Porto Alegre, quinta, 23 de setembro de 2021
img

PIB do Rio Grande do Sul reage e sobe 12,9% no 3º trimestre de 2020; Jornal do Comércio

Detalhes Notícia
Na indústria, maior alta foi de eletricidade e gás, água, esgoto e limpeza urbana, com alta de 44,1% WHATWOLF VIA FREEPIK.COM/DIVULGAÇÃO/JC

Depois de um tombo monumental no segundo trimestre do ano, efeito dos danos da largada da pandemia e da estiagem, o Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Sul no terceiro trimestre dá um respiro entre alívio e expectativa para o fechamento do ano e a transferência de efeitos da falta de chuva e sobre recrudescimento da Covid-19 para 2021.

De julho a setembro, O PIB trimestral teve alta de 12,9% em relação ao trimestre anterior, de abril a junho, quando o indicador caiu 13,7% também no confronto com o primeiro trimestre – ante o mesmo segundo trimestre de 2019, a queda bateu em 17,1%

Os números foram divulgados no começo da tarde pelo Departamento de Economia e Estatística (DEE), que sucedeu a extinta Fundação de Economia e Estatística (FEE). O DEE é um braço da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG).

Na comparação com o terceiro trimestre do ano passado, o desempenho mostra danos da crise sanitária e ainda das perdas em culturas de verão. O PIB teve queda de 4,1%. Devido à pandemia, a análise considerando a relação com o segundo trimestre é decisiva, considerando as condições para a atividade econômica.

Leia mais no Jornal do Comércio