Termina greve dos municipários após 17 dias de impasse na Capital; por Samantha Klein/Rádio Guaíba Decisão foi tomada em assembleia realizada na tarde desta quinta-feira. Foto: Samantha Klein/Rádio Guaíba

Termina greve dos municipários após 17 dias de impasse na Capital; por Samantha Klein/Rádio Guaíba

Os servidores municipais de Porto Alegre decidiram encerrar a greve da categoria, que completou hoje 17 dias. Eles se reuniram em assembleia geral, no Parque da Harmonia, e aceitaram o acordo com o Paço Municipal, que prevê reposição parcelada da inflação e a reposição do corte de ponto.

No início da semana, o prefeito José Fortunati, confirmou o reajuste parcelado, à revelia dos servidores. Ontem, ele também aceitou rodar uma folha suplementar, repondo o desconto de salário para quem aderiu à greve. Fortunati abriu, ainda, a possibilidade de adiantar a última das quatro parcelas previstas para o reajuste da inflação, de janeiro para dezembro, se as finanças municipais melhorarem até o fim do ano.

A perspectiva é de retomada no trabalho em todas as secretarias a partir desta sexta-feira. A decisão, contudo, não foi unânime e a categoria chegou à assembleia ainda dividida. Entretanto, conforme o diretor do Simpa, Raul Giacobini, houve avanços mesmo que parciais. “Nesse momento, ficou evidente que precisávamos verificar se a categoria ainda tinha força para manter a mobilização”.

A Prefeitura deve rodar a folha extra até o início de julho. O pagamento também já deve incluir a primeira parcela do reajuste, de 1,2% retroativa a maio. Depois, os servidores recebem 2% em outubro, 4,2% em dezembro e 1,6% em janeiro, com possível antecipação para dezembro.

Cidade Notícias Política Porto Alegre prefeitura

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *