Porto Alegre, terça, 07 de dezembro de 2021
img

Hique Gomez para além da SBØRNIA

Detalhes Notícia

“Você dançou Copérnico, cantou a história de Ana Cristina, se emocionou com a pureza de Mundinho, recebeu cada cidadão sborniano, escutou a versão mais louca de Trem das Onze, riu muito com Kraunus Sang e o Maestro Pletskaya, então conhece a dupla Hique e Nico, do espetáculo Tangos e Tragédias. Esse livro foi escrito por Hique para todos vocês que se reconhecem na SBØRNIA e que sabem que ela se expandiu para além do teatro, e vive hoje na nossa memória e em nossos corações! 

Quando iniciamos Tangos e Tragédias, jamais sonhamos que estaríamos dividindo nossas vidas por 30 anos. Foram anos extraordinários de grande crescimento artístico e amadurecimento pessoal. 

Com a partida do meu parceiro Nico Nicolaiewsky completei um ciclo de 30 anos dentro do Tangos e Tragédias e 30 anos fora e achei que estava na hora de contar essa aventura de 60 anos. “

(Hique Gomez)

 

Esta obra não inclui apenas a história do espetáculo Tangos e Tragédias, retrata também a trajetória artística e pessoal de Hique Gomez, essa figura impar no cenário nacional. Contada com muito humor e sobretudo com gratidão e personalidade, Hique nos traz os bastidores, os sentimentos e conclusões sobre o que aconteceu e acontece à sua volta. O tom de biografia surge intrínseco nesse registro escrito onde ora Hique, ora Kraunus nos presenteiam com sua trajetória artística.

A orelha do livro é um diálogo entre Kraunus Sang e Hique Gomez:

Kraunus: Bota isso logo.

Hique: Que isso, cara, não tem show hoje.

Kraunus: Porra, tô farto dessa dependência de shows pra usar as minhas roupas.

Hique: Tchê… fica na tua, irmão.

Kraunus: Irmão??? Irmão??? Tu não pode mais me manter sobre tua custódia.

Hique: Rapaz… tu é personagem, cara. Não te faz de gente.

Kraunus: O quê? Gente??? É isso o que me refiro… eu não sou tratado como gente aqui!!!

Hique: Tu tá te confundindo.

Kraunus: Não, confuso é tu que está. Eu sou ARTE, ENTENDEU?… ARTE!!! É por mim que tudo se movimenta!!!

Hique: Tá me assustando…

Kraunus: Tu vão vai nos lugares que eu quero. Não estamos mais sincronizados. Tu só pensa em me explorar. Quando eu quero ir pra um lado, tu quer ir pra outro.

Hique: Ah, tô entendendo… o livro…

Kraunus: Como é que tu gasta a metade do livro para contar a tua infância… quem tem interesse nisso?

Hique: O que, Kraunus? Tu acha que não estavas ali?

Kraunus: É claro que não… quando cheguei na tua vida, muito mais tarde, foi quando tudo começou a dar certo…

Hique: Ah… então como tu explica aqueles olhos arregalados na minha infância?

Kraunus: Tu só vê defeitos em mim. E tudo o que tu tem de defeito, tu acha que sou eu o responsável… E se não fosse este defeito de nascença, ninguém iria te dar a mínima.

Hique: Olha, tu não tem direitos adquiridos aqui, cara. Tu és A Criatura e eu sou O Criador.

Kraunus: Não há Criador se a Criatura não te reconhece como tal! E outra, se tu és o Criador, Eu sou o Criativo. Sem mim, tu nada és!!!

Olha que eu volto pra Sbørnia como fez o Pletskaya!!!

Hique: Cara, relaxa, meu… pra que estas ameaças?!

Kraunus: Nãnãnã… Tu ficou falando tudo o que queria no livro, não me deu uma linha

para eu me manifestar! Faltou muita coisa, tu não tem visão criativa.

Hique: Ahaha!!! Muito bem… agora só esta que faltava… eu ter que discutir contigo

sobre o que escrever…

Kraunus: Seria muito melhor do que as gracinhas que tu escreveu.

É de mim que as pessoas riem, não desta tua cara de… coruja.

Hique: Coruja?

Kraunus: Cara, vou partir pra porrada…

Hique: Cala boca, delirium tremens…

Kraunus: O QUÊ???

Hique: SAI, ME SOLTA… SOLTA!

Alcemira: Dona Heloiza, o Seu Hique tá preso no guarda-roupa

de novo…

INSTRUÇÕES DE LEITURA

Flexione ligeiramente os joelhos, mantenha os pés bem plantados no chão. As pernas devem ficar imóveis, congeladas, assim como os braços e as mãos. (não esqueça de pegar o livro antes e segurá-lo com bastante firmeza) As pernas e as mãos vão teimar em sacudir loucamente nos primeiros parágrafos mas não ligue, fique firme, você é mais forte que isso, em geral, lá pela página vinte, essa energia hiperbólica já estará dominada e você poderá usá-la para carregar seu celular ou canalizá-la para a coluna. Nesse estágio você provavelmente esqueceu completamente que tem uma coluna mas eu lhe garanto que ela está lá, onde sempre esteve.

Você sentirá suas vértebras oscilando, devagarinho, até entrarem num ritmo frenético, quase incontrolável, é quando chega a hora do pescoço. Sim, o pescoço entra com tudo nessa hora e começa a balançar rapidamente de um lado para o outro nesse mesmo ritmo enlouquecido. Não esqueça que os olhos devem permanecer fixos no livro a sua frente mesmo que esse teime em sair do foco. A partir desse estágio, acreditamos que lá pela página 30 e alguma coisa, muito pouco se sabe o que se passa com a cabeça dos leitores. O que nossa pesquisa de campo mostra é que revela-se uma experiência única de vida. Não poderia ser diferente, afinal de contas você está percorrendo com Hique Gomez detalhes de uma das histórias mais ricas da cultura brasileira.

Marco Cena – editor da BesouroBox

BIO Músico, diretor, ator e comediante, um dos criadores do espetáculo Tangos e Tragédias. Recebeu o Prêmio Açorianos e Prêmio da FIPRECI, por A Festa de Margarette e o Prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte por Tangos e Tragédias. Criador e diretor de projetos da Sbørnia Records trabalha também com Shows, Concertos, Eventos, Artes Performáticas, AudioVisual e Mapping. Foto Otávio Fortes/ Divulgação BBOX.

Dados 368 págs, formato 16x23cm, ISBN 978.85.5527.111.3, Preço de Capa R$59,90

Agenda

10/12 – Hique Gomez para além da SBØRNIA das 18h às 20h no Theatro São Pedro (Foyer).

Bate-papo com apresentação de Roger Lerina, seguido de sessão de autógrafos.

09 a 19/01/2020 – Temporada “A Sbørnia Kontr’atacka” no Theatro São Pedro.

O livro estará à venda.