Porto Alegre, terça, 07 de dezembro de 2021
img

Volta à 'bandeira normal', citada por Bolsonaro, pode triplicar reajuste para 2022; O Globo

Detalhes Notícia
Levantamento da consultoria PSR aponta reajuste de 5% para o ano que vem. Sem a bandeira de Escassez Hídrica, taxa pode triplicar. Crise hídrica: brasileiro deve pagar a conta da escassez até 2025 Foto: Caio Coronel/Itaipu/Divulgação

 

 

A medida anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro, na quinta-feira, de determinar ao Ministério de Minas e Energia (MME) a volta da “bandeira normal” nas contas de luz pode gerar um aumento maior que o previsto nas tarifas de eletricidade em 2022. Cálculos da PSR, uma das consultorias mais renomadas do setor elétrico, indicam aumento de 5% na energia elétrica no próximo ano.

A projeção é considerada conservadora, pois engloba a alta do dólar e o custo que ainda não foi integralmente coberto de acionar usinas termelétricas, mas não inclui, por exemplo, o aumento dos combustíveis que são usados nestas usinas, como gás e diesel.

Caso a bandeira de Escassez Hídrica seja cancelada, o reajuste esperado para 2022 pode até triplicar.

Leia mais em O Globo