Porto Alegre, terça, 07 de dezembro de 2021
img

Provocado por Bolsonaro, Congresso racha e discute dividir verbas após atos de domingo

Detalhes Notícia
Filho do presidente assina carta em que deputados pedem que governo retire um dos projetos enviados. Pablo Valadares - 19.dez.2019/Agencia Câmara

Um racha entre partidos de centro ameaça deixar para depois das manifestações do dia 15 de março a análise dos textos enviados pelo governo Jair Bolsonaro para a divisão do chamado Orçamento impositivo.

Nesta terça-feira (10), as tentativas de aprovar os projetos de lei sobre a divisão de recursos federais fracassaram. O controle do dinheiro público motivou mais uma crise entre Planalto e Congresso. Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), estavam dispostos, até a noite desta terça, a liquidar o assunto nesta semana e votar os textos. Uma parte das siglas do chamado centrão pressiona a cúpula do Congresso para votar ainda nesta quarta-feira (11) os projetos com o objetivo de virar a página.

Leia mais na Folha de S.Paulo