Porto Alegre, sexta, 03 de dezembro de 2021
img

RS: Mobilidade e virtualidade contribuem com aumento dos atendimentos do Sesi. Para 2020, a expectativa é chegar a 16 milhões de entregas

Detalhes Notícia

O Serviço Social da Indústria (Sesi-RS) tem motivos para comemorar em 2019. Em números, a atuação do Sesi inclui 13 milhões de atendimentos no Rio Grande do Sul. A abrangência chegou a 381 municípios envolvendo mais de 9 mil indústrias, com o atendimento de 361 mil pessoas em educação e saúde. Para 2020, há previsão de ampliar para mais de 16 milhões de atendimentos e chegar ao índice de 9,5 mil indústrias de todo o Estado. “Hoje, Educação e Saúde são nossos dois grandes focos de atuação. A mobilidade e a virtualidade, que fazem parte do nosso cotidiano e do modelo atual de atuação, contribuem para otimizar e ampliar esses resultados”, explica o superintendente do Sesi-RS, Juliano Colombo.
Neste sentido, foram adquiridas 20 unidades móveis voltadas para a área de saúde ocupacional, odontologia e normas regulamentadoras, para intensificar esse movimento em 2020. Com as novidades, o Sesi totaliza 44 estruturas móveis para atender o Estado. Uma inovação neste quesito foi a pioneira virtualização do curso de Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), com mais de 1 mil matrículas, em 170 indústrias, além da oferta de cursos das Normas Regulamentadoras 5 e 35 na modalidade EAD e semipresencial. Isso possibilita a realização dos módulos teóricos em qualquer local e os práticos na própria empresa com seus equipamentos ou com as Unidades Móveis do Sesi.

Ao longo de 2019, ocorreu a campanha “Viva Bem, Faça Melhor Sesi”, que posicionou a instituição como líder em soluções para a gestão de saúde e segurança no trabalho para a indústria do Rio Grande do Sul. Foram realizados eventos em todo o Estado com essa temática, com a participação de quase 35 mil pessoas. Por meio de múltiplas ações culturais, esportivas e de lazer, os eventos tiveram o objetivo de valorizar a importância das relações interpessoais também como forma de promoção da saúde e da qualidade de vida. Já as seis edições do Meeting Sesi de Saúde tiveram o objetivo de levar conhecimento e provocar a reflexão sobre gestão de saúde nas empresas.

superintendente do Sesi-RS, Juliano Colombo.

Superintendente do Sesi-RS, Juliano Colombo. Foto: SESI

O Edital da Campanha Sorrir Faz Bem oportunizou às indústrias um levantamento do panorama geral da Saúde Bucal dos trabalhadores atingindo mais de 18 mil pessoas, promovendo também a saúde no ambiente laboral. Já no mês de junho, foi lançado o edital de Promoção da Saúde denominado “Sua empresa com saúde o ano todo”. O objetivo é despertar a percepção de saúde e segurança nos trabalhadores. É oferecida a aplicação da ferramenta Avaliação de Saúde e Segurança em Trabalhadores da Indústria (ASSTI), cujos resultados subsidiam as empresas na tomada de decisões quanto a investimentos em programas de saúde. As participantes receberão ao longo de 2020 materiais com conteúdo educativo de saúde e sugestões de ações. Participaram mais de 700 empresas. Outro edital realizado foi o de ergonomia, com 25,5 mil trabalhadores de 233 indústrias atendidos. Já a campanha de vacinação contra a gripe de 2019 imunizou 154 mil pessoas – entre trabalhadores da indústria e comunidade – atendendo 1.985 indústrias no Rio Grande do Sul. O objetivo é reduzir os afastamentos de trabalhadores por gripe, doença de relevante impacto econômico e social.

Educação
A mostra Sesi Com@Ciência se consolidou como um dos principais eventos de inovação da educação no Sul do País. Em sua segunda edição, houve apresentação de 200 projetos de estudantes de Contraturno, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA), 11 mil visitantes e 160 escolas presentes em dois dias de evento. Também ocorreram mais de 40 seminários para professores e alunos, oficinas maker e espaços para vivências de metodologias ativas para educação básica. Nesse evento, houve a abertura do site da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), ligada ao Ministério de Educação, para pesquisa dos documentos curriculares construídos pelo Sesi junto à rede pública de escolas de Panambi.
Na cidade, foi dada sequência à atuação do Sesi para qualificar a educação, com a entrega de 300 kits de robótica com placa Gogo Board à Secretaria Municipal de Educação, que vão permitir qualificar as práticas pedagógicas e colocar em ação o desenvolvimento de competências tecnológicas junto aos alunos, com base na capacitação realizada pelo Sesi no município. Com a experiência de Panambi, foi estruturado o Programa de Formação de Professores da rede pública de ensino, que iniciou suas atividades em julho de 2019, desenvolvendo um modelo de formação continuada para professores e gestores.

Uma das atividades envolveu cerca de 60 gestores da rede estadual participaram do Curso de Liderança Escolar – Inspirado no modelo inglês de formação de gestores, promovido por Sesi e Capes, em parceria com o Conselho Britânico, na sede da FIERGS. Participaram diretores de escolas públicas de tempo integral, representantes de Coordenadorias Regionais (CRE) de diferentes regiões do Estado e diretores das Escolas Sesi de Ensino Médio. O ministrante foi o conselheiro de educação britânico Adrian Ingham, que também esteve entre os palestrantes do Sesi Com@Ciência. “Avançamos de forma decisiva no nosso projeto de formação de professores, com a consolidação em Panambi, início no município de Pelotas e com a rede Estadual de Educação. Também houve a aprovação pelo Conselho Regional da construção do Instituto de Formação de Professores, no Edifício Formac, junto ao CAT Porto Alegre, a partir de 2021”, adianta Colombo.

A EJA EAD registrou quase 10 mil matrículas entre aqueles que por algum motivo não conseguiram concluir os estudos no tempo previsto. Mais uma vez, a virtualidade foi um diferencial. Ao todo, são 17 polos distribuídos no Estado e para 2020, haverá 11 novos, com meta de ampliar o número de matrículas para mais de 14 mil. “Tivemos mais um grande salto na nossa atuação em EJA, consolidando o Sesi como maior provedor privado desta modalidade no Rio Grande do Sul. Temos uma responsabilidade muito grande em proporcionar aos trabalhadores da indústria uma educação inovadora que leve a eles uma mudança de patamar e a estarem aptos a transitar no mundo da indústria 4.0”, projeta Colombo.

Em São Leopoldo, foi inaugurada a quinta unidade das Escolas Sesi de Ensino Médio, que inicia seu primeiro ano letivo em 13 de fevereiro de 2020. Em 2019, o Sesi formou mais de 270 alunos no Ensino Médio e as escolas de Montenegro e Gravataí tiveram seus primeiros diplomados. Estudantes dos diversos programas educacionais do Sesi-RS conquistaram cerca de 70 premiações e reconhecimentos nacionais e internacionais. Um dos destaques foi o grupo do Ensino Médio de Gravataí, que participou da “World Mathematics Team Championship”, na China, devido ao desempenho na Olimpíada Nacional. Os seis estudantes disputou com outros 1.050 alunos de cinco países e voltaram com duas medalhas de prata e uma de bronze.
Em Educação Infantil e Contraturno Escolar foram 10,2 mil crianças e adolescentes atendidos. Já na Educação Continuada, que será reestruturada no ano que vem, houve 43 mil matrículas.

Inovação
O Centro de Inovação em Fatores Psicossociais foi um dos vencedores do prêmio Top Cidadania da ABRH-RS, na categoria Organização. Um dos destaques do trabalho realizado pelo Centro em cocriação com as indústrias foi a solução inovadora Gestress, que consiste na utilização de aplicativo de autoconhecimento para promover a saúde emocional nas pessoas e nas empresas.
Em 1º de outubro, foi lançada a primeira edição do Edital Gaúcho de Inovação para a Indústria, por Sesi-RS, Senai-RS, IEL-RS e Sebrae-RS, com o apoio do governo do Estado. O principal objetivo é apoiar a cooperação entre empresas e os Institutos e Centros de Inovação Sesi e Senai do RS com subsídios financeiros, além de promover a cultura de inovação na indústria gaúcha. Foram submetidas no primeiro ciclo do edital cerca de 80 ideias propondo soluções a desafios tecnológicos e na área de saúde e segurança do trabalho. Vinte e duas delas foram aprovadas.
No ano do Sesi, saúde, educação e inovação caminharam juntas para oferecer soluções de atendimento a indústrias, industriários e seus dependentes, como forma a contribuir com a competitividade econômica e o desenvolvimento social do Rio Grande do Sul.