Porto Alegre, terça, 24 de maio de 2022
img

Para lutar contra inflação, Boris Johnson propõe reduzir número de funcionários públicos no Reino Unido; RFI

Detalhes Notícia
Boris Johson estuda formas de dar uma resposta ao aumento de preços no Reino Unido. AP - Dominic Lipinski

 

 

Diante da pressão da opinião pública, o governo britânico resolveu agir contra o aumento geral de preços no país. O primeiro-ministro Boris Johnson se recusa, por enquanto, a impor um imposto aos fornecedores de energia para financiar uma ajuda às famílias mais atingidas e aposta na redução do número de funcionários públicos para gerar economia, conforme anúncio feito nesta sexta-feira (13).

Suprimir 90.000 postos de trabalho na função pública permitiria, segundo o governo britânico, liberar £ 3,5 bilhões por ano, dinheiro que poderá ser utilizado para medidas de apoio às famílias diante da inflação ou cobrir cortes de impostos.

De acordo com o Executivo, a medida afetaria até um quinto da força de trabalho atual. Isso significa voltar ao número de funcionários de 2016, o nível mais baixo desde a Segunda Guerra Mundial.

“Trata-se de voltar ao serviço público que tínhamos em 2016”, disse Jacob Rees-Mogg, secretário de Estado para o Brexit e eficiência do governo, à Sky News.

Leia mais em RFI