Porto Alegre, quarta, 25 de maio de 2022
img

'Diálogo sim, joelhos dobrados por submissão, jamais', diz Fachin sobre interferência nas eleições; O Globo

Detalhes Notícia
Em discurso no Congresso Brasileiro de Magistrados, em Salvador (BA), ministro reafirmou que não vai permitir "a subversão do processo eleitoral". O presidente do TSE, ministro Edson Fachin Foto: Abdias Pinheiro / SECOM/TS/12/05/2022

 

 

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, afirmou nesta sexta-feira que não vai permitir “a subversão do processo eleitoral”. Em discurso de cerca de 30 minutos no Congresso Brasileiro de Magistrados, em Salvador (BA), ele cobrou o respeito de “todos os poderes” ao processo eleitoral e disse que “para remover a Justiça Eleitoral de suas funções”, antes seria preciso removê-lo da presidência da Corte. “Diálogo sim, joelhos dobrados por submissão, jamais”, afirmou.

Fachin têm utilizado seus discursos nas últimas semanas para reforçar a credibilidade do processo eleitoral brasileiro e a segurança das urnas. A postura acontece também em resposta aos posicionamentos do presidente Jair Bolsonaro (PL), que voltou a lançar dúvidas sobre o sistema de votação da Justiça Eleitoral — embora nunca tenha apresentado nenhum indício —, sugeriu auditoria paralela por meio de seu partido e tem incentivado a atuação das Forças Armadas junto ao TSE.

Leia mais em O Globo