Porto Alegre, quinta, 18 de abril de 2024
img

Programas fomentam o esporte e o paradesporto de rendimento e alto rendimento em Canoas Atleta Cidadão do Futuro incentiva a formação de esportistas profissionais

Detalhes Notícia
Alanis Macedo dos Santos é uma das atletas canoenses beneficiadas pelos programas de fomento ao esporte. Foto: PMC

 

 

Neste sábado (10) foi celebrado o Dia do Atleta Profissional no Brasil. A Secretaria de Esporte e Lazer (SMEL) tem diferentes iniciativas que objetivam encontrar talentos e fomentar a formação de esportistas de rendimento e alto rendimento. Como a lutadora canoense campeã do Mundial Europeu de Jiu-Jitsu de 2024, Alanis Macedo dos Santos, que, no início deste mês, fez questão de visitar o prefeito em exercício Nedy de Vargas Marques e agradecer o apoio que recebeu da Prefeitura para participar da competição em Paris, na França. “O programa tem um intuito muito bom e ajuda atletas a construírem a carreira. Particularmente, a Prefeitura tem impulsionado a minha carreira como atleta profissional, e é gratificante ter o apoio”, elogia a atleta, que, desde que começou a treinar, aos nove anos, já sabia que essa seria a sua profissão.

O incentivo municipal também contribui para o time de voleibol masculino do Atleta Cidadão do Futuro (ACF), que foi campeão do Jogos Abertos de Canoas (JAC) de 2023 e vice dos Jogos Intermunicipais do Rio Grande do Sul (Jirgs). Para o técnico da equipe, Charles Mazzotti Barros, o fomento colabora para “trabalhar além da técnica os valores que o esporte ensina, levando para sociedade possíveis futuros profissionais com uma formação completa. A quem não seguir o caminho do esporte fica o legado do desenvolvimento social, com base na superação das dificuldades, o respeito mútuo e o comprimento com os direitos e deveres do cidadão.”

Com cerca de 600 esportistas atendido, o Atleta Cidadão do Futuro (ACF) é o principal programa de incentivo a quem busca uma carreira no esporte. O projeto é constituído de três partes: participação, educacional e rendimento. No primeiro, são escolinhas oferecidas nas unidades e o objetivo é participação e o mapeamento do desenvolvimento daquele jovem. “Nós trabalhamos o espaço para que, se o talento ali aparecer, ele consiga ir para frente”, explica o secretário Jerson Cunha. Já no educacional o programa é realizado em conjunto com a Secretaria de Educação, no qual os profissionais da SMEL propõem atividades esportivas nas escolas no contraturno. “Nas 50 EMEFs, temos 13 com o programa implantado e funcionando bem. Queremos ampliar e fechar o ano com 20”, ressalta.

Já o rendimento apoia as equipes de treinamento da SMEL para representar o município em diversos segmentos esportivos, seja com verba ou com estruturas. Um exemplo são os equipamentos do Centro de Esporte e Lazer Estação Cidadania de ginástica artística e rítmica, “um dos únicos ginásios públicos do Rio Grande do Sul que contemplam essas modalidades”, salienta. Outro lugar que merece destaque é o Centro de Referência do Paradesporto Brasileiro (CRPB), chancelado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). Único centro de referência no Estado, o CRPB-Canoas atende atletas entre seis e 35 anos de idade, nas modalidades paralímpicas de natação, atletismo, futebol de cegos e tiro com arco.

Além disso, a secretaria tem ações mais específicas e pontuais, como os editais de auxílio, as Competições Escolares Canoense (CECA), o ParaCeca, os Jogos Paradesportivos de Canoas – PARAJAC e os Jogos Abertos de Canoas – JAC.