Vela: Dupla Gaúcha conquista medalha de ouro na etapa da Copa do Mundo de Vela da Itália.  Fernanda Oliveira e Ana Barbachan, do Clube dos Jangadeiros, garantiram o título por antecipação nas regatas do penúltimo dia de competição em Gênova, na Itália.

Vela: Dupla Gaúcha conquista medalha de ouro na etapa da Copa do Mundo de Vela da Itália. Fernanda Oliveira e Ana Barbachan, do Clube dos Jangadeiros, garantiram o título por antecipação nas regatas do penúltimo dia de competição em Gênova, na Itália.

Destaque Esporte Porto Alegre

Com as duas vitórias alcançadas nas regatas realizadas na manhã deste sábado, 20 de abril, Fernanda Oliveira e Ana Barbachan conquistaram a medalha de ouro da etapa da Itália da Copa do Mundo de Vela em Gênova, na Itália. As atletas do Clube dos Jangadeiros conseguiram, por antecipação, o título da classe 470 feminina da disputa.

A dupla manteve o bom desempenho em todas as regatas do campeonato, garantindo três vitórias nas seis regatas disputadas entre os 35 barcos que participaram da classe. “Nós estamos muito felizes com a vitória, pois conseguimos resultados e desempenhos excelentes em todas as regatas. Foi um campeonato difícil, de vento fraco, mas conseguimos velejar bem e rápido. Além de tomar as decisões certas na parte tática”, destacou Fernanda Oliveira.

Com a conquista, Fernanda e Ana garantem a sequência de bons resultados no início deste ano. A dupla do Clube dos Jangadeiros já garantiu a medalha de bronze na etapa da Copa do Mundo de Miami, o 5º lugar no Norte-Americano de 470 e também o vice-campeonato Sul-Americano da classe e o título na categoria feminina na competição, realizada no CDJ.

O próximo desafio da dupla é a final da Copa do Mundo que ocorre no início de junho, em Marselha, na França. “Depois desse campeonato, vamos focar nos treinos em Porto Alegre e, de repente, fazer um período de treino no Rio de Janeiro. O objetivo é tentar melhorar cada vez mais a parte física e técnica antes da final na França”, disse Fernanda.

A disputa reuniu mais de 430 atletas nas principais classes olímpicas entre os dias 16 e 21 de abril em Gênova, na Itália.

Passagem da tocha olímpica no RS terá esquema de segurança. Confira alguns dos gaúchos que participarão do revezamento

Passagem da tocha olímpica no RS terá esquema de segurança. Confira alguns dos gaúchos que participarão do revezamento

Agenda Cidade Comunicação Cultura Destaque Poder Política Segurança
015c35684d28a1b8bd713e173eb8b2d7
Paulão do Vôlei
índice
Dunga e Gilmar Rinaldi

A passagem da tocha olímpica pelo Rio Grande do Sul, entre os dias 3 e 9 de julho deste ano, será marcada por um esquema de segurança que está sendo montado pelas autoridades. Ela percorrerá 2,5 mil quilômetros por terra, ar e água, passando por Erechim, Passo Fundo, São Miguel das Missões, Santo Ângelo, Ijuí, Cruz Alta, Encantado, Lajeado, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, São Sepé, Caçapava do Sul, Canguçu, Rio Grande, Pelotas, São Lourenço do Sul, Camaquã, Guaíba, Porto Alegre, Canoas, Esteio, Novo Hamburgo, Gramado, Canela, Nova Petrópolis, Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Torres. São 12 mil condutores em todo o País. Entre os gaúchos que participarão do revezamento estão os atletas olímpicos: Paulão do Vôlei, Dunga, Gilmar Rinaldi e Fernanda Oliveira entre outros, personalidades do mundo empresarial como João Jacob Vontobel, fundador do Grupo Vonpar e da comunicação Luciano Périco, da Rádio Gaúcha

img_ptg_1_1_1994
João Jacob Vontobel

No dia 17 de abril, uma reportagem do Correio do Povo destacava a preocupação da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) com as ameaças surgidas para promover um atentado quando do revezamento da tocha olímpica pelo país. O alerta foi repassado então às 300 cidades brasileiras que receberão o fogo simbólico do evento, previsto para ocorrer entre 5 e 21 de agosto no Rio de Janeiro.

fernanda_oliveira_01
Fernanda Oliveira, Vela Olímpica

O esquema de segurança está sendo discutido em âmbito estadual e federal. As ações que serão desenvolvidas estão sendo tratadas pela Secretaria da Segurança Pública, Forças Armadas, Polícia Civil, Brigada Militar, Polícia Rodoviária Federal e a própria Abin. O planejamento inicial para o RS usará como base o que vem sendo empregado nas outras unidades da federação .O efetivo fixo utilizado até agora para o acompanhamento da tocha nos estados é de cerca de 90 homens.

Reforço de efetivo 

Passo Fundo, Santa Maria, Pelotas, Porto Alegre e Torres compõem as chamadas “Cidades de Celebração”, onde a chama vai pernoitar, após eventos locais. “Nesses locais, a estrutura será maior, abrangendo uma série de serviços e mobilizando um número mais significativo de pessoas envolvidas”, explicou o tenente-coronel André Luiz Nickele Córdova, diretor do Departamento de Comando e Controle Integrado (DCCI/SSP). “Contaremos, também, com o reforço dos efetivos locais de cada instituição. Cada órgão ainda realizará um detalhamento mais aprofundado de suas atividades, norteado pelas deliberações resultantes dos encontros ao longo deste mês”, acrescentou.

Luciano-Périco
Luciano Périco

O Comitê Estadual de Revezamento da Tocha Olímpica no Rio Grande do Sul é composto pela Secretaria do Turismo, Esporte e Lazer, Secretaria da Casa Civil, Casa Militar, Secretaria-Geral de Governo, Secretaria da Justiça e Direitos Humanos, Secretaria de Segurança Pública, Secretaria de Comunicação, Secretaria de Cultura, Secretaria de Educação, Secretaria dos Transportes, Secretaria da Saúde, Secretaria da Fazenda e Gabinete de Políticas Sociais. (Felipe Vieira com informações do Correio do Povo)