Porto Alegre, terça, 24 de maio de 2022
img

EFEITO DO CORONAVÍRUS É MAIS DIRETO E LIQUIDAMENTE NEGATIVO DO QUE ESCALADA DO DÓLAR, DIZ WALDERY

Detalhes Notícia
Painel com cotações de moedas estrangeiras em casa de câmbio em São Paulo 27/02/2020 REUTERS/Amanda Perobelli

O efeito do coronavírus é negativo sobre a economia enquanto a recente escalada do dólar frente ao real tem implicações para os dois lados, afirmou o secretário especial da Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues.

Em entrevista à Reuters na noite de quinta-feira, ele ponderou que, para efeitos de influência no Produto Interno Bruto (PIB), a alta da moeda norte-americana tem impactos positivos e negativos. Esses movimentos, embora complexos, podem eventualmente se compensar.

Quanto ao coronavírus, há um nível de alerta maior dentro do governo, que monitora de perto as consequências da disseminação do surto para o crescimento da China, expansão da economia global e consequentes reflexos para o Brasil.

“O câmbio pode influenciar o consumo privado, mas influencia também a demanda externa, composta por importação e exportação. O efeito líquido não é diretamente medido. Já um efeito de uma epidemia ou de um coronavírus é mais direto e liquidamente negativo”, disse Waldery.

Leia mais em REUTERS