Vídeo mostra depoimento de Lula com ângulo ampliado

Vídeo mostra depoimento de Lula com ângulo ampliado

Destaque Vídeo

A Justiça Federal liberou, hoje, filmagens com ângulo ampliado da audiência em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é interrogado pela primeira vez como réu da Operação Lava Jato, em Curitiba, pelo juiz federal Sérgio Moro.

Separados apenas pela mesa do juiz, que iniciou os processos relativos aos escândalo na Petrobras, na sala de audiências da 13ª Vara Federal, em Curitiba, Lula falou por cerca de cinco horas.

Assista o material:

 

Morre aos 91 anos o filósofo Zygmunt Bauman, pai da ‘modernidade líquida’. Confira um vídeo com reflexões dele sobre a sociedade e as mudanças do mundo atual

Morre aos 91 anos o filósofo Zygmunt Bauman, pai da ‘modernidade líquida’. Confira um vídeo com reflexões dele sobre a sociedade e as mudanças do mundo atual

Agenda Destaque Entrevistas Mundo Poder Política Porto Alegre Vídeo

 

 

Morreu aos 91 anos, em Leeds, na Inglaterra, o filósofo e sociólogo contemporâneo polonês Zygmunt Bauman, informou a mídia polonesa nesta segunda-feira. A causa da morte não foi divulgada.

Nascido em 19 de novembro de 1925, em Poznan, na Polônia, Bauman serviu na Segunda Guerra Mundial e acumulou extensa biografia com reflexões sobre a sociedade e as mudanças do mundo atual.

A principal teoria, com a qual ficou mundialmente conhecido, é a da chamada ‘modernidade líquida, que aborda a “liquidez” das relações sociais na modernidade e pós-modernidade e abriu um vasto campo de estudos para diferentes áreas, como a filosofia, a cultura e o relacionamento humano. O foco da teoria é o individualismo e a efemeridade das relações – e até mesmo a revolução que as mídias digitais trouxeram para a sociedade moderna.

Ativo, mesmo aos 91 anos, Bauman seguia trabalhando em livros e teorias, sendo um dos maiores filósofos e sociólogos do fim do século 20 e início do século 21. Grande parte das obras dele foram traduzidas para o português e o último livro do autor lançado no Brasil foi “A riqueza de poucos beneficia todos nós?”.

Casado com Janine Lewinson-Bauman desde a época do pós-guerra, o filósofo deixa três filhas.  No vídeo,  Zygmunt Bauman, produzido para o Café Filosófica e veiculado em uma edição do Fronteiras do Pensamento, que o autor deveria participar, mas cancelou , Bauman reflete sobre a individualização da sociedade contemporânea em entrevista exclusiva concedida a Fernando Schüler e Mário Mazzilli na Inglaterra. Democracia, laços sociais, comunidade, rede, pós-modernidade, dentre outros tópicos analisados por uma das grandes mentes da contemporaneidade. Conferencista do Fronteiras do Pensamento 2011.(Agência Brasil)

Motorista registra agressão de fiscal da EPTC durante abordagem neste sábado em Porto Alegre. Em nota a EPTC disse que reprova a atitude do agente; Camila Diesel/Rádio Guaíba

Cidade Comportamento Notícias Política Porto Alegre prefeitura Segurança

 

Um motorista registrou boletim de ocorrência na 2ª Delegacia de Pronto Atendimento de Porto Alegre alegando ter sido agredido por um agente da Empresa Pública de Transportes e Circulação (EPTC) durante abordagem na madrugada deste sábado, no bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre. Morador de Viamão, Rafael Madsen de Arruda relata que circulava pela rua Sarmento Leite e, ao fazer retorno na Praça Saint Pastous para voltar em direção à rua Lima e Silva, acabou sendo abordado pelo agente em uma motocicleta. Segundo Arruda, o servidor da EPTC disse que o condutor estaria fugindo de uma barreira de fiscalização realizada nas proximidades pelo órgão de trânsito, em parceria com a Polícia Civil.

Ao entregar os documentos pessoais e do veículo, Arruda começou a gravar a operação. A ação do motorista irritou o fiscal identificado como Becker, que tentou impedir o registro, como é possível ver no vídeo abaixo. Arruda, que também foi gravado pelo agente, foi submetido ao teste do etilômetro, que deu negativo para a presença de álcool no organismo.

Em nota divulgada hoje, a EPTC informou que reprova a atitude do agente por ter dado um tapa no celular do motorista. Um processo administrativo será aberto pelo órgão de trânsito. “O ato não é compatível com as abordagens que a EPTC realiza e solicita a seus funcionários”, diz ainda o texto. Sobre a atitude do condutor, a EPTC ressalta que ele realizou um retorno irregular e fugiu da barreira.

Ex-presidente do PSDB mineiro é preso em operação policial em Belo Horizonte A operação foi deflagrada em função de desvio de recursos públicos em obras

dilma Notícias Poder Política Vídeo

A Polícia Militar e o Ministério Público realizaram em Belo Horizonte, na manhã desta segunda-feira, operação em parceria com a Polícia Federal. A Polícia Militar informou que seis pessoas foram presas, entre elas o ex-deputado e ex-secretário de Ciência e Tecnologia Nárcio Rodrigues (PSDB), e o dono do Supermercado Bretas e da Construtora Global Engenharia, Maurício Reis Bretas. Todas as prisões são temporárias, ou seja, com prazo de validade de até cinco dias. As prisões foram em Belo Horizonte, Uberaba, no Triângulo, e em São Paulo. A operação foi deflagrada em função de desvio de recursos públicos em obras da Fundação Centro Internacional de Educação, Capacitação e Pesquisa Aplicada em Água (Hidroex, localizada em Frutal, no Triângulo, cidade natal de Nárcio.
O filho de Nárcio, deputado federal Caio Nárcio (PSDB), está na sede do Ministério Público estadual, onde o pai se encontra preso, aguardando transferência. O parlamentar disse que está apenas acompanhando o caso. Informações não oficiais apontam que a operação de hoje investiga desvio de recursos públicos que somam R$ 18 milhões. Ao chegar preso na sede do Ministério Público, Nárcio Rodrigues disse que não sabia o motivo da prisão. Caio Nárcio homenageou o pai e o avô no voto favorável a admissibilidade do impeachment de Dilma Rousseff, na sessão da Câmara dos Deputados. Confira no vídeo acima.
índiceNárcio está preso na sede do Ministério Público estadual, no Bairro Santo Agostinho, na Região Centro-Sul. Ele e os demais presos devem ser transferidos ainda hoje para o Ceresp. Não há informações ainda sobre qual unidade da capital, localizadas nos bairros São Cristóvão e Gameleira, deve receber os presos da operação da manhã desta segunda-feira. Entre as seis prisões, uma foi realizada em São Paulo, outra em Uberaba, no Triângulo, e as demais em Belo Horizonte. Além de  Nárcio e  Maurício Bertas, ainda não foram reveldas as identidades dos demais presos. A operação, batizada de  Aequalis, cumpriu também 16 mandados de busca e apreeensão em Belo Horizonte e  Frutal, no Triângulo.
Desvio de dinheiro público
A operação desta segunda-feira investiga desvios de recursos na construção do complexo batizado de Hidroex, instalado em Frutal. As autoridades não confirmam o valor do dinheiro que teria sido desviado. Policiais militares estiveram nesta segunda-feira na sede da Secretaria de Ciência e Tecnologia, na Cidade Administrativa, no Bairro Serra Verde, em Venda Nova. Os policiais tinham mandados de busca e apreensão no escritório da Hidroex mantido na sede da secretaria.
Há apenas uma estimativa, ainda não oficial, de R$ 18 milhões desviados de obra no Hidroex. Levantamento teria sido feito pela Controladoria-Geral do Estado de Minas Gerais. A Fundação Centro Internacional de Educação, Capacitação e Pesquisa Aplicada em Água (Hidroex) foi criada na gestão do então secretário de Ciência e Tecnologia Nárcio Rodrigues. Para as obras iniciadas em março de 2012 foram licitadas empreiteiras ao custo de R$ 200 milhões. Até hoje o conjunto de prédios está inconcluso. As obras foram paralisadas em setembro de 2014 e retomadas há dois meses.
De acordo com informações da Secretaria de Ciência e Tecnologia,  já foram concluídas pouco mais de 90% do conjunto de prédios – laboratórios de pesquisa, sedes da UEMG e da Universidade Aberta e Integrada de Minas Gerais, além de um alojamento para pesquisadores. Além disso, 81% da Vila Olímpica também tiveram obras concluídas.
A assessoria de imprensa da Secretaria de Ciência e Tecnologia informou ainda que o atual governo pagou R$ 17 milhões aos empreiteiros reponsáveis pela construção do complexo para a retomada das obras pralisadas. Além disso, o governo mineiro prevê nova licitação para a conclusão do complexo projetado para ser um centro mundial de pesquisa sobre águas.
Apreensão na casa de Nárcio
De acordo com boletim de ocorrências da Polícia Militar, foram cumpridos na manhã desta segunda-feira mandados de prisão e de busca e apreensão na residência de Nárcio Rodrigues, no Bairro Gutierrez, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Os mandados foram expedidos pelo juiz Gustavo Moreira, da vara Criminal da Infância e Juventude da comarca de Frutal, no Triângulo.
Na residência do ex-deputado e ex-secretário de estado foram apreendidos um aparelho celular, além dos quatro sacos plásticos utilizados para apreensão dos materiais e documentos, que foram lacrados para a entrega ao Ministério Público estadual.
Ministério Público Estadual
Na manhã desta segunda-feira, seis carros do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas  (Rotam), um dos braços da Polícia Militar, trouxeram material apreendido na Operação Aequalis.  Conforme informações no local, são documentos, um telefone celular e  um notebook. (Estado de Minas)

O Globo: Planalto faz ofensiva, mas oposição mantém vantagem. Presidente desistiu de falar em rede de rádio e TV por temer ação da Justiça; vice-presidente da Câmara e aliado de Eduardo Cunha, Waldir Maranhão muda voto, é levado ao Planalto, grava vídeo em apoio à presidente e é punido por seu partido, o PP

Notícias Poder Política

 

Uma ofensiva do Planalto, a dois dias da votação do impeachment, tentou estancar a debandada de aliados em favor da saída da presidente Dilma. Governadores do Norte e do Nordeste alinhados com o Planalto pressionaram deputados para tentar reverter votos, ameaçando, inclusive, retirar aliados deles de cargos nos estados. Levantamento feito pelo GLOBO, porém, mostra que a oposição ganhou duas adesões em relação a anteontem, alcançando 344 votos pelo impeachment, enquanto o governo ganhou quatro votos (chegando a 122). Em vídeo para ser divulgado na internet, depois de desistir falar em rede nacional de TV, Dilma ressuscitou estratégia da campanha eleitoral, conta JORGE BASTOS MORENO: afirmou que seus adversários querem acabar com programas sociais como o Bolsa Família e o Minha Casa Minha Vida. (O Globo)

“Vamos derrotar o impeachment e encerrar de vez a crise”, diz Lula em mensagem. Veja o vídeo

Notícias Poder Política

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva gravou nesta sexta-feira (15), em Brasília, uma mensagem ao país e aos deputados sobre a votação do pedido de abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff pela Câmara dos Deputados, no domingo (17). Em sua mensagem, ele reafirma a confiança na vitória: “Vamos derrotar o impeachment e encerrar de vez essa crise”.A presidente Dilma Rousseff fará um pronunciamento na televisão às 20 horas desta sexta-feira (15). A expectativa é de que Dilma reafirme o discurso de que o processo de impeachment é um “golpe” e que é preciso lutar pela democracia. Na mensagem de Lula, o ex-presidente diz que, a partir de segunda-feira (18), independentemente de cargos, estará empenhado, ao lado da presidenta Dilma, para que o Brasil tenha um novo modo de governar. “Nessa próxima etapa, vou usar minha experiência de ex-presidente para ajudar na reconstrução do diálogo e unir o país”.

O ex-presidente passou a semana conversando com lideranças políticas para barrar o impeachment e alertou os deputados que o esforço para o país ser reconhecido como uma nação com instituições sólidas pode ser jogado fora no próximo domingo. Ele pede que os parlamentares não “embarquem em aventuras, acreditando no canto da sereia dos que sentam na cadeira antes da hora”.

“Quem trai um compromisso selado nas urnas não vai sustentar acordos feitos nas sombras. Eu estou convencido de que o golpe do impeachment não passará. Derrubar um governo eleito democraticamente sem que haja um crime de responsabilidade não vai consertar nada. Só vai agravar a crise”.

São Paulo 08/04/2016 Econtro de Lula com a Educação, no Anhembi. Foto Paulo Pinto/Agencia PT
Lula grava vídeo defendendo Dilma. Foto Paulo Pinto/Agencia PT

Leia a íntegra:

“ Meus amigos e minhas amigas,

Quero falar com vocês, e especialmente com os nossos deputados, sobre o momento histórico que o país está vivendo.

Em 1988, aprovamos uma Constituição democrática, que restabeleceu a liberdade e o Estado de Direito, depois de 21 anos de ditadura.

E a partir de 2003, como todos sabem, o Brasil mudou muito e mudou para melhor.

Juntos, superamos grandes desafios econômicos, políticos e sociais.

Juntos, vencemos a fome e começamos a reduzir a desigualdade.

Derrubamos o muro que dividia o Brasil entre os que tudo podiam e os que sempre ficaram à margem da história.

Vocês sabem que foi preciso muito esforço, muito sacrifício, para o Brasil conquistar respeito e credibilidade diante do mundo.

Para ser reconhecido como um país sério, com instituições sólidas e confiáveis.

Todo esse esforço pode ser jogado fora por um passo errado, um passo impensado, no próximo domingo.

Os deputados têm de pensar com muita serenidade sobre isso.

Uma coisa é divergir do governo, criticar os erros e cobrar mais diálogo e participação.

Este é o papel do Legislativo, que deve ser e será respeitado.

Outra coisa é embarcar em aventuras, acreditando no canto de sereia dos que se sentam na cadeira antes da hora.

Quem trai um compromisso selado nas urnas não vai sustentar acordos feitos nas sombras.

Eu estou convencido de que o golpe do impeachment não passará.

Derrubar um governo eleito democraticamente sem que haja um crime de responsabilidade não vai consertar nada.

Só vai agravar a crise.

Ninguém conseguirá governar um país de 200 milhões de habitantes, uma das maiores economias do mundo, se não tiver a legitimidade do voto popular.

Ninguém será respeitado como governante se não respeitar, primeiro, a Constituição e as regras do jogo democrático.

Ninguém será respeitado se não prosseguir no combate implacável à corrupção.

É isso que a sociedade exige.

Meus amigos, minhas amigas.

Não se pode brincar com a democracia.

A comunidade internacional já percebeu que o processo de impeachment não passa de um golpe.

São extraordinárias as manifestações em defesa da legalidade em todos os cantos do país.

Elas alertam que, fora da democracia, o que vai existir é o caos e a incerteza permanente.

O Brasil precisa de paz e de estabilidade para retomar o caminho do desenvolvimento.

Derrotado o impeachment, já na segunda-feira, independente de cargos, estarei empenhado, junto com a presidenta Dilma, para que o Brasil tenha um novo modo de governar.

Nessa próxima etapa, vou usar minha experiência de ex-presidente para ajudar na reconstrução do diálogo e unir o país.

O Brasil tem plenas condições de voltar a crescer, gerando empregos e distribuindo renda.

Vocês se lembram: Foi graças ao diálogo que fiz um governo em que todos os setores ganharam.

É verdade que o Brasil e o mundo enfrentam hoje uma situação difícil na economia.

É verdade que o governo tem falhas, que precisam ser corrigidas.

Mas nós já fomos capazes de superar grandes desafios e saberemos fazer isso mais uma vez.

Todos nós sabemos qual é o caminho.

É com responsabilidade, com maturidade, respeitando todas as forças políticas, os agentes econômicos e os movimentos sociais.

Vamos reafirmar a credibilidade do país lá fora e resgatar, aqui dentro, a confiança que sempre tivemos no futuro do Brasil.

Por isso, peço a todos que confiem na minha palavra e mantenham a defesa da democracia.

Vamos derrotar o impeachment e encerrar de vez essa crise.

E juntos, novamente, vamos fazer do Brasil um país cada vez maior e mais justo, com oportunidades para todos.

Muito obrigado.”

Com Agência Brasil

Janaína Paschoal garante que não estava bêbada, drogada ou foi tomada pela “pomba gira” no discurso da USP

Comportamento Comunicação Cultura Direito Notícias Poder Política Vídeo

 

images|cms-image-000490490
Janaína Paschoal discursa na USP

Entrevistei nesta quarta-feira a advogada Janaína Paschoal, que assinou junto com os juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff.
Durante a entrevista ao programa Agora, Janaína falou sobre o vídeo em que aparece criticando o ex-presidente Lula que “viralizou” na internet, dizendo que o mais importante é não desviar do mérito da proposta. Ela rebateu a ideia de que teria sido performática ou teatral e garantiu que não estava drogada ou bêbada. Para ela o que se viu no vídeo, não se trata de performance, mas da realidade.

Janaína disse acreditar que o processo está sendo conduzido de forma adequada, com transparência, permitindo o amplo debate sobre o importante tema para o País.

Amante é condenado a indenizar casal por divulgar vídeo íntimo em Cruz Alta

Amante é condenado a indenizar casal por divulgar vídeo íntimo em Cruz Alta

Comportamento Comunicação Cultura Direito Direito do Consumidor Economia Notícias Vídeo

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul determinou que um amante pague danos morais a um casal de Cruz Alta, pela divulgação de vídeo íntimo. O réu foi condenado a pagar R$ 8 mil à mulher e R$ 4 mil ao marido dela para que “repense a maneira que utiliza os canais disponíveis na internet”.

O relator, desembargador Carlos Eduardo Richinitti, votou pelo provimento parcial à apelação dos autores, concedendo a extensão dos danos ao marido da vítima, mas negando o aumento do valor a ser indenizado. O magistrado ainda negou a apelação do réu, que alegou consentimento da autora com as gravações. O voto do relator foi acompanhado, na íntegra, pelos desembargadores Iris Helena Medeiros Nogueira e Eugênio Facchini Neto.

Conforme apurado na ação, durante crise conjugal vivenciada pelos autores da ação, a mulher e o réu se encontraram em um motel da cidade. As partes, que já haviam namorado anteriormente, gravaram um vídeo consentido na ocasião.

No entanto, sem autorização da mulher, o homem divulgou as imagens no YouTube e no Facebook, com o título “escapadinha no motel”. Além disso, o réu enviou a gravação para conhecidos do casal.

Na análise do processo, o relator, desembargador Richinitti, considerou que “nunca houve consentimento da autora para que os vídeos fossem divulgados”. O magistrado ainda reconheceu a pouca relevância do fato de ter havido consentimento sobre a realização das imagens. Foi constatada violação do direito de privacidade da vítima, que nutria relação de confiança com o réu. Também foi “evidenciado o dano indireto sofrido pelo marido, constrangido com a revelação de ter sido traído pela companheira, passando a ser conhecido na comunidade por apelido pejorativo”, conforme o desembargador. (Correio do Povo)