Porto Alegre, terça, 25 de janeiro de 2022
img

PARASITA E FILMES BRASILEIROS INÉDITOS NA CINEMATECA

Detalhes Notícia
Sedução da Carne, de Julio Bressane, tem sessão inédita na Capital. Foto: Divulgação/PMPA

A Cinemateca Capitólio exibe, a partir desta terça-feira, 18, duas produções brasileiras inéditas em Porto Alegre: Sedução da Carne, dirigida por Julio Bressane, um dos mestres do cinema de invenção, e Calypso, obra experimental de Rodrigo Lima e Lucas Parente sobre o encontro entre a célebre ninfa do mar e o herói grego Ulisses. Na programação, também, Ainda temos a Imensidão da Noite, de Gustavo Galvão, e Açúcar, de Renata Pinheiro e Sergio Borges, que estiveram em cartaz na cidade nos últimos meses, ganham sessões até o dia 26 de fevereiro.

Parasita – Na quinta-feira, 20, a Cinemateca Capitólio promove mais uma reprise da concorrida sessão comentada de Parasita, dirigida pelo sul-coreano Bong Joon-ho. Participam do debate após a sessão Juliana Costa, Carla Oliveira e Giordano Gio, integrantes da Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul.

Os ingressos para a sessão de Parasita serão vendidos a partir de terça-feira, 18, nos horários de funcionamento da bilheteria da Cinemateca (13h30/15h30/17h30/19h30). O valor do ingresso é R$ 16, com meia-entrada para estudantes e idosos.

Estreias

Sedução da Carne – Brasil, 2018, 70 minutos, Direção: Julio Bressane

Uma escritora tenaz e delicada, viúva há três anos, se envolve em conversas frequentes com um papagaio. Entretanto, ela é observada por uma grande porção de carne crua.

Calypso – Brasil, 2018, 61 minutos, Direção: Rodrigo Lima e Lucas Parente

Inseridos dentro de um mundo caótico, Calypso e Ulisses vivem uma espécie de exílio particular.

Ainda temos a imensidão da noite – Brasil, 2019, 98 minutos, Direção: Gustavo Galvão

Cansada de lutar por um lugar ao sol com sua banda de rock, em que é trompetista e vocalista, Karen decide ir embora de Brasília. Ela segue os passos do ex-parceiro de banda, Artur, que tenta a sorte em Berlim. O convite parte de Martin, amigo alemão com quem forma um triângulo imprevisível. Meses depois, forçada a recomeçar em Brasília, Karen precisa entender o papel dela e da arte na cidade que o avô ajudou a construir.

Açucar – Brasil, 2017, 100 minutos, Direção: Renata Pinheiro, Sérgio Oliveira

Betânia é a herdeira de um engenho em estado de fogo morto, prestes a se transformar em ruínas. Ela resiste em vender o engenho, enquanto tenta reerguer a própria vida.

Sessões e horários de 18 a 26 de fevereiro de 2020

Terça-feira, 18

14h – Adoniran – Meu Nome é João Rubinato

16h – Ainda Temos a Imensidão da Noite

18h – Calypso

20h – Sedução da Carne

Quarta-feira, 19

14h – Adoniran – Meu Nome é João Rubinato

16h – Ainda Temos a Imensidão da Noite

18h – Sedução da Carne

20h – Calypso

Quinta-feira, 20

14h – Açúcar

16h – Ainda Temos a Imensidão da Noite

17h45 – Calypso

19h – Parasita

Sexta-feira, 21

14h – Açúcar

16h – Ainda Temos a Imensidão da Noite

18h – Sedução da Carne

20h – Retrato de uma Jovem em Chamas

22 a 25 de fevereiro – Recesso de carnaval

Quarta-feira, 26

14h – Açúcar

16h – Ainda Temos a Imensidão da Noite

18h – Calypso

20h – Retrato de uma Jovem em Chamas