Porto Alegre, sexta, 20 de maio de 2022
img

RS: FRENTE PARLAMENTAR EM DEFESA DO MOVIMENTO ERS 118 SEM PEDÁGIO É INSTALADA NA ALRS

Detalhes Notícia
Foto: Divulgação

Iniciativa do deputado Tiago Simon, a Frente Parlamentar em Defesa do Movimento ERS 118 Sem Pedágio foi instalada na Assembleia Legislativa no início da tarde desta terça-feira (9). O parlamentar destacou que a mobilização foi originada de forma espontânea, organizada e promovida por cidadãos e entidades com intenção de preservar os legítimos interesses da sociedade, como a liberdade.

Com presenças de outros nove deputados, prefeitos, vereadores, lideranças e representantes de entidades da sociedade civil, Tiago Simon ressaltou “a importância da iniciativa em função da sensibilidade e da percepção desse público sobre a real dimensão das nefastas consequências que tal imposição por parte do governo do Estado poderá acarretar por incontáveis 30 anos”.

Tiago Simon sabe que concessões, em inúmeras ocasiões, são importantes para a captação de investimentos privados, para a infraestrutura, mas esse não é o caso da ERS 118, pois seria um pedágio em perímetro urbano, em trecho com fluxo doméstico e diário, já que são cerca de 50 mil moradores de Alvorada e 90 mil de Viamão que seriam diretamente afetados em seus custos de deslocamento, duas das cidades mais pobres do Rio Grande do Sul.

“A eventual implantação de pedágio na ERS 118 impactaria em aumento de preços de serviços e produtos, a migração de empresas e o aumento do desemprego, ou seja, seus impactos sociais e econômicos seriam devastadores, além de isolar essas duas cidades”, ponderou o deputado.

Tiago Simon lembra o projeto prevê obra de duplicação de 16 quilômetros com investimento em torno de R$ 100 milhões, com arrecadação prevista da praça de pedágio em R$ 4 bilhões ao longo de três décadas. Além disso, o parlamentar destaca que a ERS 118 foi duplicada recentemente a um custo de R$ 400 milhões para o Estado, em obra que durou mais de 20 anos para conclusão.

Portanto, essa não é uma ação contra o Estado ou o governo, é a expressão da angústia e da preocupação de comunidades inteiras com o pedágio iminente que vai lhes custar enormes prejuízos e ainda mais dificuldades. Pela ERS 118 sem pedágio!