Porto Alegre, terça, 21 de setembro de 2021
img

Capital terá workshop para aumentar empregabilidade de imigrantes

Detalhes Notícia

Notice: Trying to get property 'post_excerpt' of non-object in /home/felipevieira/www/site/wp-content/themes/felipevieira/detalhes-noticia.php on line 263

O workshop de capacitação de empresários da inciativa privada para a contratação de imigrantes e refugiados ocorre nesta quinta-feira, 14, a partir das 8h30, no Auditório Erico Verissimo da Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio-RS), localizado na avenida Alberto Bins, 665. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas aqui.

A oficina Como contratar migrantes em situação de vulnerabilidade em sua empresa busca tirar dúvidas sobre o processo de contratação, prestação de assistência, documentação, além de destacar os benefícios e a importância da integração e da diversidade para o desenvolvimento de estratégias corporativas. A iniciativa é da Organização Internacional de Migração (OIM/ONU), com a parceria da Unidade dos Povos Indígenas e Direitos Específicos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte.

O coordenador da Unidade dos Povos Indígenas de Direitos Específicos e do Comitê Municipal de Atenção aos Imigrantes, Mario Fuentes Barba, destaca que o evento é uma forma de desmistificar um preconceito que muitas vezes a sociedade pode vir a ter com os imigrantes, além de reconhecer e ressaltar a qualificação do imigrante, considerando suas potencialidades profissionais e intelectuais.

Já para a representante da agência da ONU para as migrações, Carla Lorenzi, a oficina visa a sensibilizar e capacitar empresários a respeito das ferramentas para a contratação dos imigrantes. “A expectativa da OIM é fortalecer o trabalho que vem sendo feito para a contratação e inclusão laboral desses migrantes, assim como qualificar o setor privado e fornecer uma rede de contatos e/ou encaminhamentos com organizações que trabalham com esta temática de inclusão socioeconômica de imigrantes e refugiados em todo o país.”

O Rio Grande do Sul é um dos estados com maior número de migrantes no país e o segundo estado que mais recebeu venezuelanos via o Programa de Interiorização do governo federal. Com uma forte economia agropecuária, indústria petroquímica e de calçados, os cerca de 100 mil migrantes de diversas nacionalidades que vivem em todo o território gaúcho podem oferecer incentivo à inovação, melhor desempenho na conquista de novos mercados e oportunidades para compartilhar aprendizados, além de crescer na interculturalidade, dentre muitos outros benefícios.

Temas da programação:
Dinâmica de sensibilização
Mitos e verdades sobre migração e refúgio no Brasil
Como atrair, selecionar e contratar migrantes
Mulheres migrantes e documentação
Responsabilidade social e empresarial