Porto Alegre, quinta, 02 de dezembro de 2021
img

NÚMERO DE RECUPERAÇÕES JUDICIAIS É BAIXO NO ESTADO

Detalhes Notícia

O número de pedidos de recuperação judicial de empresas gaúchas subiu de 15, em janeiro de 2019, para 23 em janeiro de 2020, segundo levantamento da Serasa Experian. Em ambos os períodos, oito pessoas jurídicas (PJs) tiveram o pedido deferido, enquanto três tiveram a recuperação concedida em janeiro de 2019 e uma em janeiro de 2020.

A instituição de análise de crédito aponta, ainda, que, em todo o Brasil, foram 94 pedidos feitos no primeiro mês deste ano, contra 95 realizados em janeiro do ano passado.

“Se considerarmos que existem 22 milhões de empresas ativas na Receita Federal, em operação no País, esse é um número bem baixo”, opina o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi. De acordo com o estudo, comparado a dezembro de 2019, houve queda de 21% com relação às 119 requisições feitas na época.

Outro levantamento, desta vez da Junta Comercial do Rio Grande do Sul, indica que, em janeiro de 2019, não foram validadas recuperações judiciais para empresas gaúchas, mas que, no início deste ano, o processo foi concedido para 14 PJs. Ainda que os dados sejam distintos, ambas as listas mostram uma certa estabilidade na saúde financeira dos negócios corporativos no Estado – isso quando se calcula uma média de recuperações judiciais do período: 20 em dezembro de 2018, frente a cinco em dezembro de 2019, segundo a Junta Comercial do Estado. Na análise dos dois levantamentos, também o número de falências decretadas entre as PJs gaúchas foi baixo.

Leia mais no Jornal do Comércio