Presidente do Sindha desembarca em Portugal para promover o turismo da Capital

Presidente do Sindha desembarca em Portugal para promover o turismo da Capital

Cidade Destaque Economia Negócios Turismo

O presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de POA e Região, Henry Chmelnitsky, está em Portugal para palestrar sobre o papel do empresariado para o desenvolvimento turístico e cultural de Porto Alegre na 39ª edição do evento Conversando sobre Turismo – Gerando Negócios que ocorre durante a III Jornadas Europeias do Turismo até o dia 9 de julho, em Águeda. Além disso, o dirigente também participará de evento da Fundación Cultural Brasil – Europa e Bahiatur, de 9 a 12 de julho, em Berlim, Alemanha.

Em Portugal, o presidente do Sindha ministrará palestra apresentando os aspectos dos porto-alegrenses, seus costumes, a identidade da Capital gaúcha e o que pode ser feito para que Porto Alegre possa ser vista como uma cidade com potencial turístico tendo a gastronomia e cultura como principais motivos para se apreciar. O que reforça a relação entre Porto Alegre e Europa para que atraia pessoas e fomente o forte investimento da entidade no turismo da Capital gaúcha.

“Porto Alegre conserva um aspecto histórico-cultural importante ao mesmo tempo em que busca se modernizar. É um grande esforço que fazemos para colocar a Capital no mapa do turismo mundial. Entendemos o momento crítico que vivemos e acreditamos que devemos agir para transformar e resgatar a autoestima e identidade de Porto Alegre e Região”, afirma Chmelnitsky.

Porto Alegre: Reunião encaminha parceria entre entidades empresariais e a Brigada Militar

Porto Alegre: Reunião encaminha parceria entre entidades empresariais e a Brigada Militar

Cidade Destaque Poder Política Porto Alegre Segurança Turismo

Foi encaminhada, nesta quinta-feira (15/09), parceria entre entidades empresariais e a Brigada Militar, com o objetivo de unir esforços para contribuir com a atuação da polícia. As entidades manifestaram interesse em trabalhar em conjunto e colaborar com as necessidades do efetivo. O encontro foi uma continuidade das ações em benefício da segurança pública do estado. Na terça-feira (13), as entidades encontraram com o secretário de Segurança Pública do RS, Cezar Schirmer, para declarar apoio à instituição. “Também queremos ser porta-vozes da Brigada Militar e suas necessidades, como forma de apoio a sua atuação”, ressaltou o presidente do Sindilojas Porto Alegre, Paulo Kruse.

agenda-bm2Uma das ideias é a criação de um comitê permanente com a participação da Brigada e representantes das categorias para discussão de ações efetivas. O Comandante-Geral da Brigada, Cel. Alfeu Freitas Moreira, destacou a importância da participação da Sociedade Civil Organizada na construção de convênios, como a Operação Avante. Ele apontou como exemplo, a necessidade de mais eficiência na comunicação e a carência de tecnologia. “Podemos construir projetos que atendam essas necessidades”.

O presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de POA e Região, Henry Chmelnitsky, fez questão de reforçar que as entidades empresariais estão juntas com a Brigada para construir soluções que se transformem em medidas para a sociedade. “Para sermos mais eficazes, a ideia é implantarmos as ações, em um primeiro momento, de Porto Alegre e Região”.

Ficou acertado que uma nova reunião será agendada para que seja definido de que forma as entidades poderão atuar para contribuir. “Queremos identificar uma necessidade da Brigada Militar que possa ser encampada e suprida pelas nossas entidades para fortalecer a segurança pública”, completou o presidente da CDL POA, Alcides Debus.

Fazem parte da iniciativa as entidades que integram o Fórum Permanente da Segurança Pública: Sindha, Sindilojas Porto Alegre, CDL POA, Setcergs, Sinepe/RS, SHPOA, Secovi, Fecomércio, Sindiótica, ACPA, Federasul, Agas, FCDL-RS, CRC-RS, OAB RS, Sindigêneros RS, Ajorsul, Sescon-RS, Porto Alegre Convention & Visitors Buerau, Lide, Sinprofar RS, IEE, Sincodiv RS, Fenabrave, Sicopeças, Sinprofar e Sindiatacadistas.

SINDHA e SHPOA manifestam preocupação com a instabilidade político-econômica do país

SINDHA e SHPOA manifestam preocupação com a instabilidade político-econômica do país

Cidade Economia Negócios Notícias Poder Política Porto Alegre Turismo

O índice é alto. De dezembro de 2015 à início de março de 2016 o desemprego cresceu 15%. Segundo o presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação, Henry Chmelnitsky, esse número pode piorar. “Enquanto permanece o impasse político, as reformas fundamentais para destravar a nossa economia estão estagnadas. Nesse cenário de instabilidade, o desemprego aumenta e diversos estabelecimentos não têm outra opção além de fechar suas portas”, diz.

O Sindicato de Hospedagem e Alimentação (SINDHA) e o Sindicato dos Hotéis de Porto Alegre (SHPOA) representam e integram o desenvolvimento do setor de hospedagem e alimentação. Ambos manifestam profunda preocupação com os rumos políticos e econômicos do país e a falta de perspectiva que essa insegurança causa na vida das pessoas. “Os juristas, legisladores e todos os políticos precisam pensar nos reflexos de todos esses escândalos na vida da sociedade que está sendo evidente e diretamente afetada. Quando este ou outro governo nos devolverá a possibilidade de abrir mais vagas e não desempregar?”, questiona Chmelnitsky.

Os setores de Alimentação e Hotéis defendem o fortalecimento das instituições e a manutenção da democracia, em apoio ao trabalho do Judiciário, do Ministério Público e da Polícia Federal esperam que todos os envolvidos na corrupção sejam investigados e devidamente punidos. “Precisamos que a solução venha pela esfera democrática e republicana, de acordo com a nossa Constituição. O que não podemos é ficar passivos e isentos. A corrupção deve ter um fim e o Brasil precisa voltar a crescer”, fala o presidente do SINDHA.

A taxa de desemprego, grande parte reflexo da recessão, tende a aumentar e segundo a OIT (Organização Internacional do Trabalho), terá 700 mil novos desempregados em 2016.

Presidente do Sindha cobra Centro de Convenções em Porto Alegre e pede fim a burocracia que envolve a obra

Presidente do Sindha cobra Centro de Convenções em Porto Alegre e pede fim a burocracia que envolve a obra

Cidade Gastronomia Negócios Notícias Turismo

O presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Porto Alegre e Região, Henry Chmelnitsky, foi duro com os políticos em relação a construção do Centro de Convenções do Rio Grande do sul, em Porto Alegre. Para ele, muito se discute e pouco se avança neste tema que é de interesse público e da iniciativa privada para alavancar o turismo na capital gaúcha. No discurso de abertura do 1º Fórum de Hospedagem e Alimentação do Sindha, na tarde desta segunda-feira, 09/11, no Salão de Eventos do Hotel Plaza São Rafael, Henry se propôs a unir forças para criar condições de viabilizar este empreendimento. Na opinião do presidente do Sindha, um centro de convenções moderno com capacidade para mais de 10 mil pessoas vai incentivar a venda de grandes eventos para a cidade e movimentar a hotelaria e o setor de hospedagem e alimentação. “Vamos desburocratizar criando condições que ambas as forças viabilizem este elemento transformador”, destacou ele.

Enfatizou ainda que nesse momento de crise, muitas vezes, a sociedade não apresenta respostas exequíveis que podem ser imediatamente aplicadas. E que a crise é um momento de união, de diálogo e transparência para criar base para que as futuras gerações vivam um novo momento econômico. “Precisamos ter coragem de tratar o câncer o extirpando pela raiz”, finalizou.

Henry Chmelnitsky, também reiterou a importância de um centro de convenções em Porto Alegre, o Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul, Juvir Costella, que no ato esteve representando o governador do Estado do RS, José Ivo Sartori. Na ocasião, Costella destacou o forte trabalho e empenho que o presidente do Sindha, juntamente com outras entidades do setor tem empenhado para conseguir esse espaço na capital gaúcha. Segundo o Estudo do Conselho Mundial de Viagens e Turismo, o setor movimentou R$ 492 bilhões no Brasil em 2014. Um montante que representa 9,6 % do PIB nacional. Leva em conta também que o turismo teve investimento de R$ 59,6 bilhões no país no ano passado.

Esses números revelam o potencial do segmento no desenvolvimento do país e, que Porto Alegre poderia se beneficiar ainda mais se investisse e tivesse um olhar ainda mais atento para o setor.

O objetivo do Fórum é fomentar e debater o desenvolvimento do setor, apresentar tendências e experiências de sucesso, novos modelos de gestão e serviços, fortalecer relações, gerar negócios e debater os desafios para um crescimento sustentável. Toda a programação pode ser conferida através do site www.sindha.org.br

Expointer 2015:  Chef Carlos Kristensen vai ensinar como evitar o desperdício de alimentos na prática

Expointer 2015: Chef Carlos Kristensen vai ensinar como evitar o desperdício de alimentos na prática

Economia Expointer Negócios Notícias Publicidade

O Sindicato da Hospedagem e Alimentação de Porto Alegre e Região – SINDHA -, está na Expointer com uma campanha que cada vez mais é tendência em cozinhas ao redor do mundo: o aproveitamento integral dos alimentos. “Este ano estamos ampliando nossa participação no evento, aproveitando o espaço do Sindicato para fazer uma campanha de consciência social que é importante não só para a categoria, mas para a sociedade em geral”, avalia o presidente do SINDHA, Henry Chmelnitsky, sobre a campanha “Descarte o Desperdício”.
Em parceria com a Unisinos, diariamente os professores da Escola de Gastronomia ensinam na prática como utilizar integralmente os alimentos, através de receitas diversas. Nesta quinta-feira, 3 de setembro, será a vez do Chef Carlos Kristensen, do Hashi, mostrar suas habilidades na arte do aproveitamento. “O desperdício é algo que tem de ser combatido com informação. Fico feliz de levar ao público o que aprendi nestes anos”, destaca Carlos.
As aulas são gratuitas e abertas ao público, no espaço do Sindha, que está localizado no Pavilhão Internacional, quadra 24/Lote 25. Ao final do curso, o público ganha a receita do dia para fazer em casa. O Chef do Hashi Art Cuisine vai mostrar suas habilidades na arte do aproveitamento, às 15h, no espaço do Sindha na Expointer, localizado no Pavilhão Internacional – quadra 14/Lote 25. De acordo com pesquisa realizada pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO/ONU), 1,3 bilhões de toneladas de alimentos são desperdiçados anualmente. Isso significa que 30% da quantidade de alimentos produzidos no mundo são jogados no lixo sem terem sido aproveitados. O Brasil é o quarto maior produtor de alimentos do mundo, mas também está entre os 10 que mais desperdiçam. A entrada é gratuita e aberta ao público.