Porto Alegre, segunda, 27 de junho de 2022
img

PCH VALE DO LEITE DEVE SER CONCLUÍDA EM 2022

Detalhes Notícia
Hennemann destaca também produção de energia solar. CERTEL/DIVULGAÇÃO/JC

A Certel tem planos para implantar uma série de pequenas centrais hidrelétricas (PCHs – usinas de 5 MW a 30 MW de potência e que devem ter menos de 13 quilômetros quadrados de área de reservatório) no rio Forqueta, no Vale do Taquari. O foco da cooperativa no momento é a PCH Vale do Leite, que será construída entre os municípios de Pouso Novo e Coqueiro Baixo, devendo ser concluída no final de 2022.

O investimento previsto é de R$ 45 milhões, e a potência instalada da usina será de 6,4 MW, o que é suficiente para abastecer com energia uma população de aproximadamente 20 mil pessoas. O ambiente da venda da geração ainda não foi definido; contudo, o presidente da Certel, Erineo José Hennemann, adianta que, provavelmente, a comercialização será realizada no mercado livre de energia (formado por grandes consumidores, que podem escolher de quem vão comprar a eletricidade).

Os trabalhos iniciais, como as análises quanto às obras de fundação da PCH e de geologia, já começaram, e as ações serão intensificadas a partir de meados de março. No pico das atividades, a construção deverá gerar em torno de 350 postos de emprego. O empreendimento sofreu um pequeno atraso devido à montagem da esquematização de financiamento e aguardo de liberações ambientais e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Hennemann ressalta que o financiamento para o projeto é um diferencial dentro do sistema cooperativo, pois uniu quatro Sicredis da região próxima à usina: Ouro Branco (Teutônia), Integração RS/MG (Lajeado), Região dos Vales (Encantado) e Botucaraí (Soledade). Essas instituições financeiras disponibilizarão a totalidade dos recursos necessários para implantação da estrutura.

Leia mais no Jornal do Comércio