Varejo prevê R$ 270 milhões com vendas de Páscoa Coelhinho quer renovar o guarda-roupas segundo pesquisa da AGV

Varejo prevê R$ 270 milhões com vendas de Páscoa

Para algumas pessoas, é impossível não pensar em Páscoa sem chocolate. Porém, há quem passe a data muito bem sem os tradicionais doces, e essa é a aposta dos lojistas do Rio Grande do  Sul. Pesquisa realizada pela Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo (AGV) aponta que 43,2% dos entrevistados gostariam de ganhar roupas, enquanto 38,6% optam pelos tradicionais chocolates, 18,2% livros e 15,9% cosméticos. Com isso, a expectativa é que o setor movimente R$ 270 milhões em vendas de produtos para a data, o mesmo arrecadado no ano passado.

Conforme o presidente da AGV, Vilson Noer, apesar da frágil confiança dos consumidores no atual cenário da economia nacional, a Páscoa carrega um simbolismo muito forte e as pessoas sempre compram ao menos uma lembrança. “Mesmo com o tíquete médio sendo o mesmo do ano passado, R$ 50,00, é possível equiparar as vendas deste ano com as de 2015, pela maior quantidade de itens apontados da pesquisa”.

O levantamento também aponta que 75% dos consumidores diminuirá o número de pessoas presenteadas, em relação ao ano passado. Um total de 45,5% presenteará de três a quatro pessoas, enquanto em 2015, a maioria dos entrevistados daria presentes para cinco ou mais pessoas. Os filhos receberão presentes de 61,4%, os cônjuges/namorados 59,1%, 36,4% presenteará os sobrinhos/afilhados, e 20,5% os pais. Entre os presentes de quem vai comprar, o chocolate lidera a preferência com 77,3% das indicações, seguido de roupas (29,5%) e brinquedos (22,7%).

As lojas de rua são as preferidas para comprar os presentes, conforme indicação de 54,5% dos consumidores. A pesquisa ainda revela que 59,1% pagará as compras com dinheiro, 36,4% com cartão de crédito e 18,2% com cartão de débito.

Economia Negócios Notícias Porto Alegre