Zelotes: Deputado Afonso Motta nega participação em fraudes descobertas

O deputado federal Afonso Motta (PDT-RS) disse nesta quarta-feira ao jornalista Felipe Vieira, no Programa Agora, da Rádio Guaíba, estar surpreso ao ver seu nome citado nas investigações da Operação Zelotes da Polícia Federal, no esquema de corrupção do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). presidente jurídico e institucional da empresa até 2009, antes de se eleger. O parlamentar admitiu que participou de diversos processos da empresa até se desligar em 2009, e disse não ter conhecimento das investigações.

As fraudes investigadas no Carf foram descobertas a partir da Operação Zelotes, deflagrada pela PF em abril. O Carf funciona como tribunal administrativo, responsável por julgar recursos de empresas autuadas pela Receita Federal por deverem impostos. Segundo investigações, conselheiros recebiam propina para votar em favor de redução e até do perdão das dívidas. O contato era feito por intermediários. Lobistas, escritórios de contabilidade ou de advocacia eram responsáveis por cooptar empresas dispostas a pagar propina a conselheiros do esquema, em troca de influência nos resultados dos processos.

Direito Notícias Poder Política