Porto Alegre, sexta, 19 de agosto de 2022
img

Brasil entre 30 países que receberão fundos da FAO para biodiversidade; ONU News

Detalhes Notícia
Projeto do Brasil e Uruguai será na Lagoa Mirim, localizada na fronteira, e que é habitat de milhões de aves migratórias. Projeto do Brasil e Uruguai será na Lagoa Mirim, localizada na fronteira, e que é habitat de milhões de aves migratórias. ONU News/Dina Neskorozhana

 

 

A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, FAO, saudou o recebimento de um fundo de US$ 176 milhões para executar projetos de biodiversidade em 30 países. A iniciativa inclui o Brasil, a única nação de língua portuguesa no grupo.

Reversão
O dinheiro foi destinado à FAO pelo Conselho da Global Environment Facility, uma organização parceira. Ao todo, serão executados 24 projetos para adaptação à mudança climática, promoção de sistemas sustentáveis de alimentação, salvaguarda de águas internacionais e reversão da degradação do solo. A proteção da biodiversidade é o tema do Dia Mundial do Meio Ambiente, marcado nesta sexta-feira.

Os programas querem mitigar o impacto das crises ambientais globais sobre a produtividade e a sustentabilidade dos sistemas agrícolas em cincos continentes.

Fronteira do Brasil com Uruguai
Além do Brasil, a iniciativa inclui Nicarágua, Guiné, Quênia, Uzbequistão, Uruguai, Iêmen e Jordânia, entre outros.

Segundo a FAO, Brasil e Uruguai deverão utilizar os recursos do programa para gerenciar a Lagoa Mirim, localizada na fronteira entre os dois países. O sítio de água doce atrai milhões de aves migratórias.

Leia mais em ONU News