Porto Alegre, terça, 09 de agosto de 2022
img

Porto Alegre: Duzentos leitos desperdiçados na Capital; Correio do Povo

Detalhes Notícia
Hospital Parque Belém foi oferecido à Prefeitura para ser usado na mobilização do combate à pandemia de coronavírus. Casa de saúde está fechada por dívidas com a gestão municipal | Foto: Guilherme Almeida / CP Memória

 

 

Impasses judiciais e falta de repasses impedem que mais de 200 leitos sejam disponibilizados para tratamento da Covid-19 em Porto Alegre. É o caso do Hospital Parque Belém, na avenida Oscar Pereira, bairro Azenha, conforme reportagem desta sexta-feira no Jornal da Record. Fechada desde 2017, a instituição ofereceu à prefeitura, sem qualquer custo, a estrutura física para auxiliar no combate ao novo coronavírus. No entanto, o presidente da casa de saúde, Luiz Augusto Pereira, diz que o ofício, enviado ainda em abril, foi ignorado pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior.

“Com pequenas adequações, o hospital poderá ser usado durante a pandemia”, garante Pereira. A unidade possui centro cirúrgico, camas hospitalares, aparelhos de anestesia, bombas de infusão, respiradores mecânicos e um tomógrafo, equipamento fundamental para o diagnóstico precoce da Covid-19. Atualmente, toda esta estrutura está parada. “Não pedimos nada ao senhor prefeito. Apenas, em nome da população, queremos que ele utilize esta estrutura”, frisa Pereira. Segundo o ofício, o hospital estaria à disposição do Município até dezembro de 2020.

Leia mais no Correio do Povo