Porto Alegre, quinta, 02 de dezembro de 2021
img

Irã abre valas visíveis do espaço para enterrar vítimas do coronavírus

Detalhes Notícia
Sepultamento ocorre em trincheiras com mais de 100 metros de comprimento; país pede ajuda ao FMI pela primeira vez desde 1962 para combater epidemia

O site do jornal O Globo informa que o Irã, país que já registrou oficialmente 10 mil casos de coronavírus, está escavando valas visíveis do espaço para enterrar suas vítimas. O jornal “Washington Post” divulgou esta quinta-feira imagens de satélite de duas grandes trincheiras que, somadas, tinham no final de fevereiro um comprimento de 100 metros. 

A escavação é realizada no complexo de Behesht-e Masoumeh, o maior cemitério de Qom, cidade xiita a cerca de 180 quilômetros de Teerã, onde surgiram os primeiros casos de infecção no país. Em Qom estão mais de 800 casos confirmados de coronavírus.

De acordo com analistas e vídeos divulgados em redes sociais, a dimensão das valas e a velocidade com que foram construídas sugerem que os ritos fúnebres tradicionais foram abandonados. As estatísticas do governo foram mais uma vez colocadas em xeque — especialistas sugerem que o número de vítimas do coronavírus no Irã seja até quatro vezes maior do que o divulgado pelas autoridades do país.

Leia mais em O Globo