Porto Alegre, domingo, 14 de agosto de 2022
img

Avenida Farrapos tem sinais de abandono e degradação em Porto Alegre, por Felipe Faleiro/Correio do Povo

Detalhes Notícia
Além de ocorrências de furtos e trânsito caótico, os edifícios estão abandonados, pichados e com aspecto de deterioração extrema. Avenida Farrapos tem sinais de abandono e degradação visíveis a quem transita ou vive nelas | Foto: Guilherme Almeida

 

 

A avenida Farrapos, uma das mais importantes da zona Norte de Porto Alegre, via de entrada e saída da Capital, tem sinais de abandono e degradação visíveis a quem transita ou vive nela. Antigamente símbolo da pujança econômica da Capital, apresenta hoje prostituição, muitos moradores de rua, carrinheiros, consumo de drogas, ocorrências de furtos, trânsito caótico, além de edifícios abandonados, pichados e com aspecto de deterioração extrema.

A Farrapos, avenida inaugurada na década de 1940, durante a gestão do prefeito José Loureiro da Silva, é conhecida por apresentar diariamente um dos trânsitos mais caóticos de Porto Alegre. Em dias de chuva, como nesta quinta-feira, a situação se agrava, com o acúmulo de água suja e lixo se somando aos problemas já existentes. Motoristas disputam espaço no trânsito diário no local, enquanto, nas calçadas, pedestres precisam muitas vezes desviar destes transeuntes.

A prefeitura tem, em andamento, o projeto de revitalização do 4º Distrito, cujas placas são visíveis em muitas esquinas, acima do nome das ruas. Estas indicações, porém, contrastam com a vulnerabilidade social existente. Na larga avenida, onde há o primeiro corredor de ônibus da cidade e muitos comércios fechados, os relatos são mais consistentes.

Leia mais no Correio do Povo