Porto Alegre, sexta, 19 de agosto de 2022
img

Bolsonaro e Lula não mandam representantes para discutir propostas com investidores, por Rosana Hessel/Correio Braziliense

Detalhes Notícia
Líderes nas pesquisas eleitorais, Bolsonaro e Lula não mandam representantes para discutir propostas para a economia em encontro com empresários e investidores. Adversários criticam postura e política fiscal do atual governo. (crédito: Rosana Hessel/CB/D.A Press)

 

 

A poucos dias do início da campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro (PL) e seu principal rival, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), continuam evitando debates sobre as respectivas propostas econômicas. Foi o que ocorreu ontem, em evento organizado pela XP Investimentos, em São Paulo, com a presença de empresários, investidores e figuras de renome internacional.

“O atual governo gosta de fazer palestras sem debate”, criticou a economista e advogada Elena Landau, ex-diretora do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), coordenadora do programa econômico da candidata à presidência Simone Tebet (MDB).

A economista falou no início do painel “Desafios do presente e do futuro: Debate sobre os caminhos da economia brasileira”. A ideia dos organizadores era colocar os responsáveis pelas propostas econômicas dos quatro candidatos mais bem colocados na corrida presidencial. Além de Elena Landau, participou do debate o economista e professor da Fundação Getulio Vargas (FGV) Nelson Marconi, que integra o time econômico do ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT).

Leia mais no Correio Braziliense