Porto Alegre, quinta, 02 de dezembro de 2021
img

"Apesar de críticas justificadas, governo Bolsonaro tem feito muita coisa certa"; Deutsche Welle

Detalhes Notícia
Para CEO da Mercedes no Brasil e na América Latina, Bolsonaro acertou ao flexibilizar leis trabalhistas e oferecer assistência financeira em meio à crise. Philipp Schiemer defende, porém, a necessidade de mais reformas. Schiemer encontra méritos na linha adotada pelos dirigentes brasileiros na pandemia do coronavírus. @Getty Images/AFP/S. Lima

 

 

A crise do coronavírus deve causar atrasos e fechamentos de algumas empresas, mas o cenário não será ruim para todas, avalia Philipp Schiemer, diretor executivo da montadora Mercedes-Benz no Brasil e América Latina. O também presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK São Paulo) vê ainda com bons olhos medidas adotadas pelo presidente Jair Bolsonaro para amenizar os impactos econômicos da pandemia.

Falando à DW, ele reconhece as falhas do governo Bolsonaro, tanto seu procedimento nos incêndios na Amazônia, que contribuiu para selar o destino do acordo Mercosul-União Europeia, quanto as constantes escaramuças políticas em público, desacreditando o país. “Não há dúvida: o Brasil e a América Latina se tornaram bem menos atraentes no mundo”, destaca.

Ainda assim, Schiemer encontra méritos na linha adotada pelos dirigentes brasileiros na pandemia do coronavírus, ao fornecer ajuda financeira à população “de forma rápida e eficiente” ou flexibilizar as leis trabalhistas, evitando demissões em massa, como nos Estados Unidos. E, apesar de tempos duros pela frente, ele não considera negativas as perspectivas para todas as empresas alemãs no Brasil.

Schiemer já esteve três vezes no Brasil pela Mercedes: na difícil fase da hiperinflação, encerrada através do Plano Real; depois no boom econômico de 2004 a 2009. E por último, desde 2013, quando o país caiu em recessão, depois estagnou, e agora vai despencar novamente. Em seus 15 anos de Brasil, Schiemer já vivenciou dois impeachments.

Leia mais em Deutsche Welle