Sobre Um Certo Capitão Fernando…

Sobre Um Certo Capitão Fernando…

Cultura Destaque Esporte

Eu não sei escrever sobre teatro. Sou do tipo que vou e ao final classifico como: gostei muito, gostei ou não gostei. Por isso, leiam tudo o que os críticos escreverem sobre Um Certo Capitão Fernando.

O que quero então deixar registrado aqui? Minhas lembranças, simplesmente isso. Já assisti grandes peças, maravilhosas atuações, direções e roteiros fantásticos… Já me emocionei muito em diferentes salas, especialmente no São Pedro, mas não me lembro de ter saído tão feliz de um espetáculo que chorei quanto na estreia de Um Certo Capitão Fernando.

O texto e direção de Bob Bahlis para homenagear o capitão da conquista do Mundial FIFA 2006 e boa parte daquele time fantástico montado por Fernando Carvalho e diretoria foi na medida. Todos que viram e vão ver o espetáculo, sabem o final trágico da história pessoal do meu amigo. Mesmo assim a peça que conta desde o período da chegada em 2004 até a conquista do Mundo em 2006, faz o recorte perfeito da construção de um mito envolvido entre dois mundos, a paixão pela família: Fernanda, Enzo, Eloá e a queridona da Neide e o futebol colorado.

Fernando Lucio da Costa cativava no primeiro contato. Ídolo que sentava, conversava e prestava atenção no que os outros diziam, ele fazia todos se sentirem importantes. Carinhoso, abraçava mesmo, não economizava força no aperto de mão e não negava um minuto para ninguém, por mais apertado de tempo que estivesse.

E esse afeto e carinho pelo outro está retratado no palco. Quem conviveu com Fernando, olha o ator Rafael Albuquerque e reconhece trejeitos do homem, marido apaixonado, pai amoroso, amigo fiel,  atleta focado, obcecado pela vitória… líder!

A peça é uma celebração à vida, Caio Fernando Abreu dizia que:  “A vida é curta, viva. O amor é raro, aproveite. O medo é terrível, enfrente. As lembranças são doces, aprecie.”  Cabe agora a nós, espectadores, apreciarmos as doces lembranças do que ele deixou, não só para os colorados (gols e títulos), mas também para os amigos gremistas que fez – e não foram poucos – . A vida do Fernando foi muita curta, mas ele enfrentou de cabeça erguida todos os medos e aproveitou com aquele coração gigante todos momentos de amor.

Mais que nunca e para sempre: Fernandão, F9 Eterno.

41305879_2191882537697404_684496123443806208_n
Felipe Vieira e Fernandão, Yokohama – 17.12.2006

 

Porto Alegre: O Vendedor de Sonhos, primeira adaptação de Augusto Cury para o Teatro terá estreia nacional no Teatro do Sesi

Porto Alegre: O Vendedor de Sonhos, primeira adaptação de Augusto Cury para o Teatro terá estreia nacional no Teatro do Sesi

Agenda Cidade Cultura Destaque

Depois do sucesso nas livrarias e nas telas do cinema, a famosa história de O Vendedor de Sonhos, escrita pelo professor e psiquiatra Augusto Cury, chegará também às salas de teatro. A peça tem roteiro assinado pelo próprio Cury, considerado o autor mais lido da última década, em parceria com Cristiane Natale e Erikah Barbin, e fará sua estreia nacional em Porto Alegre, antes de seguir para diversas outras capitais do país. Com 30 anos de carreira e mais de 40 obras publicadas, Augusto Cury já vendeu 25 milhões de cópias somente no Brasil, sem contar as que são comercializadas nos outros 70 países onde os exemplares já foram traduzidos. Atuando como psiquiatra, pesquisador e escritor, alcançou o reconhecimento nacional e internacional. É Pós-graduado no Centre Medical Marmottan – Paris/França, na Espanha e na PUC de São Paulo; e, com a sua Teoria Inteligência Multifocal, que analisa o processo de construção dos pensamento, é objeto de estudo em cursos de graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado nos EUA, Europa e Brasil. Também é idealizador do programa da Escola da Inteligência, e seu Método é utilizado nos cursos da Menthes e da Gênios, empresas que compõem o Grupo Educacional (GEAC), que atua com o objetivo de contribuir na melhoria da qualidade da educação e no desenvolvimento da inteligência socioemocional de crianças, adolescentes, adultos e empresas, além de promover cursos voltados para o desenvolvimento humano.

Em 2009, recebeu o prêmio de melhor ficção do ano da Academia Chinesa de Literatura, pelo livro O Vendedor de Sonhos. O primeiro volume da série, intitulado O Vendedor de Sonhos: O Chamado, foi lançado em 2008 e em seguida já foi eleito o sexto livro mais vendido do ano de 2009 pela Revista Veja. Em seguida, foram lançados O Vendedor de Sonhos e A Revolução dos Anônimos, em 2009, e O Semeador de Ideias, em 2010, ambos também com grande sucesso de vendas. Em 2016, a obra literária ganhou versão para os cinemas com direção de Jayme Monjardim.

Com realização da Applaus e promoção da Academia do Conhecimento, a primeira sessão ocorrerá dia 20 de julho, no Teatro do Sesi. Os ingressos já estão à venda no site www.blueticket.com.br e nas lojas Multisom. As entradas de primeiro lote têm preços a partir de R$ 40 para quem tem direito à meia-entrada, R$ 50 para quem optar pelo ingresso solidário dando 1kg de alimento não perecível na entrada do evento e R$ 80 no valor inteiro. Confira o serviço completo abaixo.

O espetáculo é baseado na trilogia homônima de Augusto Cury, que já foi traduzida em mais de 60 idiomas e é o romance mais vendido da carreira do escritor, com mais de 2,5 milhões de leitores. A adaptação para os palcos tem direção de Cristiane Natale, iluminação de Bruno Henrique França, trilha sonora de Victória Venâncioe figurinos de Valentina Oliveira.

Na trama, o personagem Júlio César, interpretado por Mateus Carrieri, tenta o suicídio e é impedido de cometer o ato final por intermédio de um mendigo, o Mestre, que lhe vende uma vírgula, para que continue a escrever a sua história. Juntos encontram Bartolomeu (Adriano Merline), um bêbado boa-praça que decide unir-se a eles na missão de vender sonhos e despertar a sociedade doente. A revelação de um passado conflituoso do Mestre pode destroçar a grande missão do Vendedor de Sonhos (Luiz Amorim). Completam o elenco os atores Marcos VeríssimoMaurício ColatoniAnisha Zevallos e Guilherme Carrasco.

Ficha técnica:

Adaptação: Augusto Cury, Erikah Barbin e Cristiane Natale

Direção: Cristiane Natale

Iluminação: Bruno Henrique França

Trilha Sonora: Victória Venâncio

Figurinos: Valentina Oliveira

Elenco:

Luiz Amorim

Mateus Carrieri

Marcos Veríssimo

Maurício Colatoni

Anisha Zevallos

Adriano Merlini

Guilherme Carrasco

SERVIÇO

O VENDEDOR DE SONHOS

Estreia nacional em Porto Alegre

Dia 20 de julho

Sexta-feira, às 20h30

Teatro do Sesi (Av. Assis Brasil, 8787 – Sarandi – Porto Alegre/RS)

Classificação indicativa: 12 anos

Duração: 90 minutos

INGRESSOS

LOTE 1

Plateia Baixa: Meia-entrada R$ 60 / Solidário R$ 70 / Inteira R$ 120

Plateia Alta: Meia-entrada R$ 50 / Solidário R$ 60 / Inteira R$ 100

Mezanino: Meia-entrada R$ 40 / Solidário R$ 50 / Inteira R$ 80

LOTE 2

Plateia Baixa: Meia-entrada R$ 80 / Solidário R$ 90 / Inteira R$ 160

Plateia Alta: Meia-entrada R$ 60 / Solidário R$ 70 / Inteira R$ 120

Mezanino: Meia-entrada R$ 50 / Solidário R$ 60 Inteira R$ 100

LOTE 3

Plateia Baixa: Meia-entrada R$ 80 / Solidário R$ 90 / Inteira R$ 160

Plateia Alta: Meia-entrada R$ 70 / Solidário R$ 80 / Inteira R$ 140

Mezanino: Meia-entrada R$ 60 / Solidário R$ 70 / Inteira R$ 120

PONTOS DE VENDA (SUJEITOS À TAXA DE CONVENIÊNCIA)

ONLINE

Site: http://www.blueticket.com.br/22789/Augusto-Cury:-O-Vendedor-de-Sonhos-Peca-Teatral. Formas de pagamento: boleto bancário à vista (até 7 dias antes do evento) ou cartão de crédito nas bandeiras Visa, Mastercard, American Express, Hipercard, Diners e Elo. Parcelamento em até 10x (2.99% a.m).

PORTO ALEGRE

– Multisom – Rua das Andradas, 1001: Horários de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h às 18h30, e sábado, das 9h às 18h. Formas de pagamento: dinheiro, débito, crédito (10x com acréscimo).

– Multisom – Bourbon Shopping Ipiranga (Av. Ipiranga, 5200): Horários de funcionamento: de segunda a sábado, 10h às 22h e domingo, das 14h à 20h. Formas de pagamento: Formas de pagamento: dinheiro, débito, crédito (10x com acréscimo).

– Multisom – Praia de Belas Shopping (Avenida Praia de Belas, 1181): Horários de funcionamento: de segunda a sábado, 10h às 22h e domingo, das 14h à 20h. Formas de pagamento: Formas de pagamento: dinheiro, débito, crédito (10x com acréscimo).

– Multisom – Shopping Iguatemi (Av. João Wallig, 1800 – Loja 109): Horários de funcionamento: de segunda a sábado, 10h às 22h e domingo, das 14h à 20h. Formas de pagamento: Formas de pagamento: dinheiro, débito, crédito (10x com acréscimo).

– Multisom Barra Shopping Sul (Av. Diário de Notícias, 300 – Lojas 1040 a 10): Horários de funcionamento: de segunda a sábado, 10h às 22h e domingo, das 14h à 20h. Formas de pagamento: Formas de pagamento: dinheiro, débito, crédito (10x com acréscimo).

SÃO LEOPOLDO

– Multisom – São Leopoldo Bourbon Shopping (Rua Primeiro de Março, 821 – Loja 204): Horários de funcionamento: de segunda a sábado, 10h às 22h e domingo, das 14h à 20h. Forma de pagamento: somente dinheiro

CANOAS

– Multisom – Canoas Shopping (Rua Guilherme Shell, 6750, Loja 69/70): Horários de funcionamento: de segunda a sábado, 10h às 22h e domingo, das 14h à 20h. Forma de pagamento: somente dinheiro

CACHOEIRINHA

– Multisom – Shopping do Vale (Av. Gen. Flores da Cunha, 4001): Horários de funcionamento: de segunda a sábado, 10h às 22h e domingo, das 14h à 20h. Forma de pagamento: somente dinheiro

NOVO HAMBURGO

– Multisom – Centro (Av. Pedro Adams Filho, 5325 – Centro): Horários de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h às 19h e sábado, das 9h às 18h. Forma de pagamento: somente dinheiro

– Multisom – Bourbon Shopping (Avenida Nações Unidas, 2001, 1º Piso, lojas 1002/1):

Horários de funcionamento: de segunda a sábado, 10h às 22h e domingo, das 14h à 20h. Forma de pagamento: somente dinheiro

DESCONTOS

– Solidário: todos podem adquirir ingresso solidário, basta doar 1kg de alimento não perecível na entrada da peça.

– Meia-entrada: disponível para estudantes, idosos, PNE + acompanhante, jovens de baixa renda, doadores de sangue e menores de 15 anos. Mais informações emhttp://meiaentrada.blueticket.com.br/

Teatro: Otávio Müller apresenta em Porto Alegre o espetáculo A VIDA SEXUAL DA MULHER FEIA, texto da grande Claudia Tajes

Teatro: Otávio Müller apresenta em Porto Alegre o espetáculo A VIDA SEXUAL DA MULHER FEIA, texto da grande Claudia Tajes

Agenda Cidade Comportamento Cultura Notícias Porto Alegre Publicidade

A Claudia Tajes é um dos destaques de uma geração de talentosas escritoras gaúchas. Ela nasceu em Porto Alegre, aqui se tornou redatora publicitária e estreou na literatura com Dez (Quase) Amores (L&PM Editores, 2000), a estreia foi um sucesso e ela seguiu escrevendo crônicas ma-ra-vi-lho-sas em jornais e revistas e para nossa sorte, que sempre queremos novas ideias e belos textos… não parou mais  de publicar lançar livros. Na sequência seguiram-se, As Pernas de Úrsula & Outras Possibilidades (L&PM Editores) e o romance Dores, Amores & Assemelhados (L&PM Editores), Louca por homem (L&PM), Vida dura (L&PM POCKET) ,Só as mulheres e as baratas sobreviverão (L&PM Editores), Por isso eu sou vingativa (L&PM Editores) entre outros.  A entrevistei na Band, em todos anos que cobri a Feira do Livro de Porto Alegre e a Claudinha lançou livros na Praça da Alfândega. Sempre um bom papo. Há algum tempo resolveu ser também roteirista de TV e Cinema e como na literatura mostra muito talento. Pois chegou a hora de vermos a montagem teatral do Otávio Müller, para A vida sexual da mulher feia, livro lançado em 2005 pela L&PM Editores, Não é a primeira vez e nem será a última que os textos da Claudia Tajes, serão adaptados para o Teatro. Amigos que viram no Rio de Janeiro, foram só elogios a direção e atuação do grande Otávio Müller.  Não conheço pessoalmente, mas lembro do Otávio desde a primeira participação em novelas, o Sardinha, em Vale Tudo. Minha memória não é tão boa assim, mas naquela época o capítulo seguinte da trama que questionava: Quem matou Odete Róitman? Era mais aguardada que a próxima temporada de House Of Cards. E se seguiram muitos outros personagens até o Djalma, de Tapas & Beijos.

Pois bem, os talentos de Claudia e Otávio se encontraram e agora o ator e diretor vem a Porto Alegre apresentar o espetáculo A Vida Sexual da Mulher Feia. Baseado no livro homônimo de Claudia Tajes, sucesso absoluto em vendas, a montagem não deixa nenhuma mulher ou homem imune à insegurança da personagem. Afinal, quanto mais se olha no espelho, mais imperfeições aparecem. Com a crueza de um consultório de terapeuta, é possível acompanhar suas aventuras amorosas, primeiro beijo e primeira transa. Em seu livro, Claudinha Tajes criou uma protagonista sem rosto, não esmiuçou descrições físicas, não impôs uma caracterização isolada. Esse recurso facilita a identificação ampla e abrangente do público. Na peça, o ator dá vida à Maricleide, que goza de uma autocrítica impagável e não perde tempo em se indispor à ditadura da beleza.

Quem nunca esteve acima do peso? Quem nunca se viu apavorado ao constatar os estragos feitos pelos hormônios da adolescência? Ao acompanhar os relatos hilários do diário amoroso da personagem, a identificação é inevitável, o que faz com que a história se torne ainda mais engraçada. Afinal, tem coisa melhor do que rir de nós mesmos? Não se trata da risada sádica, que segrega as formosas das horríveis e aponta o dedo para torturar, e sim da risada generosa e solidária, imbuída da reflexão e do combate aos condicionamentos. No fim das contas Maricleide descobrirá que mulher feia não é uma questão de aparência e sim um estado de espírito.

Embarcando no sucesso do livro, o espetáculo agrada a todos – homens e mulheres, feios ou não. Afinal, todo homem já se sentiu o próprio Shrek algum dia e até a princesa mais linda já teve o seu dia de Fiona.

As apresentações, com realização da Opus Promoções e da Chaim Produções, acontecem no Teatro do Bourbon Country. Os ingressos já estão à venda. Confira mais informações abaixo

 

SERVIÇO

A VIDA SEXUAL DA MULHER FEIA

Dias 2 e 3 de julho
Sábado, às 21h

Domingo, às 20h

Teatro do Bourbon Country (Av. Túlio de Rose, 80 / 2º andar – Shopping Bourbon Country)
www.teatrodobourboncountry.com.br

Realização: OPUS PROMOÇÕES e CHAIM PRODUÇÕES

Duração: 80 minutos

Classificação: 14 anos

INGRESSOS

Galeria

R$ 60,00

Mezanino

R$ 80,00

Plateia Alta

R$ 120,00

Plateia Baixa

R$ 140,00

Camarote

R$ 140,00

– 50% de desconto para sócios do Clube do Assinante RBS – limitado a 100 ingressos;

– 50% de desconto para titular e acompanhante dos cartões Zaffari Card e Bourbon Card, adquiridos somente na bilheteria do Teatro do Bourbon Country – limitado a 100 ingressos;

– 50% de desconto para titulares do Cartão Alelo Cultura, na compra de um ingresso, pago com o Cartão Alelo Cultura (vale-cultura), adquirido somente na bilheteria do Teatro do Bourbon Country – limitado a 100 ingressos;

– 10% de desconto para sócios do Clube do Assinante RBS nos demais ingressos.

* Crianças até 24 meses que fiquem sentadas no colo dos pais não pagam;
** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos canais de vendas oficiais físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso à casa de espetáculo;

*** A lei da meia-entrada mudou: agora o benefício é destinado a 40% dos ingressos disponíveis para venda por apresentação. Veja abaixo quem têm direito a meia-entrada e os tipos de comprovações oficiais no Rio Grande do Sul:
– IDOSOS (com idade igual ou superior a 60 anos) mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
-ESTUDANTES mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) nacionalmente padronizada, em modelo único, emitida pela ANPG, UNE, UBES, entidades estaduais e municipais, Diretórios Centrais dos Estudantes, Centros e Diretórios Acadêmicos. Mais informações: www.documentodoestudante.com.br
– PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E ACOMPANHANTES mediante apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto.
– JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA (com idades entre 15 e 29 anos) mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto.
– JOVENS COM ATÉ 15 ANOS mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
– APOSENTADOS E/OU PENSIONISTAS DO INSS (que recebem até três salários mínimos) mediante apresentação de documento fornecido pela Federação dos Aposentados e Pensionistas do RS ou outras Associações de Classe devidamente registradas ou filiadas. Válido somente para espetáculos no Teatro do Bourbon Country e Auditório Araújo Vianna.
– DOADORES REGULARES DE SANGUE mediante apresentação de documento oficial válido, expedido pelos hemocentros e bancos de sangue. São considerados doadores regulares a mulher que se submete à coleta pelo menos duas vezes ao ano, e o homem que se submete à coleta três vezes ao ano.

****Caso os documentos necessários não sejam apresentados ou não comprovem a condição do beneficiário no momento da compra e retirada dos ingressos ou acesso ao teatro, será exigido o pagamento do complemento do valor do ingresso.

*****Descontos não cumulativos a demais promoções e/ ou descontos.

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sujeito à taxa de conveniência):
Site: www.ingressorapido.com.br
Call Center: 4003-1212 (de segunda a sábado, das 9h às 21h, e domingos, das 12h às 18h)
Agência Brocker Turismo: Av. das Hortênsias, 1845 – Gramado (de segunda a sábado, das 9h às 18h30min, e feriados das 10h às 15h).
Rua Coberta, Campus II, Universidade Feevale: Novo Hamburgo (de segunda a sexta, das 13h às 21h, e sábado, das 9h às 14h). Mais informações pelo telefone 3271-1208
Bourbon Shopping Novo Hamburgo: Av. Nações Unidas, 2001 – 2º Piso / Centro de Novo Hamburgo (de segunda a sábado, das 13h às 21h).

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sem taxa de conveniência):
Bilheteria do Teatro do Bourbon Country: Av. Túlio de Rose, nº 80 / 2º andar (de segunda a sábado, das 10h às 22h, e domingo e feriado, das 14h às 20h)

Divulgada a lista dos indicados ao Prêmio Açorianos de Teatro

Cidade Cultura Notícias Porto Alegre prefeitura
“O Mal Entendido” é o líder de indicações ao Prêmio Açorianos de Teatro 2015 | Foto: Adriana Marchiori / Divulgação / CP

A Coordenação de Artes Cênicas da Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre divulgou, na manhã desta terça-feira, a lista dos indicados ao Prêmio Açorianos de Teatro 2015. Os vencedores serão conhecidos no dia 11 de dezembro, às 20h, no Teatro Renascença (Erico Verissmo, 307), na Capital.

Os jurados avaliam as produções inscritas em 12 categorias: direção, ator, atriz, ator coadjuvante, atriz coadjuvante, cenografia, figurino, iluminação, trilha sonora, dramaturgia original, produção e espetáculo. Dentre as peças com mais indicações estão “O Mal Entendido”, com nove; “As Quatro Direções do Céu”, com oito; e “No que você está pensando?” e “Qual a diferença entre o charme o funk?”, com cinco. Concorrem a Melhor Espetáculo “As Quatro Direções do Céu”, “Cadarço de Sapato ou Ninguém Está Acima da Redenção”, “Lingua Mãe.Mameloschn”, “Lujin” e “O Mal Entendido”.Foram anunciados também os concorrentes ao Prêmio Tibicuera de Teatro para Crianças, no qual “É Proibido Miar” é o destaque com nove indicações nas mesmas 12 categorias do Açorianos. Disputam o título de Melhor Espetáculo  “Cuco – a linguagem dos bebês no teatro”, “É Proibido Miar”, “Orquestra de Brinquedos” e “Pulí-Pulá”

Já na premiação de Revelação 2015 nas artes cênicas, que também teve os concorrentes de suas quatro categorias (ator, atriz, direção e espetáculo) conhecidos nesta terça, a montagem “Macbodas: tequila, guacamole y algo más” é a líder de indicações. A lista completa dos indicados aos três prêmios pode ser conferida pelo site. (Correio do Povo)

Ave, Urbim! Teatro, livro, atrações literárias e artísticas homenageiam o grande Carlos Urbim na Feira do Livro 2015

Ave, Urbim! Teatro, livro, atrações literárias e artísticas homenageiam o grande Carlos Urbim na Feira do Livro 2015

Cidade Comunicação Crianças Cultura Educação Notícias

Não sei se a foto aí de cima, da talentosa Adriana Franciosi, publicada em Zero Hora foi feita logo depois ou dias após o anuncio de que ele seria o Patrono da Feira do Livro. Sei que como excelente fotógrafa que é, ela conseguiu captar a plena felicidade do Carlos Urbim. Entrevistei os últimos 25 patronos do evento, todos muito orgulhosos e honrados da homenagem. Nenhum tão feliz e exultante como o Urbim. Por isso, acho muito legal que ele receba várias homenagens nos próximos dias na Praça da Alfândega.

A primeira e na minha opinião mais feliz é o teatro que homenageia um dos maiores nomes da literatura infantil do Brasil. O espaço será inaugurado pela 61ª Feira do Livro de Porto Alegre na manhã desta sexta-feira, 30/10. A cerimônia inicia às 10h, com intervenção das jornalistas, fãs e amigas Cíntia Moscovich, Cláudia Laitano, Rosane Oliveira e Emiliano Urbim, filho de Carlos. O teatro está localizado na Avenida Sepúlveda, entre a Rua Siqueira Campos e a Avenida Mauá. O Urbim amava circular pelo área infantil e o Sancho Pança, era um ponto de referência onde ele encontrava o seu público mais fiel.

Apesar de a cerimônia oficial ser às 10h, o dia será de muitas atividades literárias e artísticas. O teatro será aberto ao público a partir das 9h, com o espetáculo Sacoletras, 10291719_854114021314323_8917501931374233428_nde poemas cantados, com a atriz Adriane Azevedo e a harpista Liane Schuler e, após a cerimônia, será apresentado o espetáculo A Traça Biblió e o Poeta – Brincando com os versos de Carlos Urbim, com Dinorah Araújo. Paralelamente, a Kombi Karlos estará na entrada da Área Infantil, com o acervo audiovisual de Carlos Urbim e oferecerá brincadeiras com artefatos de circo e minioficina de pandorga para o público infantil.

Professores previamente inscritos receberão exemplar  

Mas, as homenagens não param por aí, inaugurando a Coleção Gurizada, primeira incursão da Editora da Cidade no segmento literário infantil, a Coordenação do Livro e Literatura da Secretaria da Cultura lança A Caixa do Alvinho, publicação inédita do escritor e jornalista gaúcho. O livro, inspirado na vida e na obra do escritor porto-alegrense Alvaro Moreyra (1888–1964) e ilustrado por Laura Castilhos, é um dos destaques da programação inaugural do Teatro Carlos Urbim, que homenageia o saudoso autor de títulos como Um Guri Daltônico, Saco de Brinquedos e Diário de um Guri, e patrono da Feira do Livro de Porto Alegre em 2009. Atenção! Não confundir com o último livro escrito pelo Urbim, que seguirá inédito mais algum tempo. A obra escrita à mão, com ilustrações feitas pelo próprio Urbim, homenageia Miguel, o primeiro neto.  Em “Vô Aprendiz”, ele tem a preocupação de todo avozão: “Preciso aprender a contar novas histórias. Muitas, pra entreter meu netinho. Devem ser bem alegres, cheias de personagens, pra que ele fique gostando de ler. Sempre risonho. Vou fazer como ensinou Mario Quintana. A gente tem que espichar a voz e dizer quase rezando ‘era uma vez’…”. O lançamento de A Caixa de Alvinho, acontece nesta sexta-feira, às 11h15min. Professores e bibliotecas escolares previamente inscritos receberão um exemplar gratuito do livro no local. Ave, Urbim!!

Programação completa
9h às 3h — Presença do veículo temático Kombicarlos, com a escritora Christina Dias e atividades variadas para o público infantil, escolas e creches.
10h — Cerimônia de inauguração do Teatro Carlos Urbim (antigo Teatro Sancho Pança)
10h30 — Apresentação teatral A Traça Biblió e o Poeta – Brincando com os Versos de Carlos Urbim, espetáculo com Dinorah Araújo
11h15 — Lançamento do livro A Caixa do Alvinho

Agende-se
A Caixa do Alvinho – Coleção Gurizada
Livro inédito de Carlos Urbim (edição póstuma)
Editora da Cidade/SMC | 32 páginas | Ilustrações de Laura Castilhos
Lançamento sexta-feira, 30, 11h15
Área Infantil e Juvenil da 61ª Feira do Livro de Porto Alegre (Travessa Sepúlveda, próximo ao pórtico do Cais Mauá)

 

Veja a programação completa:

DIA 30 DE OUTUBRO

9h às 13h – Kombi Karlos com exibição do acervo audiovisual de Carlos Urbim. brincadeiras com artefatos circenses e minioficina de pandorga.

9h45min– Sacoletras, poemas cantados com a atriz Adriane Azevedo e a harpista Liane Schüler

10h – Cerimônia de inauguração do Teatro com intervenções de Cíntia Moscovich, Cláudia Laitano, Rosane de Oliveira e Emiliano Urbim

10h30min- A Traça Biblió e o Poeta – Brincando com os versos de Carlos Urbim, com Dinorah Araújo

11h15min – Na entrada da Área Infantil e Juvenil, junto à Kombi Karlos
Lançamento do livro póstumo de Carlos Urbim, Caixa do Alvinho, editado pela Coordenação do Livro e da Literatura, da Secretaria Municipal daCultura de Porto Alegre. Serão distribuídos exemplares gratuitos para 100 professores credenciados previamente e suas escolas

Meia entrada:  Não é justo que o negócio seja “a rodo” com ricos que podem pagar se beneficiando do esquema e a conta sobrando para os “sem carteirinha”

Meia entrada: Não é justo que o negócio seja “a rodo” com ricos que podem pagar se beneficiando do esquema e a conta sobrando para os “sem carteirinha”

Cidade Comportamento Direito Economia Negócios Notícias Poder Política
Os principais produtores culturais brasileiros estiveram reunidos nesta quarta-feira no Rio de Janeiro. Eles tomaram conhecimento da Adin(Ação Direta de Inconstitucionalidade) que está pronta esperando um consenso do grupo para ingressar no STF(Supremo Tribunal Federal) contra a Lei da Meia Entrada. Segundo o advogado Marco Campos, que trabalha na causa, os produtores decidiram esperar até a metade do mês para que o governo regule a legislação. Segundo o advogado, o modelo atual não pode ser mantido porque é inconstitucional: “Na prática representa um confisco.”

Atualmente, não há um limite para a distribuição dos ingressos de meia entrada. Todos os estudantes, idosos e outras pessoas que tenham direito ao benefício podem retirar o seu ingresso com desconto. O objetivo é que a lei seja regulamentada, prevendo o limite de 40% dos tíquetes para este público. Campos aponta que o modelo atual impede um cálculo da renda, o que faz muitas vezes dobrar o preço dos ingressos.

Saiba mais sobre o que pensam Dilma e os produtores culturais

Na conversa que tive com o ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, que trabalha no assunto em conjunto com o ministro da Cultura, Juca Ferreira, ele me garantiu que o governo quer achar uma solução que contemple o equilíbrio financeiro do negócio que emprega milhares de pessoas e os beneficiados pela chamada Cota Social. “Não se pode inviabilizar um setor importante que emprega milhares de pessoas em diferentes ramos.” O governo estima que 30 milhões de pessoas possam ser beneficiadas com a regulamentação. O governo não tem data para finalizar a regulamentação da lei que já aprovada. Pelo que sei, Rossetto deve se encontrar com representantes dos empresários para obter mais informações sobre os prejuízos causados a eles com a possibilidade de que um show (e não estamos falando só dos grandes artistas) tenha 100% do público pagando meia entrada. Ao fim e ao cabo quem paga essa conta criada pelos vereadores, deputados estaduais, federais e senadores somos nós que queremos ir a um show, cinema ou teatro e pagamos mais caro o ingresso. Lembrando que tem muito estudante, idoso, portadores de necessidades especiais que tem muita grana e se beneficiam do esquema. Os caras fazem proselitismo com o nosso dinheiro como se não houvesse amanhã. Aí depois a gente não sabe porque o País tá quebrado. O Brasil tem mais direitos que deveres. A conta não fecha e sobra para um grupo da sociedade pagar mais caro, para financiar inclusive abonados. Já citei várias vezes, mas sempre é bom lembrar Milton Friedman: “Não existe almoço grátis.”

Meia-entrada:  Vem aí o teste do ingresso a UM REAL no RS. E ainda: grandes empresas se reúnem quarta-feira no Rio de Janeiro para acabar com a casa da Mãe Joana

Meia-entrada: Vem aí o teste do ingresso a UM REAL no RS. E ainda: grandes empresas se reúnem quarta-feira no Rio de Janeiro para acabar com a casa da Mãe Joana

Artigos Cidade Cultura Negócios Notícias Opinião Poder Política

O que aconteceu nesta sexta-feira em Porto Alegre, com muita gente sem direito a meia-entrada tentando assistir o show de Caetano & Gil, no Auditório Vianna, repete uma situação nacional. A falta de uma legislação federal regulamentada para o setor provoca grandes distorções.

Um dos maiores produtores de evento do país ressalta que, mesmo dentro do Brasil, não há como comparar valores do mesmo espetáculo. Um show montado no eixo Rio-São Paulo tem um custo. Quando sai para fazer turnê, tem que se agregar toda a questão da logística: transporte, hotel, alimentação, segurança, produção local… e ainda isenções.

Para comparar, em São Paulo no máximo 40% dos ingressos tem direito a 50% de desconto. No rico Rio Grande do Sul, onde a folha do funcionalismo é paga parcelada… toda a plateia tem. Sim! Se estudantes e idosos quiserem lotar um evento na capital gaúcha, terão direito a pagar metade do preço de um cidadão como eu e você caro leitor. Não há limite! Aqui, um Teatro, Cinema, Auditório é obrigado a vender 100% dos ingressos para estudantes e idosos com desconto.

O que faz o empresário para proteger seu investimento? Aumenta o preço para todo mundo. Como já ensinou Milton Friedman: “Não há almoço grátis.”  Por isso, ontem, alguns malandros (certamente muitos deles falam mal dos políticos corruptos e acabam imitando eles em uma hora como essa) tentaram aplicar o golpe da carteirinha. Pensando que são “mais inteligentes”, usaram filhos, pais, avós… para comprar ingressos com desconto.

A organização do evento cobrou o documento, com o apoio no local do Procon. Para assistir ao show, muita gente teve que voltar para a bilheteria e pagar a diferença. Como malandro é o que não falta… Para não atrasar o início do espetáculo, houve um afrouxamento da fiscalização e alguns conseguiram passar. Torço para que nos próximos espetáculos sejam eles os parados nas “blitze das carteirinhas.”

Quem trabalha há muito tempo no setor me garante que ninguém gosta disso. Principalmente os empresários. O preço alto assusta e afasta o público. Uma ideia que está sendo testada em Natal/RN deve ser aplicada no Rio Grande do Sul em breve. Para quem não tem nenhum tipo de benefício, uma cota dos ingressos está sendo vendida a R$ 1,00. Funciona da seguinte forma: a pessoa compra o primeiro ingresso pelo preço cheio e no segundo ticket paga apenas um real. Na prática, ela está, como estudantes e idosos, tendo 50% de desconto.

“Queremos mostrar com isso que o preço está mais alto do que poderia ser, mas a lei faz com que ele fique mais alto e prejudique apenas alguns.” Da forma como a lei é hoje, são criadas distorções que impedem classes C,D e E de verem os grandes espetáculos. Pessoas com mais de 60 anos de renda baixa não conseguem acessar cinema, teatro ou shows mesmo com os descontos. Enquanto isso, os mais ricos se esbaldam. Mesmo caso para estudantes com dinheiro versus alunos de baixa renda. “A diferença dói no bolso do público que não tem carteirinha. Eles acabam pagando a conta do outro.”

Na próxima quarta-feira, no Rio de Janeiro, os principais empreendedores do “show-business” brasileiro se reúnem para decidir o que fazer. A ideia é que o setor pressione o Congresso para que vote uma legislação nacional para a questão da meia-entrada(há várias propostas em Brasília) e que aprovada uma lei, ela seja regulamentada rapidamente e depois sancionada pela presidenta Dilma. “Não temos como conviver sem uma regulamentação. Em cada Estado tem uma lei diferente e muitos municípios tem a sua própria. É a casa da Mãe Joana! Temos que acabar com isso.” Diz um dos empresários que participará do encontro. Ele me garante que nenhum empresário é contra a meia-entrada, mas se os políticos querem seguir fazendo proselitismo com o chapéu alheio, tem que haver contrapartida.

Em Porto Alegre, Sarkozy faz alerta sobre aumento de impostos proposto por Sartori, fala de futebol e mostra preocupação com imigração na Europa. Os bastidores da noite que reuniu empresários e políticos ao redor de Carla Bruni e do ex-presidente francês

Cidade Cultura Economia Mundo Negócios Notícias Poder Política

IMG-20150824-WA0000A cantora Carla Bruni e Nicolas Sarkozy, ex-presidente da França, estão em Porto Alegre para o show da artista hoje à noite no Teatro do Bourbon Country. O casal encantou aos presentes na recepção realizada na noite passada na residência de Claúdio e Rosângela Zaffari. A seleta lista de convidados incluía o governador José Ivo Sartori e o vice José Paulo Cairolli, o prefeito José Fortunati e os empresários Airton, Ivo e Pedro Zaffari, Ricardo Vontobel, Willian Ling, José Galló, Andre Gerdau Johannpeter, Nelson Sirotsky (que se transformou em fotógrafo e com seu celular fez o registro da chegada do casal ao jantar publicado hoje na página Informe Especial de Zero Hora), Julio Mottin, Carlos Konrath, Alberto Freitas, Leandro Melnick, entre outros. Alguns vieram de fora do Rio Grande do Sul, como o cônsul-geral da França em São Paulo, Damien Loras, o presidente da Cielo, Rômulo Dias, Flávio Rocha, CEO da rede varejista Riachuelo e Ciro Kawamura, da Vivo. Todos acompanhados das mulheres.

Apesar da presença do ex-presidente francês e dos nomes poderosos da política e do empresariado local e nacional, o evento foi tratado como social e em homenagem a Carla Bruni. Após uma rápida fala do anfitrião Cláudio Zaffari, Sarkozy fez questão de se apresentar apenas como marido de Carla. A um grupo de convidados, declarou ter ficado impressionado com a qualidade das casas de espetáculos brasileiras, mencionando a qualidade técnica dos Teatro do Bourbon em Porto Alegre e Bradesco em São Paulo.

Mesmo demonstrando interesse em questões culturais, o principal assunto de Sarkozi em uma das rodas de que participou foi o futebol. Torcedor do Paris Saint-German, mostrou total conhecimento dos jogadores do clube e elogiou muito Leonardo. Ele se mostrou muito próximo do brasileiro que é diretor de futebol do PSG e do do dono do Clube Nasser Al-Khelaïfi. Sobre o empresário do Catar, contou a história da tentativa de compra de Messi pelo time francês. Como os espanhóis do Barcelona FC, não falavam em valores para venda do craque argentino, o dono do PSG colocou sobre a mesa uma proposta de 200 milhões de euros. Os espanhóis disseram que por aquela quantia talvez vendessem um pé de Messi, mas completo o jogador valeria muito mais. A negociação se encerrou ali mesmo, sem que outra proposta fosse feita.

Sarkozy teria dito a alguns dos presentes que, estando em Paris, lhe avisassem para assistirem aos jogos do time francês ao lado dele no estádio Parc des Princes. O ex-presidente evitou falar de política tanto francesa quanto brasileira. Sobre o Brasil, falou das boas relações comerciais entre os dois países. Mesmo com essas boas relações é bom lembrar que ele não conseguiu vender aqui os aviões-caças Rafales para o governo brasileiro.

Sobre a França reconheceu que a questão mais delicada atualmente é enfrentar o problema relacionado aos 7 milhões de muçulmanos que vivem no País. Ninguém perguntou, mas fico curioso para saber se ele leu o livro “Soumission” (submissão, em português), do escritor Michel Houellebecq. Ele também fez referência a questão da imigração que preocupa a Europa como um todo.

Segundo alguns convidados, ao saber que o governador Sartori está propondo aumento de impostos, Sarkozy teria dito para que todos se deliciassem com a última ceia, porque depois que se aumentam impostos, não se baixa mais. Falando em ceia, o Chef Lucio preparou um cardápio brasileiro onde foram servidos moqueca de camarão, costela gaúcha (12 horas), pirarucu assado, palmito pupunha (elogiadíssimo por Sarkozy), terrine de aipim, arroz com castanhas e purê de batata-baroa. Nas sobremesas, predominaram os doces gaúchos como sagu, ambrosia, doce de abóbora, pudim de caramelo e baba de moça. Os vinhos e champagnes servidos foram franceses.

Com tantos empresários reunidos, mesmo sendo uma noite social, a conversa girou em torno da política e economia brasileira. Todos se mostraram preocupados com o futuro do país nos próximos dois anos. Sarkozy não opinou sobre isso. Uma das conversas paralelas que gerou curiosidade foi entre dois craques do varejo José Galló (Renner) e Flavio Rocha (Riachuelo) falaram a sós. Sobre o que não se sabe, mas imagina-se.

Carla Bruni, ficou encantada com a apresentação feita por Borghettinho e grupo, e pediu bis. (Aliás, se você quiser saber tudo sobre vida e obra do músico gaúcho compre já o livro escrito pelo meu amigo, grande jornalista Márcio Pinheiro: Esse tal de Borguettinho.)

A cantora franco-italiana Carla Bruni, de 47 anos, sobe ao palco, nesta segunda-feira, às 21h, no Teatro do Bourbon Country (Túlio de Rose, 80), em Porto Alegre. A apresentação da musa francesa na Capital é a primeira no Brasil. Quarta ele canta em São Paulo. “Esta cantora e compositora teve a adolescência embalada pelas músicas de “Vinicius de Moraes, Tom Jobim e Elis Regina”, confessou Carla, que vai apresentar a turnê do quarto CD, “Little French Songs” (2013).

Encerra hoje temporada de “Pinóquio” no Teatro Novo DC

Encerra hoje temporada de “Pinóquio” no Teatro Novo DC

Agenda Crianças Notícias

O espetáculo musical Pinóquio, que foi visto por mais de 18 mil pessoas desde março, faz última apresentação da temporada neste final de semana, às 17h de domingo, dia 12 de julho, na Sala Carmen Silva do Teatro Novo DC (Rua Frederico Mentz, 1.561 – Prédio D – Porto Alegre). Com adaptação e direção de Ronald Radde, a montagem, no entanto, segue com apresentações para escolas e instituições de ensino do projeto A Escola vai ao Teatro. A estreia do novo espetáculo infantil da Cia. Teatro Novo está prevista para a primeira quinzena de agosto.

Após receber um pedaço de madeira falante do seu amigo Mestre Cereja, o carpinteiro Gepeto cria o boneco dos seus sonhos para fazer-lhe companhia e lhe dá o nome de Pinóquio. O boneco aprende a andar e falar e, já nos seus primeiros passos, começa a se meter em confusões. Ao invés de ir para a escola, Pinóquio vai parar no Circo Cospe Fogo, se defronta com as artimanhas da Raposa e do Gato, deixando atônito o Grilo Falante (que é sua consciência), que não consegue ajudá-lo a ter discernimento. Como toda a criança, descobre a sua fada madrinha, a Fada Azul. Em seu percurso de transformação em um menino de verdade, Pinóquio descobrirá a solidão da condição humana na hora de escolher o melhor caminho. Fantasia e humor combinam neste clássico da literatura, indicado para todas as idades e concebido como um musical com vários instrumentos tocados ao vivo e entremeados com canções e coreografias.

SERVIÇO

Duração: 55 min

Recomendação etária: livre

Elenco

Pinóquio: Karen Radde

Gepeto: Luciano Pieper

Mestre Cereja, Cospe Fogo e Capitão: Juliano Passini

Gato “João” e Pavio: Vinícius Mello

Raposa “Gedeão”: Fabrízio Gorziza

Fada Azul e Mulher de Preto: Ellen D’avila

Grilo-falante: voz de Ronald Radde

ÚLTIMA APRESENTAÇÃO

Domingo, 12 de julho, às 17h

Sala Carmen Silva do Teatro Novo DC (Rua Frederico Mentz, 1.561 – Prédio)

Fone: 51 3374-7626 /3374-3722 / 9972-3468

facebook.com/teatronovodc

www.teatronovo.com.br

INGRESSOS

R$ 25,00 inteiro

R$ 17,50 – 30% de desconto para Clube ZH – titular e 01 acompanhante

R$ 12,50 – 50% de desconto – acima de 60 anos.

Crianças até 2 anos não pagam.