Porto Alegre, segunda, 27 de junho de 2022
img

Grande Rio leva Estandarte de Ouro de melhor escola do Grupo Especial. Agremiação ainda foi premiada em samba-enredo, puxador, baianas e na categoria especial Fernando Pamplona; por Carolina Heringer e Carolina Callegari

Detalhes Notícia
"Respeita o meu axé": frase do samba foi estampada no tripé da comissão de frente Foto: BRENNO CARVALHO / Agência O Globo

A Acadêmicos da Grande Rio foi eleita pelo júri do Estandarte de Ouro como a melhor escola do Grupo Especial deste ano. A agremiação também foi premiada em mais quatro categorias: samba-enredo, puxador, baianas e Fernando Pamplona, criada este ano. A escola homenageou o pai de santo Joãozinho da Gomeia, buscando seu primeiro título completamente renovada, com a estreia da dupla de carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora (ex-Cubango). Evandro Malandro foi premiado como melhor puxador.

O puxador Evandro Malandro embalou o público com o samba-enredo “Tata Londirá – o canto do caboclo no quilombo de Caxias”, ambos premiados. A categoria especial Fernando Pamplona, que destaca as criações com poucos recursos, também ficou com a verde, vermelha e branca pela criação de seu abre-alas. A colorida ala das baianas também foi premiada.

O Estandarte de Ouro é organizado desde 1972 pelo GLOBO. O troféu também tem a participação do jornal Extra. A premiação tem 15 troféus para o Grupo Especial e dois para a Série A, vencidos este ano pela Imperatriz Leopoldinense (melhor escola) e pela Acadêmicos de Santa Cruz (melhor samba-enredo da série A).

Leia a íntegra em O Globo.