Feira do Livro: Obra que destaca trajetória de Marques Leonam, ícone do jornalismo gaúcho, terá sessão de autógrafos hoje

Feira do Livro: Obra que destaca trajetória de Marques Leonam, ícone do jornalismo gaúcho, terá sessão de autógrafos hoje

Agenda Comunicação Destaque Educação Feira do Livro Porto Alegre Trabalho

Em tempos de fake news, nunca se fez tão necessária a figura do repórter, aquele que vai para a rua aberto a escutar histórias de vida e a relatar a realidade observada. O mestre de uma geração de jornalistas deixou lições que não poderiam ficar apenas na memória de seus ex-alunos. Marques Leonam Borges da Cunha é o personagem de O Encantador de Pessoas, que terá sessão de autógrafos na 64ª Feira do Livro de Porto Alegre, na Praça da Alfândega, dia 12 de novembro, às 19h30. Mais uma oportunidade para seus discípulos, amigos e interessados no jornalismo saborearem seus causos. O livro é uma iniciativa independente de suas ex-alunas, jornalistas Ana Paula Acauan e Magda Achutti, que se sentiram instigadas a contar a trajetória de um professor diferenciado. Em 33 anos na Famecos/PUCRS, deixou não só uma marca de profundo conhecimento e conduta ética em todos os que tiveram o privilégio de conviver com ele, mas também de afeto e de grande admiração.

Ana Paula Acauan é jornalista e mestre em Comunicação Social. Trabalha como repórter na Assessoria de Comunicação e Marketing da PUCRS e já atuou no Correio do Povo. Magda Achutti é jornalista e atuou em Zero Hora e outros veículos de imprensa e assessorias. Com Carlos Urbim e Lucia Porto, lançou Rio Grande do Sul – Um Século de História, volumes 1 e 2, Prêmio Açorianos de Literatura Adulta e Infantil 2000. Hoje é editora executiva da Revista PUCRS.

Para escrever a obra, foram mais de 50 horas de conversas, regadas a mate. Muitas revelações surgiram. Como criou as Leis Leonam (que embasaram suas aulas de Redação Jornalística)? Quando começou a caça às repetições de palavras? Quais as reportagens que considera “ouro puro”? Que relação tinha com os colegas e os chefes na época de repórter da extinta Folha da Tarde? Por que um mineiro com “um carvão no lugar do pulmão” se tornou sua fonte favorita, capaz de fazê-lo se emocionar mais de 40 anos depois? O que havia de tão especial no seu Alegrete de infância a ponto de considerar a cidade o centro do continente?

O livro pretende atingir grande parte dos 4 mil ex-alunos de Jornalismo de Marques Leonam, muitos hoje profissionais de destaque na imprensa gaúcha e nacional. O mestre continua sendo “uma sombra boa”, sempre lembrado por eles na hora de abordar um fato de forma precisa e que cative o leitor. O Encantador de Pessoas tem potencial para se tornar leitura de estudantes universitários – inclusive como bibliografia indicada pelos professores – e a todos os interessados em jornalismo, imprensa e na história e nas técnicas ensinadas pelo grande mestre do texto jornalístico no Rio Grande do Sul nos últimos 40 anos.

 

Sobre o livro

AnaPaula_Leonam_Magda(1)
Ana Paula, Leonam e Magda

O Encantador de Pessoas: lições de jornalismo do mestre Marques Leonam

Autoras: Ana Paula Acauan e Magda Achutti

Páginas: 160

Preço: R$ 30

Onde encontrar: Disponível na banca da ARI (Associação Riograndense de Imprensa), em frente ao bistrô do Margs, na 64ª Feira do Livro de Porto Alegre

Sessão de Autógrafos: 12 de novembro, às 19h30, na Praça da Alfândega

Contato: www.facebook.com/mestremarquesleonam

A 64ª Feira do Livro ocorre de 1º a 18 de novembro, na Praça da Alfândega. A área geral e internacional funciona das 12h30 às 20h30, dias úteis e domingo; e das 10h às 20h30, sábado.

Marques Leonam recebe o título de Professor Emérito da Famecos

Marques Leonam recebe o título de Professor Emérito da Famecos

Destaque Educação Porto Alegre

Do início dos anos 80 ao segundo semestre de 2015, Marques Leonam Borges da Cunha dedicou seus dias às salas de aula da Faculdade de Comunicação Social (Famecos) da PUCRS. No dia 18 de agosto, um ano após anunciar a aposentadoria, Leonam volta à Universidade para receber o título de Professor Emérito da Famecos. A concessão, que será entregue às 17h no foyer do Salão de Atos da PUCRS, é a maior honraria existente hoje no meio acadêmico. O prêmio é exclusividade de profissionais que são reconhecidos pela comunidade por se destacarem em sua área de atuação, seja pela dedicação integral ao ensino ou pela produção e atividade científica.

O vínculo com a Faculdade começou cedo na vida de Leonam. De 1967 a 1970, ocupava as salas de aula do prédio 7, como aluno do curso de Jornalismo. Depois de formado, trabalhou durante uma década em jornais como a Folha da Tarde, importante jornal brasileiro extinto em 1984. Mas foi antes disso, em 1980, que ele viria a fazer da vida acadêmica parte de sua rotina. O professor não apenas ensinava as artimanhas do texto jornalístico, mas fazia com que esse mesmo texto se tornasse familiar para os alunos. Não só as matérias consideradas boas faziam parte de suas aulas. Para ele, inclusive as que não possuíam os critérios de notabilidade serviam de ensinamento. Ainda hoje, coleciona em seu apartamento as caixas onde mantêm separadas as reportagens por subcategorias, como textos curiosos, ética, perfil, o que se deve fazer e o que não se deve fazer.

Em 34 anos, o docente lecionou para cerca de 4 mil alunos. Durante esse tempo, inspirou jornalistas como Eliane Brum, Luís Cruz, Renato Dorneles e Telmo Flor.