Porto Alegre, quarta, 29 de junho de 2022
img

RS: Marcopolo antecipa crise e vende soluções em biossegurança; Correio do Povo

Detalhes Notícia
Fabricante criou marca BioSafe com intuito de oferecer saídas para setor de transportes e viu sistema se expandir para segmento hoteleiro e esportivo. Posição dos assentos foi reconfigurada e agora uma cortina separa os passageiros | Foto: Edypo Alaniz / DC Multimidia / Divulgação

 

 

A unidade da Marcopolo na China acendeu o alerta, em janeiro deste ano: o novo coronavírus, que estava explodindo em Wuhan, chegaria em breve ao Brasil. Sem duvidar da previsão, pois já havia casos em outros países que certificavam o potencial pandêmico da doença, a fabricante gaúcha montou um plano de contingência em Bento Gonçalves e determinou que outra equipe também planejasse o momento pós-crise, mesmo sem saber o que vinha pela frente. Em seguida, por meio da Next, célula de inovação da empresa montada em 2019, desafiou startups a apresentar projetos eficazes contra a pandemia. Poucos meses depois, nascia a BioSafe, um kit de serviços contra o vírus que ressignificou o setor de transportes e ganhou adeptos no segmento hoteleiro e esportivo.

Um dos primeiros produtos a ser lançado ao mercado foi o sistema Fog in Place (FIP), adquirido de uma startup e adaptado ao ambiente interno dos ônibus da Marcopolo. Utilizando a nanotecnologia, a máquina libera uma névoa seca de micropartículas, eliminando em 15 minutos vírus e bactérias presentes no ar ou superfícies. Em seguida, a empresa implantou a desinfecção de banheiros por luz UV-C, que também é usada em ar-condicionado. O novo layout dos veículos foi o passo seguinte. A empresa reconfigurou as posições dos assentos (apenas um em cada lado), inseriu uma cortina para separar os dois corredores ao meio e instalou proteção para motoristas e cobradores.

Leia mais no Correio do Povo