Porto Alegre, sexta, 19 de agosto de 2022
img

Número dois da Saúde diz que estudo sobre uso de plasmas em pacientes evolui 'muito bem' e terá desfecho em breve

Detalhes Notícia
Ministério da Saúde analisa vários possíveis tratamentos para a doença. O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, diz que próximos dias devem sair resultados de estudos sobre novos tratamentos Foto: Jorge William / Agência O Globo

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, disse que, além da cloroquina, os testes mais avançados de novos tratamentos para a covid-19 são provavelmente usando o plasma do sangue de pacientes curados. O plasma contém anticorpos para a doença e pode ajudar quem está lutando contra a doença. Já a cloroquina é um remédio usado para a malária e outras enfermidades, e está sendo usada experimentalmente agora, principalmente em pacientes graves com o novo coronavírus.

Segundo o último boletim do ministério, a covid-19 já infectou 17.857 pessoas no país, matando 941.

— Além da cloroquina, provavelmente o mais próximo de ter algum desfecho é o uso de plasma de pacientes que já têm anticorpos no seu organismo. Está evoluindo muito bem, o pessoal está trabalhando nessas novas possibilidades terapêuticas — disse Gabbardo, que é o número dois da pasta, abaixo apenas do ministro Luiz Henrique Mandetta.

Leia mais em O Globo