RS: Concessionárias de energia alertam para chance de novos temporais na sexta-feira

RS: Concessionárias de energia alertam para chance de novos temporais na sexta-feira

Notícias Previsão do Tempo

 O monitoramento climático encomendado pelo Centro de Operações Integrado (COI) da RGE junto a um instituto privado de meteorologia, indica o retorno dos temporais ao Estado na próxima sexta-feira. A concessionária e a RGE Sul vão manter toda sua força operacional em campo para mitigar os impactos do clima e atender ocorrências que devem ser registradas ao longo do final de semana. No último domingo, a rede de distribuição das duas empresas foi severamente danificada por um temporal que varreu boa parte do Rio Grande do Sul e deixou 560 mil clientes sem luz. Ao longo de outubro, pelo menos mais uma sequência de temporais deve chegar ao Estado, causando prejuízos.

image001(2)Conforme o acompanhamento do clima do COI, nesta quinta-feira (5), o sol será predominante, mas com a aproximação de uma nova frente fria, já devem ser registradas rajadas de vento de intensidade moderada. Na sexta, a massa de ar avança provocando chuva em todo Rio Grande do Sul com elevada chance de temporais similares ao do último domingo.

Ao longo do mês, deve ter registro de chuva acima da média e ventos com velocidade acentuada nos dias 24 e 25. No demais dias, a estabilidade deve predominar. Observando os cenários climáticos dos meses anteriores, no entanto, foi afastada definitivamente a formação do fenômeno El Niño para o segundo semestre deste ano.

Contudo, é importante destacar que mesmo estando afastada até o final do primeiro semestre do próximo ano a formação dos fenômenos La Niña e El Niño, as concessionárias intensificam o monitoramento do clima neste final de ano, quando é registrado o período de temporais na Região Sul do Brasil, assim como ocorreu neste final de semana.

Para mitigar impactos à população a RGE e RGE Sul têm estratégias definidas para atuar em casos de contingências e com poder de mobilização para atender às possíveis ocorrências.

Cabe frisar, ainda, que as duas concessionárias possuem tecnologia para identificar as principais ocorrências no seu sistema elétrico e têm como praxe adotar medidas necessárias para o restabelecimento, sempre priorizando as cargas essenciais, tais como hospitais, postos de saúde, captação de água, prédios públicos, UTIs domiciliares e outros.

Em alguns momentos, por causa do volume de ocorrências, o nossos Call Centers da RGE (0800 970 0900) e RGE Sul (0800 707 7272) podem passar por congestionamentos em determinados momentos. Por isso, os consumidores contam outros canais de atendimento para informar à RGE e RGE Sul sobre problemas de falta de energia elétrica:

 

Pela internet: www.rge-rs.com.br e www.rgesul.com.br
Pelo SMS Center:

RGE: SMS com a palavra LUZ + Código de Cliente para 27350 (se nunca usou o serviço, mandar antes IN + Código de Cliente para o mesmo número para cadastro)

 

RGE Sul: SMS com o Seu Código para 28410
Aplicativo para smartphone: CPFL Energia, no qual estão disponíveis os serviços da RGE. O aplicativo está disponível gratuitamente para iOS, Android e Windows Phone.

Ceee estima normalizar energia elétrica em Porto Alegre até fim do dia

Cidade Notícias Poder Política Porto Alegre prefeitura

 

Bairro Praia de Belas, onde fica subestação 4 da Ceee,foi um dos mais atingidos. Foto: Guga Marques/Divulgação Grupo Ceee
Bairro Praia de Belas, onde fica subestação 4 da Ceee,foi um dos mais atingidos. Foto: Guga Marques/Divulgação Grupo Ceee

Apesar de 15 mil pontos da Capital ainda não terem sido acessados pelas equipes da Ceee, a companhia estima que o abastecimento de energia elétrica seja normalizado na cidade até o final desta segunda-feira. A instabilidade pode persistir em alguns pontos e, mesmo nos locais onde a luz já foi religada, não estão descartados novos cortes para reparos na rede. A área abastecida pela Subestação 4 de Porto Alegre, que fica na avenida Praia de Belas, por exemplo, pode ter a energia desligada por cerca de meia hora, durante a tarde. A meta é substituir um fio de cobertura de alta tensão atingido pelo vendaval no local.

“Estamos estabelecendo prioridade nas estações de recalque de água do Dmae. Mesmo que as seis principais estejam energizadas, algumas estações de recalque ainda apresentam dificuldades. Quanto aos hospitais, a situação agora é segura. Os trabalhos prosseguem com nossas equipes, 110 equipes com 1,5 mil homens, reforços do interior e de outras concessionárias como a AES Sul. Nossa expectativa é de que até o final do dia a situação esteja normalizada, em que pese, tenhamos ainda muitas dificuldades. Temos, por exemplo, de fazer um reparo na nossa subestação 4″, explicou o presidente da Ceee, Paulo de Tarso.

A subestação 4 abastece cerca de 30% da cidade, no bairro Praia de Belas e entorno. A Ceee salienta que mais de 90% dos locais atingidos pelos efeitos do temporal tiveram a energia restabelecida nas primeiras 48 horas posteriores. Também houve estragos e desbastecimento de clientes em municípios como Charqueadas, Eldorado do Sul e Guaíba. (Bibiana Borba/Rádio Guaíba)