Porto Alegre, sábado, 02 de julho de 2022
img

Pesquisadores gaúchos ajudam na coleta de informações sobre SARS-CoV-2

Detalhes Notícia
Tecnologia vai ajudar a identificar 1720 genomas diferentes do vírus /RONARA BLOS HEPP/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Tão rápida quanto a disseminação do novo coronavírus tem sido a produção de dados sobre o SARS-CoV-2, vírus responsável pela pandemia de Covid-19. Pensando em transformar essas informações em conhecimento, pesquisadores de todo o mundo estão participando de pesquisas que buscam entender o microrganismo e, com isso, sugerir novos tratamentos e medidas de prevenção. No Brasil, uma dessas pesquisas está sendo coordenada pela Universidade do Vale do Taquari (Univates), em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (Ufcspa).

Professor do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia e coordenador da pesquisa, Luís Fernando Saraiva Macedo Timmers explica que a ideia surgiu a partir de uma conversa com amigos que, assim como ele, trabalham na área da bioinformática. “Quando começaram a sair as diversas notícias sobre o SARS-CoV-2, pensamos que seria uma boa oportunidade para aplicarmos as técnicas que utilizamos no nosso dia a dia da pesquisa para tentar compreender melhor o vírus”, afirma ele, que está iniciando a linha de pesquisa na área da bioinformática na Univates.

Leia mais no Jornal do Comércio