Porto Alegre, segunda, 24 de janeiro de 2022
img

Plataforma para emitir alvará em dez minutos vence hackathon

Detalhes Notícia

Simplificar o processo de consulta e obtenção de alvará junto à Prefeitura de Porto Alegre, transformando-o em uma plataforma capaz de conceder a licença em apenas dez minutos. Essa foi a solução vencedora do hackathon de Licenciamento Digital, realizado pela Prefeitura e pelo Agibank nos dias 13, 14 e 15 de dezembro no prédio do Tecnopuc, com o apoio do Pacto Alegre. O grupo vencedor ganhou o prêmio de R$ 6 mil oferecido pelo Agibank e entregue pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior, que agradeceu o empenho de cada participante e disse esperar que as sugestões apresentadas sejam aproveitadas, agora, na administração pública municipal.

Com o patrocínio do Agibank, o hackathon reuniu seis grupos de 7 profissionais de marketing, design e desenvolvedores, que dedicaram o final de semana ao desafio de desenvolver um site ou app que agilizasse o processo de abertura de empresas em Porto Alegre. O time vencedor foi o de Bianca Camargo, Jéssica Manoel, Jeferson Romano e Rodrigo Viegas, que propuseram a automatização dos procedimentos existentes, em especial os de baixa complexidade e risco, para reduzir as atuais 48 horas de espera para cerca de 10 minutos.

O prefeito Nelson Marchezan Junior parabenizou os participantes pela dedicação ao propósito de melhorar os serviços que a Prefeitura presta aos cidadãos. “O nosso verdadeiro desafio é aproveitar todos esses talentos e promover uma oxigenação na máquina pública”, destacou.

Já o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Eduardo Cidade, destacou que a solução traz boas perspectivas para a cidade como um todo. “Ela vai beneficiar não só a prefeitura, mas sobretudo aqueles empreendedores que efetivamente fazem a economia girar. No final das contas, tudo converge para um ambiente mais propício à geração de empregos e renda na Capital”, diz ele.

Atualmente, explica Cidade, a Prefeitura de Porto Alegre recebe 480 pedidos de alvará por dia na Sala do Empreendedor, ligada à SMDE. Destes, 40% são rejeitados por problemas de preenchimento nos formulários necessários. Desde 2017, na atual gestão, o tempo médio para obtenção de um alvará já foi reduzido de 41 para seis dias. Agora, com esse tipo de iniciativa, a prefeitura quer tornar o processo ainda mais ágil.

Para o sócio e diretor de Produtos, Tecnologia e Marketing do Agibank, Fernando Castro, a iniciativa é “fantástica” e representa a oportunidade de modernizar as relações com o empreendedor, facilitando o caminho para a operação de seu negócio. “Teremos um 2020 muito mais próximo de iniciativas como essas, que permitem ao jovem contribuir com soluções para sua cidade”, comenta.