Temer cede e acena a devedores do fisco. Por apoio na Previdência, governo oferece descontos em multas e juros

Temer cede e acena a devedores do fisco. Por apoio na Previdência, governo oferece descontos em multas e juros

Em busca de votos para aprovar a reforma da Previdência, o governo cedeu nas negociações com o Congresso e concordou em permitir descontos de multas e juros no novo programa para regularização de dívidas de empresas com o fisco. O plano começou a ser discutido depois que o Congresso alterou proposta original do governo, incluindo vários benefícios para devedores.

A equipe econômica trabalha para reduzir ao mínimo a perda de arrecadação com o novo Refis. No limite, aceita descontos de atê 25% nas multas e 25% nos juros sob determinadas condições.
As discussões sobre o tema ainda estão em andamento. A expectativa de arrecadação, que antes era de cerca de R$ 8 bilhões, passou para em tomo de R$ 1 bilhão. Aversão proposta pela comissão especial criada no Congresso provocaria perda de receitas de R$ 23 bilhões.

Com as negociações, o governo estuda dois caminhos. Um deles seria o próprio Congresso votar uma emenda conciliadora. Outra opção seria deixar que a medida provisória do Executivo perdesse a validade e, então, enviar nova medida já com as condições negociadas. (Folha de São Paulo)

Destaque