier/Correio do Povo

Fraport dá início a ampliação do aeroporto e deve contratar mil trabalhadores; por Mauren Xavier/Correio do Povo

Agenda Cidade Destaque Economia Mundo Poder Política Porto Alegre prefeitura Sartori Tecnologia Turismo

Após um ano do leilão, a Fraport fez o “impossível se tornar possível”, como resumiu a CEO da empresa alemã, Andreea Pal, ao dar início na manhã desta quinta-feira, oficialmente, às obras de melhoria no Porto Alegre Airport (Aeroporto Internacional Salgado Filho). Serão investidos R$ 1,5 bilhão nesta primeira etapa, que envolve a ampliação da pista em 920 metros e do terminal 1, além das melhorias no taxiamento e no sistema de drenagem. O lançamento da pedra fundamental, que ocorreu em tom de brincadeira e disputa futebolística, se deu no local onde haverá uma subestação, ao lado do prolongamento da pista. Em tom quase coletivo entre as autoridades, foi enaltecido o valor simbólico do evento, que marca o início de uma nova fase do aeroporto.

Entre os benefícios econômicos mais imediatos estão a contratação de profissionais. Para o pacote de melhorias o consórcio HTB, Tedesco e Barbosa Mello estima a contratação de mil trabalhadores de maneira direta e outros 200 indiretos. A proposta é buscar mão de obra e fornecedores locais. Porém, os investimentos abrem outras expectativas, especialmente de negócios. Com uma estrutura mais moderna e maior, será possível ampliar o rol de rotas, especialmente com opções internacionais, assim como o volume de transporte de carga.

Neste ponto, o governador José Ivo Sartori enalteceu que as melhorias no aeroporto representam um dos cinco investimentos mais significativos da última década do Estado. “Tem um efeito multiplicador, logístico, geração de renda, turismo e de negócios”, afirmou.

Nesta mesma linha, o prefeito Nelson Marchezan Júnior ressaltou a importância das parcerias com a iniciativa, que traz agilidade aos projetos. Destacou que a prefeitura tem acompanhado o processo de remoção das famílias das áreas no entorno, que é um dos empecilhos para as obras de ampliação da pista.

Jovem é morto a tiros no terminal antigo do Aeroporto Salgado Filho. Dois homens invadiram o local e mataram Marlon Roldão, de 18 anos

Jovem é morto a tiros no terminal antigo do Aeroporto Salgado Filho. Dois homens invadiram o local e mataram Marlon Roldão, de 18 anos

Cidade Destaque Poder Política Porto Alegre Segurança

Dois homens entraram no saguão do Aeroporto Salgado Filho e dispararam contra um jovem, que acabou morrendo, por volta das 11h desta segunda-feira. A vítima fatal foi identificada como Marlon Roldão Soares, que completou hoje 18 anos. O jovem deixava o setor de desembarque do terminal 2 quando foi alvejado com quatro tiros na região da cabeça e no tórax. A dupla fugiu em um GM Cobalt, de cor prata, em alta velocidade. A execução ocorreu em frente aos pais do jovem.  O Cobalt foi abandonado, em seguida, nas proximidades do Aeroporto.

marlon
Marlon Roldão Soares,  Foto: Divulgação BM

No momento do crime, o saguão antigo do aeroporto estava cheio, já que muitos gremistas aguardavam a chegada do técnico Renato Portaluppi. Apesar da jurisdição dos aeroportos ser do governo federal, a Polícia Civil está com dois delegados no Salgado Filho para ajudar nas investigações. A área está isolada para a realização da perícia.Conforme informações preliminares da Polícia Civil, o autor dos disparos seria o  irmão da namorada de Marlon Soares.

Neblina no Salgado Filho: Procon Porto Alegre destaca direitos dos passageiros aéreos

Neblina no Salgado Filho: Procon Porto Alegre destaca direitos dos passageiros aéreos

Cidade Economia Negócios Notícias Poder Política Porto Alegre prefeitura Segurança Turismo

Nos últimos dias, mais de uma centena de voos tiveram algum tipo de alteração por conta da neblina registrada no Aeroporto Internacional Salgado Filho, ocorrendo, inclusive, o cancelamento de várias partidas.  O Procon Porto Alegre está orientando os consumidores que eventualmente tenham sofrido danos decorrentes de atrasos, ou até mesmo de cancelamentos verificados em decorrência de fenômenos naturais, comuns a esta época do ano.

Havendo atrasos, cancelamentos de voo ou preterição de embarque (embarque não realizado por motivo de segurança operacional, troca de aeronave, overbooking etc.), o passageiro que comparecer ao aeroporto tem direito à assistência material (comunicação, alimentação e acomodação), oferecida gradualmente pela empresa aérea, de acordo com o tempo de espera, contado do horário inicialmente previsto para o voo.

A partir de uma hora de atraso a companhia deverá oferecer ferramentas de comunicação como o acesso à internet e telefonemas. Passadas duas horas a empresa deverá oferecer alimentação por meio de voucher, lanches e bebidas. Já a partir de quatro horas, quando a empresa tem a estimativa de que o voo atrasará neste tempo, ela deverá fornecer acomodação ou hospedagem, bem como transporte do aeroporto ao local de acomodação. Se o consumidor estiver no local de seu domicílio, a empresa poderá oferecer apenas o transporte para a sua residência e dessa para o aeroporto. A assistência material também deverá ser oferecida aos passageiros que estiverem a bordo da aeronave, em solo, no que for cabível.

Além disso, a companhia aérea deverá também oferecer ao passageiro opções de reacomodação ou reembolso.  A companhia aérea deverá em caso de cancelamento de voo ou interrupção do serviço oferecer reacomodação em duas situações: em vôo próprio ou de terceiro que ofereça serviço semelhante para o mesmo destino; ou em voo próprio marcado segundo data e horário estipulado pelo passageiro. O consumidor poderá, ainda, optar pelo reembolso, que ocorre de três maneiras: integral, com retorno ao aeroporto de origem em caso de interrupção; do trecho não utilizado, se o deslocamento já realizado aproveitar ao passageiro; efetuar a conclusão do serviço em outra modalidade de transporte , em caso de interrupção.

De acordo com o diretor executivo do Procon Porto Alegre, Cauê Vieira,  o consumidor tem direito a que a companhia aérea o mantenha devidamente informado sobre motivos do atraso ou do cancelamento e a estimativa de tempo para embarque .”O consumidor pode exigir ainda que estas informações possam ser dadas por escrito, no caso de necessitar ingressar com ações judiciais contra a companhia”, adverte Vieira.

Reclamações – Os consumidores que se sentiram lesados com os cancelamentos deste último domingo poderão recorrer ao Procon Porto Alegre para registrar suas queixas via atendimento eletrônico utilizando o site www.proconpoa.rs.gov.br ou acessando gratuitamente o Procon App no aparelho celular, disponível para sistema Android e IOS. A sede do Procon Porto Alegre fica na rua dos Andradas 686, e funciona das 10h às 16h, quando são distribuídas 70 fichas de atendimento por dia.

Fonte: Art 8º da Resolução Anac nº 141, de 2010.

Greve de aeroviários e aeronautas afeta voos no Salgado Filho. Categoria reivindica reajuste de 11% e benefícios retroativos à data-base; por Eduardo Paganella / Rádio Guaíba

Greve de aeroviários e aeronautas afeta voos no Salgado Filho. Categoria reivindica reajuste de 11% e benefícios retroativos à data-base; por Eduardo Paganella / Rádio Guaíba

Economia Notícias Poder Política

Aeroviários e aeronautas paralisaram atividades no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, e em outros 11 terminais do País na manhã desta quarta-feira. A mobilização, que começou 6h e termina às 8h, afeta mais de 20 voos entre chegas e partidas, além de 300 viagens em todo País.

Os trabalhadores protestam por melhorias salariais. As categorias decidiram pela paralisação após rejeitarem, em assembleias realizadas na última sexta-feira as propostas das empresas aéreas que previam pagamentos parcelados por faixas salariais, não retroativos à data-base. Aeronautas e aeroviários reivindicam reajuste de 11% nos salários e benefícios retroativos à data-base, que fará a recomposição das perdas inflacionárias.

Estão com as atividades prejudicadas os aeroportos de Congonhas e Guarulhos (São Paulo); Santos Dumont e Galeão (RJ); Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Curitiba (PR), Brasília (DF), Salvador (BA), Recife (PE) Fortaleza (CE) e Campinas (SP). (Reportagem e Foto: Eduardo Paganella / Rádio Guaíba / Especial / CP)