VIII Prêmio Asdep de Jornalismo reconhece produções sobre atuação da Polícia Civil e Segurança Pública Em cerimônia nesta quinta-feira (25), premiação destacou quatorze profissionais em cinco categorias. Evento também contou com a participação de autoridades e associados. Fotos: Retratte Fotografia

VIII Prêmio Asdep de Jornalismo reconhece produções sobre atuação da Polícia Civil e Segurança Pública

Na noite desta quinta-feira, 25 de abril, a Associação dos Delegados de Polícia do Rio Grande do Sul (ASDEP) comemorou seu 59º aniversário durante a entrega do VIII Prêmio Asdep de Jornalismo. O reconhecimento é feito aos jornalistas que se destacaram nas categorias de Televisão, Impresso, Rádio, Online e Fotojornalismo, com produções voltadas para segurança pública e atuação da Polícia Civil. O evento aconteceu na sede da entidade e contou com a presença de associados, ex-presidentes, autoridades e convidados.

Durante a cerimônia, o presidente da Asdep, Delegado Cleiton Freitas, parabenizou a instituição pelo aniversário e reafirmou a importância do trabalho dos jornalistas. “Cumprimento a todos pelos 59 anos da Associação, atuando conforme o nosso lema: servir, proteger e lutar, buscando os direitos da sociedade. Também destaco o trabalho dos jornalistas, pois é através dele que a população sabe das nossas ações e do quanto nos doamos para garantir sua proteção”, declarou.

A Chefe de Polícia do Estado, Delegada Nadine Anflor, em seu discurso, reforçou que o trabalho do policial civil não seria o mesmo sem a imprensa. “Precisamos informar a sociedade sobre nossos

ASDEP2
Obrigado ASDEP

esforços, desafios e conquistas, e isso acontece, com tamanha repercussão, graças à imprensa. O nosso trabalho não teria a mesma disseminação vocês. Agradeço, em meu nome e da Instituição, por todo respeito e apoio para com a ASDEP”, afirma

Após a entrega das premiações, a Associação reservou um momento para reconhecimento a jornalistas que, ao longo de suas carreiras, dedicaram importante atenção ao trabalho da Polícia Civil em prol da segurança pública, sendo eles: Adriana Irion, do jornal Zero Hora; André Haar, da Record TV; Felipe Vieira, do SBT; Rafael Marconi, da Rádio Pampa; e Sabrina Thomazi.

A celebração também contou duas importantes homenagens. A Asdep entregou uma placa ao Presidente da União Gaúcha dos Policiais Civis (UGAPOCI), Mário Marcelino, em agradecimento aos benefícios oferecidos aos policiais civis do estado, nas áreas de saúde, lazer e cultura, desde a sua fundação, em 18 de abril de 1968. Ao final, o Grupo Life Brasil entregou homenagem para a Associação dos Delegados de Polícia, em comemoração a mais um aniversário e desejando sucesso nos anos que virão.

Confira a lista dos vencedores no VIII Prêmio Asdep de Jornalismo:

 

Bruna,Lu
Minhas colegas de SBT, Bruna Ostermann e Luciane Kohlmann foram premiadas na categoria TV. Foto: Calovi

Televisão
1° lugar – Bruna Ostermann (SBT) – Papo de responsa: alunos combatem violência escolar;
2º lugar – Luciane Kohlmann (SBT) – Agressões contra mulher crescem em 2018;
3º lugar – Fábio Almeida (RBS TV) – Ferros velhos virtuais;

Rádio
1º lugar – Cid Martins (Rádio Gaúcha) – Barões do crime: Policia Civil desarticula esquema de roubo de veículos, revenda de peças pela internet e lavagem de dinheiro;
2º lugar – Eduardo Matos(Rádio Gaúcha) – Na mira do crime: polícia e transportadoras unidas no combate ao roubo de carga;

Online
1° lugar – Marcelo Batista Brum de Brum (Qwerty Portal de Noticias) – Força tarefa da Polícia Civil desarticula 27º quadrilha de abigetários do Rio Grande do Sul;
2º lugar – Cid Martins (GaúchaZH) – Polícia Civil ataca finanças de quadrilha que adquiriu mais 30 imovéis com dinheiro ilícito;
3º lugar – Luana Parreira Rodrigues (Portal Gaz) – Do latrocínio à prisão: Como foi a morte do taxista Luciano Kappel;

 

Renato Dornelles
Com Renato Dornelles, uma referência para toda uma geração de jornalistas gaúchos. Foto: Adriana Irion ( Grande repórter e fotógrafa também)

Impresso
1° lugar – Fernanda Junkherr Szczecinsky (Gazeta do Sul) – O assassino do lago está preso;
2º lugar – Cíntia Marchi (Correio do Povo) – Combate Complexo;
3º lugar – Renato Dorneles (Diário Gaúcho) – Casas de papel;

Fotojornalismo
1° lugar – Lucas Amorelli (Pioneiro) – No rastro do Tráfico;
2º lugar – Lidiane Mallmann (Informativo do Vale) – Arsenal de guerra no Vale;
3º lugar – Fábio Pelinson (Alto Uruguai) – Polícia investiga morte violenta de taxista na FW.

Comunicação Destaque Direito Poder Política Segurança Trabalho