Porto Alegre, sábado, 02 de julho de 2022
img

RS: Martinewski assume AJURIS em 1º de fevereiro

Detalhes Notícia
Desembargador Cláudio Martinewski - AJURIS

O desembargador Cláudio Martinewski assumirá a presidência da Associação dos Juízes do RS (AJURIS) em 1º de fevereiro para o biênio 2022-23. Eleito no dia 8 de dezembro, o magistrado substitui o juiz de Direito Orlando Faccini Neto, que deixa o cargo após dois anos de gestão. A solenidade restrita a convidados ocorrerá a partir das 17h, no auditório Mondercil Paulo de Moraes, localizado na sede do Ministério Público do RS. O evento contará com transmissão ao vivo pelo Canal no Youtube da Associação.

A ocasião ainda será responsável por empossar os novos membros da diretoria executiva: o vice-presidente Administrativo, Cristiano Vilhalba Flores, o vice-presidente de Patrimônio e Finanças, Thiago Dias da Cunha, o vice-presidente Cultural, Daniel Neves Pereira, a vice-presidente Social, Amita Leão Barcellos Milleto, a vice-presidente de Aposentados, Helena Ruppenthal Cunha, a diretora da Escola da Magistratura, Patrícia Laydner, e a vice-diretora, Clarissa Costa de Lima. Também tomam posse o diretor do Departamento de Assistência à Saúde (DAS), José Eugênio Tedesco, e os subdiretores Paulo Augusto Monte Lopes, Marcelo Mairon Rodrigues e Flávio Mendes Rabello, além dos 15 membros do Conselho Deliberativo e três do Conselho Fiscal.

Perfil: Cláudio Martinewski
Natural de Porto Alegre, Martinewski é graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica (PUCRS), com especialização em Direito Tributário pelo Instituto Brasileiro de Direito Tributário e MBA em Administração do Poder Judiciário pela Fundação Getúlio Vargas.

Ingressou na magistratura como pretor em 1987 e, em 1990, assumiu como juiz, atuando nas comarcas de Encantado, Dom Pedrito e Porto Alegre, onde atuou na 6ª Vara da Fazenda Pública. Foi juiz-corregedor no Tribunal de Justiça do RS (TJRS), diretor da Escola da Magistratura da AJURIS e diretor do Foro da Capital. Em 2014, foi promovido a desembargador e passou a integrar a 23ª Câmara Cível do TJRS.

O desembargador também sempre teve ativa vida associativa, com especial dedicação às atividades de melhorias e qualificação do serviço público. Foi presidente da União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública, secretário-executivo do Plano de Gestão pela Qualidade do Judiciário, conselheiro do Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Sul (IPERGS) e integrante do Fórum Interinstitucional Previdenciário do TRF – 4ª Região, em representação do Poder Judiciário estadual. Na AJURIS, foi vice-presidente de Patrimônio e Finanças e vice-presidente Administrativo.