Porto Alegre, sábado, 13 de julho de 2024
img

Porto Alegre: Fábrica do Futuro promove evento sobre mercado audiovisual e trilhas sonoras neste sábado

Detalhes Notícia
Atividade com entrada franca contará com nomes como Walter Lima Jr (foto), Flávia Lacerda, Sandro Rodrigues, André Morais e Valéria Barcelos.

 

Neste sábado, 26 de novembro, a Fábrica do Futuro promove mais uma edição do Fábrica Talks, desta vez voltado para o mercado audiovisual e trilhas sonoras. O Fábrica Talks Especial Audiovisual traz a Porto Alegre importantes protagonistas da área de distribuição, plataformas de streaming, direito autoral, produção de trilhas sonoras, agregadoras e realizadores, para discutir as transformações e prospecções no mercado audiovisual.

Adonis

O evento gratuito conta com dois painéis e atrações musicais. A advogada especialista na área de Mídia e Entretenimento Raquel Lemos, o responsável pelas operações nacionais e Internacionais da SOCINPRO (Sociedade Brasileira de Administração e Proteção de Direitos Intelectuais) Adonis Marcelo e o diretor e compositor André Moraes falam sobre  Trilhas sonoras e direito autoral no mercado audiovisual.

Às 18h, Flávia Lacerda, diretora e analista de desenvolvimento de títulos de ficção para empresas como HBO MAX, Sandro Rodrigues, CEO da H20 Distribuidora, e o cineasta Walter Lima Jr, participam de conversa sobre as transformações e desafios do mercado audiovisual. O encontro também é um momento de celebração do audiovisual brasileiro, comemorando os 84 anos de Lima Jr, que compartilhará com a plateia suas histórias e olhares sobre 55 anos de trajetória no audiovisual brasileiro.

Encerrando a programação, a multiartista Valéria Barcellos, acompanhada de Moraes, se apresenta em um pocket show. Nos intervalos das conversas, a DJ Garota Vinil e o jornalista Lúcio Brancato comandam as pickups.

As inscrições gratuitas devem ser feitas através do site https://comunidadefuturo.com/fabrica-talks/

 

Fábrica Talks Especial Audiovisual

Sábado, 26 de novembro, 16h

Fábrica do Futuro – Câncio Gomes, 609

Inscrições gratuitas – https://comunidadefuturo.com/fabrica-talks/

 

Térreo – Espaço Wide

 

– DJ set

 

– 16H – Painel 01 – Trilhas sonoras e direito autoral no mercado audiovisual.

Mediadora: Drika Vargas

 

Participantes:

Raquel Lemos

– Raquel Lemos – Advogada pós-graduada em Direito Civil e especializada em Direito Digital e das Telecomunicações pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com sólida experiência em entretenimento, economia criativa, mídias digitais e mercado fonográfico.

Sócia-fundadora da Lemos Consultoria e Artis Cutural, empresas de consultoria voltadas para atendimento dos setores da economia criativa, contando com profissionais especializados para a assessoria de projetos culturais, entretenimento, publicidade e mídias digitais, tendo atendido mais de 80 projetos na área de Rights & Clearance, entre eles Aruanas [Globoplay], Cidade Invisível [Netflix], Coisa Mais Linda [Netflix], Turma da Mônica – Laços, Posso Explicar [Disney+], Môa – Raiz Afro Mãe, O Papai é Pop, além da atuação como Label Music para Ambev S.A.

Foi professora titular dos Cursos de Pós-graduação Produção Audiovisual – projeto e negócio; Pós Graduação em Animação; Gestão da comunicação em Mídias Digitais; Roteiro de Ficção Audiovisual e Design – branding: estratégias de marca, e atualmente é docente no Curso de Pós-graduação em produção audiovisual – projeto e negócio da FAAP. Integra o Conselho Midiativa – Centro Brasileiro de Mídia para Crianças e Adolescentes, uma iniciativa de promoção e produção de conteúdos digitais, interativos e audiovisuais de qualidade para crianças e adolescentes. Também atua no Conselho do SIM – Semana Internacional de Música de São Paulo, desde 2019.

 

– Adonis Marcelo – Com formação acadêmica em Administração pela Universidade Anhembi Morumbi, Pós Graduação em Marketing pela Universidade Mackenzie e especialização em Gestão pela Fundação Getulio Vargas.

Trabalhando na Gestão Coletiva de Direitos Autorais desde 1998 vem focando suas funções em Gestão, Operações e Tecnologia, bem como na representação dos interesses dos criadores autorais e conexos em reuniões Ecad – Comissões de TI, Distribuição, Arrecadação, em eventos e em congressos internacionais na CISAC, FILAIE e SCAPR.

 

– André Moraes – Diretor e compositor

 

– DJ set

 

18h – Transformações e desafios do mercado audiovisual

Mediador: Roger Lerina

Participantes:

– Flávia Lacerda – Flávia Lacerda é pernambucana nascida em Recife. Formada em Cinema e Etnologia pela universidades de Paris 8 e Paris 7, na França. Mora no Rio desde 1998 quando fez assistência de direção no seu primeiro trabalho na Globo: O Auto da Compadecida. Em 20 anos de profissão, às vezes escreveu, às vezes dirigiu ou co-dirigiu séries, novelas e especiais, entre eles: Sexo Frágil, O Programa Novo, Belíssima, Negócio da China, Natal do Pequeno Imperador, Dó-Ré-Mi- Fábrica, Tudo Novo de Novo, Clandestinos, Insensato Coração, Louco Por Elas, AmorTeAmo, Chapa Quente, Mister Brau, A Fórmula. Co-dirigiu o Grande Sertao Veredas mais recentemente e fez consultoria de direção para Medida Provisória, O Debate e Beleza da Noite.

 

– Sandro Rodrigues – Publicitário, formado em comunicação social e pós-graduado em publicidade e propaganda pela Universidade ESPM.

Em 2012, fundou a H2O Films, distribuidora de cinema que soma sua expertise em marketing com o vasto conhecimento em programação adquirido como exibidor. Depois de 10 anos de funcionamento, a H2O contabiliza grandes sucessos em seu catálogo, tais como: as franquias “Vai Que Cola”, maior bilheteria do cinema brasileiro em  2014, e “Vai que cola 2”, e “Um tio quase perfeito” e “Um Tio Quase Perfeito 2”, que foi a segunda maior bilheteria de 2021, ano ainda impactado pela pandemia de Covid-19; “Os penetras 2”, “O Grande Circo Místico”, filme indicado pelo Brasil a concorrer ao Oscar em 2018. Entre outros.

– Walter Lima Jr. – Diretor e roteirista nascido em Niterói em 1938, começou escrevendo críticas para jornais diários. Em 1963, conheceu Glauber Rocha, que o convidou para fazer assistência de direção em Deus e o diabo na terra do sol. Seu primeiro longa-metragem foi Menino de engenho (1965), uma adaptação do romance de José Lins do Rego. Fez em seguida Brasil ano 2000 (1968), Urso de Prata do Festival de Berlim e Concha de Ouro no Festival de Cartagena. Em 1977, concluiu o longa-metragem A lira do delírio, prêmio de melhor filme no Festival de Brasília. Em 1983, fez Inocência, prêmio de direção em Brasília e prêmio Coral no Festival de Havana. Nos anos 1990 dirigiu, sob encomenda de um produtor americano, O monge e a filha do carrasco (1995) e pouco depois fez A ostra e o vento (1997), baseado no livro de Moacir C. Lopes, selecionado para a competição do Festival de Veneza. Para a televisão, fez documentários e minisséries, como Capitães da areia e Dossiê Chatô. É professor de cursos de direção de atores e assistência de direção para cinema no Rio de Janeiro.

 

– DJ set

 

 20h30min – Show André Moraes & Valéria Barcellos