Porto Alegre: MTG divulga Nota de Esclarecimento e Repúdio sobre Acampamento Farroupilha na Capital

Porto Alegre: MTG divulga Nota de Esclarecimento e Repúdio sobre Acampamento Farroupilha na Capital

Agenda Cidade Destaque Porto Alegre prefeitura Segurança

O Movimento Tradicionalista Gaúcho vem por meio desta esclarecer e repudiar um boato tornado público e que não condiz com a realidade, verdade e postura desta instituição em relação ao Acampamento Farroupilha 2017 – a de que não queremos a participação da Prefeitura Municipal de Porto Alegre na organização do evento.

Em nenhum momento partiu desta presidência qualquer manifestação de não compartilhar da organização do evento com a Prefeitura de Porto Alegre. Ao longo da história desta instituição sempre foi fundamental a participação da Gestão Pública, afinal este é um evento da cidade de Porto Alegre, da população, de todos.

Somos fiéis a nossos princípios de colaborar e contribuir com a gestão pública, sempre emparceirados. Alguns interesses contrários ao coletivo, mas usando em nome deste, implantaram esse boato maldoso, falso e mentiroso. Foi implantado por quem não tem interesse na construção, verdadeira e comprometida, do Acampamento Farroupilha.

Como é do conhecimento de todos que acompanham os fatos, o diálogo com a Administração Municipal para a realização do Acampamento Farroupilha 2017 não é de agora. Esse é um trabalho que nem poderia ser tratado somente em junho, dado o tamanho do Acampamento e toda logística que envolve sua realização. Desde o início do ano estamos realizando várias reuniões com o Prefeito Marchezan e em diversas secretarias, portanto todos são sabedores da posição do MTG de ser parceira do Estado na busca de soluções para seus problemas, e que neste caso específico se manifesta em abrir mão do aporte de recursos financeiros públicos para a realização do evento mas que em nenhum momento significa não ter a prefeitura como organizadora.

Já no começo do ano tomamos o conhecimento e o entendimento da Prefeitura quanto dificuldades para aporte de verbas para realização de eventos, o que, confessamos, não nos causou surpresa, considerando que os valores prometidos pela Administração Municipal inclusive com a assinatura de convênio já em 2016 não foi foram pagos, forçando uma postura mais austera e propositiva do MTG na captação de recursos para fazer frente aos compromissos assumidos.

O MTG vem trabalhado desde janeiro para construção do Acampamento Farroupilha 2017, fazendo projetos de captação através de leis de incentivo, captação direta com empresas, organização na venda de espaços, ou seja, na estruturação do evento, tudo com o conhecimento, participação e anuência da Prefeitura, num trabalho que exigiu contato constante e inclusive reuniões com a Administração Municipal.

Portanto, somos uma entidade agregadora, organizadora e eterna parceira do poder público na construção do bem coletivo e queremos a participação da Prefeitura Municipal de Porto Alegre como organizadora do Acampamento Farroupilha 2017. Esta é posição oficial do MTG. Não criamos boatos. Nós arregaçamos as mangas e trabalhamos arduamente,  realizamos!

 

Nairo Callegaro

Presidente do MTG

Prefeitura deixa de financiar Acampamento Farroupilha em 2016; por Samantha Klein/Rádio Guaíba

Prefeitura deixa de financiar Acampamento Farroupilha em 2016; por Samantha Klein/Rádio Guaíba

Agenda Cidade Economia Negócios Notícias Política Porto Alegre Turismo

Em função da crise financeira, a Prefeitura de Porto Alegre suspendeu em 2016 o o patrocínio do Acampamento Farroupilha com verba pública. O aporte de R$ 330 mil, que vinha sendo destinado nos últimos três anos e que, em 2015, foi utilizado na reparação de toda a rede elétrica do Parque da Harmonia, foi cortado. Com isso, a saída foi celebrar um convênio com o Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) e a Associação dos Acampados do Parque da Harmonia.

Ambas as instituições vão captar recursos para investir no evento, que acontece entre 7 e 20 de setembro. Apesar de uma recomendação decorrente da CPI do Acampamento Farroupilha, na Câmara de Vereadores, a Prefeitura postergou a realização de um edital público.

Apesar de não repassar recursos, a Prefeitura vai disponibilizar serviços públicos de iluminação, drenagem e recolhimento de lixo. Conforme o coordenador de Tradição e Folclore, Giovani Tubino, o parque vai estar pronto e organizado a tempo. Na noite de hoje, ocorre uma reunião geral de organização para as festividades, com a participação de representantes do Corpo de Bombeiros, a fim de que sejam divulgadas as regras básicas de segurança no Harmonia.

A expectativa é de que 367 entidades participem do acampamento neste ano.

Semana Farroupilha: Chama Crioula é gerada em Colônia do Sacramento no Uruguai

Notícias
Fotos: Odila Paese
Fotos: Odila Paese

Pelos laços históricos e com o objetivo de fortalecer a cultura tradicionalista no Uruguai, a Colônia de Sacramento foi palco neste domingo, 12, do acendimento da Chama Crioula. Foi a primeira vez em que a chama foi gerada fora do Brasil. De Colônia, em cavalgada, a Chama será conduzida a Montevidéu, onde estará presente no Desfile da Pátria no dia 18 de julho. A programação terá prosseguimento, no dia 12 de agosto, com solenidade no forte de Santa Tereza, também no Uruguai. E então, no Chuí, no dia 15 de agosto, a chama será distribuída para as 30 Regiões Tradicionalistas do Rio Grande do Sul.

A Chama

A Chama Crioula surgiu em 1947, organizada por um grupo de jovens que pretendia realizar, no colégio Júlio de Castilhos, em Porto Alegre, uma ronda gaúcha comemorativa à Revolução acendimento01Farroupilha. No dia 7 de setembro, então, montados a cavalo, Paixão Cortes, Ciro Dutra Ferreira e Antônio Machado Vieira retiraram no Parque Farroupilha uma centelha da pira da Pátria e conduziram até a escola. Até hoje, o acendimento da chama marca o início das comemorações à Revolução Farroupilha, que culminam com os Festejos Farroupilhas em todo o Estado.