Cotado para assumir o Bolsa Família no governo Temer, Terra rebate Dilma. Deputado gaúcho também negou que PT seja o único que se preocupa com os pobres, e acusou o governo Dilma de reduzir a renda dos brasileiros e cortar orçamentos em saúde

Cotado para assumir o Bolsa Família no governo Temer, Terra rebate Dilma. Deputado gaúcho também negou que PT seja o único que se preocupa com os pobres, e acusou o governo Dilma de reduzir a renda dos brasileiros e cortar orçamentos em saúde

Notícias Poder Política

O deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS) publicou nota, na noite deste sábado, em que rebate declarações dadas pela presidente Dilma Rousseff, em discurso em Palmas (TO), em que voltou a se dizer vítima de um golpe, nessa manhã.

A petista acusou o PMDB de querer reduzir o Bolsa Família, que hoje atende 46 milhões de pessoas, aos 5% mais pobres do País, o equivalente a dez milhões. Dilma destacou, ainda, que o pedido de afastamento dela é motivado pelo fato de ter “escolhido gastar o dinheiro do governo com os mais pobres”.

Principal cotado para dirigir o programa como ministro do Desenvolvimento Social em um eventual governo de Michel Temer – caso Dilma seja afastada pelo Senado durante a semana -, Terra contestou a afirmação. Ele também negou que o PT seja o único que se preocupa com os pobres, e acusou o governo Dilma de reduzir a renda dos brasileiros e cortar orçamentos em saúde pública.

Veja a nota na íntegra:

“Diante do discurso disparatado da presidente Dilma, feito hoje em evento no Tocantins, sinto-me obrigado a fazer algumas reflexões:

A presidente Dilma fala de um Universo Imaginário, onde seu governo é perfeito e seu partido é o único que se preocupa com os pobres. A sociedade brasileira sabe que isso NÃO é verdade! Ao tentar manipular a opinião pública, ignora que sua gestão desastrada quebrou o país, e que, pedalando, reduziu a renda de todos os brasileiros, inclusive dos mais pobres. Foi o governo Dilma que fez os maiores cortes da história no orçamento social, diminuindo em R$ 20 bilhões os recursos da Saúde Pública em 2016. Só a inflação dos três últimos anos reduziu o poder aquisitivo do Programa Bolsa Família pela metade. Isso sem falar na rápida e brutal queda do mercado de trabalho, que está provocando desemprego em massa, aumentando o contingente de miseráveis na população brasileira. Na proposta do PMDB “Travessia Social” não existe uma linha sequer falando em diminuição dos recursos do ‎Bolsa Família, nem do número de famílias que participam dele. Vamos manter e aprimorar o programa. Até porque, com o desastre econômico que Dilma nos proporciona, é bem provável que aumente o número de famílias necessitadas. Mas também não podemos abrir mão de avaliar quem realmente necessita dele, de estimular o empreendedorismo nas parcelas mais pobres e de mudar a política econômica retomando o desenvolvimento no Brasil, o que beneficiará a todos. “

Em rede social, Temer fala como presidente e garante que manterá Bolsa Família. Petistas aproveitam post e chamam vice de golpista

Em rede social, Temer fala como presidente e garante que manterá Bolsa Família. Petistas aproveitam post e chamam vice de golpista

Notícias Poder Política

O vice-presidente da República, Michel Temer, afirmou por meio da rede social Twitter ser “mentira rasteira” a acusação de que acabaria com o programa Bolsa Família. Ele fez ainda elogios à Operação Lava-Jato e defendeu a unificação e pacificação. As mensagens de Temer nas redes sociais foram feitas um dia depois da divulgação de vídeos da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em que denunciam usurpação de poder e classificam o impeachment como “aventura golpista”.

Temer chegou a Brasília no fim da manhã deste sábado e está, no início desta tarde, no Palácio do Jaburu, recebendo aliados e parlamentares. O ex-ministro da Aviação Civil Eliseu Padilha e o senador Romero Jucá (PMDB-RR), também presidente do PMDB, são alguns dos políticos que estão com Temer. Inicialmente, o vice-presidente permaneceria em São Paulo no fim de semana, mas o PMDB resolveu reforçar as negociações após a ofensiva do governo, que conseguiu reverter alguns votos de deputados antes favoráveis ao impeachment. A reportagem completa está em O Globo.

É interessante no entanto observar o perfil de Temer no Twitter. Depois que o vice-presidente postou a mensagem: “Leio hoje nos jornais as acusações de que acabarei com o bolsa família. Falso. Mentira rasteira. Manterei todos programas sociais.”  Petistas famosos aproveitaram para atacar Temer e chama-lo de golpista:

13016899_1742908869261442_488342428_o

 

 

                                                                                                                                                                                                                                                      (Felipe Vieira com informações de O Globo)
Tarso usa Twitter para tratar sobre nome dele na planilha da Odebrecht

Tarso usa Twitter para tratar sobre nome dele na planilha da Odebrecht

Comunicação Direito Notícias Poder Política
O ex-governador Tarso Genro, não concedeu entrevistas falando sobre a presença do nome dele nas planilhas da Odebrecht. Tarso preferiu usar a conta @tarsogenro , no Twitter para divulgar a posição dele em diversos posts. Confira:

*Não esqueçam, quem primeiro informa das contribuições é quem as declara perante o TRE. É como fazem políticos sérios. Basta olhar no TRE.

*Solidariedade aos que receberam doações legais, de todos os partidos, e estão sendo alvo de mais esta divulgação calhorda e sem critérios.

*Vamos votar imediatamente a proibição de contribuição empresarial aos partidos e às campanhas! Aí os verdadeiros achacadores não querem.

*Todas as minhas contas foram aprovadas pelo TRE, sem caixa 2,e sem qualquer relação clandestina, com qualquer pessoa física e jurídica.
 *Está sendo feita de forma deliberada, a confusão, para minizar a evidência de contribuições ilegais a políticos, vestais do “impeachment”.
*Todas as contribuições dadas às campanhas que concorri foram legais, declaradas, e as contas aprovadas pelo TRE. Sem exceção.
Em meio a questionamentos sobre parentesco com deputado indiciado na Lava Jato… Farid Germano Filho autografa livro hoje na Casa de Cultura Mário Quintana

Em meio a questionamentos sobre parentesco com deputado indiciado na Lava Jato… Farid Germano Filho autografa livro hoje na Casa de Cultura Mário Quintana

Comunicação Notícias Poder Política

Fortemente questionado em sua conta do Twitter, pelo parentesco com o deputado federal José Otávio Germano, indiciado esta semana na Operação Lava Jato, o jornalista Farid Germano Filho usou a rede social para tratar do assunto. E não poupou o primo. Pré-candidato a vereador, Farid se prepara para tentar ingressar na vida pública e diz que tuítou para que todos conhecessem sua posição sobre o assunto. O deputado José Otávio não se pronunciou ainda sobre o indiciamento e nem comentou as postagens de Farid.12887388_1733016480250681_1943447849_o

Hoje, Farid realiza mais uma sessão de autógrafos do livro O QUE EU VI, NÃO CONTEI E AGORA VOU CONTAR. A obra tem parte da renda revertida para o Asilo Padre Cacique. Farid iniciou a carreira como repórter das Rádios Fandango e Cachoeira, atuou como correspondente da Tarobá/PR, no Rio Grande do Sul e em 1991 chegou a Porto Alegre, via Rádio Gaúcha. Aí não parou mais, na sequência trabalhou na  TVCOM e Rádio Farroupilha,  permanecendo por 15 anos no Grupo RBS. Em 2006 foi contratado pela Band RS, de onde saiu para atuar na Rádio Guaíba e  TV Record. Em 2012 foi contratado pela Rede Pampa, como comentarista de futebol da Rádio GreNal e TV Pampa. Hoje apresenta programas esportivos na TVE.

 

Capa-1-200x300Serviço

Livro: O que eu vi, não contei e agora vou contar

Autores: Farid Germano filho e Germano Maraschin

Local: Casa de Cultura Mário Quintana

Dia: 23 de março

Hora: 18h30

Preço: R$ 25,00