Porto Alegre, quarta, 25 de maio de 2022
img

RS: Condições propostas pelo MDB complicam votação do pacote

Detalhes Notícia

É mais delicada do que foi tornado público ao final da rodada de reuniões com a base aliada, na quinta-feira, a situação do governo em sua articulação para conseguir votar os projetos da reforma administrativa e previdenciária do Rio Grande do Sul. As propostas devem ir a pleito em convocação extraordinária da Assembleia Legislativa na última semana deste mês de janeiro. O MDB, maior aliado em número de cadeiras na Assembleia Legislativa, onde tem oito deputados, externou, em manifestação de seu líder de bancada, deputado Fábio Branco, que votará fechado contra a progressividade de alíquotas para os servidores militares proposta pelo Executivo no projeto de lei complementar (PLC) 504. Com o movimento, o Executivo passou a ter dificuldades concretas para obter o número de votos necessários à aprovação do 504 e a tendência, conforme negociadores do governo, é de que, mantido o cenário atual, o texto será retirado da pauta da convocação extraordinária.

Leia mais no Correio do Povo